O cientificismo como obstáculo à compreensão ético-política da Psicologia

Scientism as an obstacle for an ethical-political understanding of Psychology

El cientificismo como obstáculo a la comprensión ético política de la Psicología

Ao dissociarem os fenômenos de seus contextos sociais, humanos e ecológicos e desconsiderarem as categoriais intencionais e valorativas, as metodologias científico-naturais impedem a compreensão de algumas atividades humanas que incluem valores, principalmente os éticos e políticos. Nesse contexto, cientificismo é a aceitação dogmática e não tematizada dos métodos científico-naturais. A partir disso, no contexto da Psicologia, o objetivo deste trabalho é demonstrar de que maneira o cientificismo pode funcionar como obstáculo epistemológico-metodológico a uma compreensão ético-política da Psicologia. Assim, em um primeiro momento, por meio de reflexões baseadas em problemas encontrados na literatura sobre o tema, os dogmas do cientificismo e alguns contrapontos são apresentados; em seguida, algumas de suas consequências são abordadas, tomando-se dois exemplos da literatura corrente - a rotulação e as interpretações raciais, e, por fim, um programa de pesquisa que lida com esses problemas é apresentado como alternativa: a Psicologia crítica.

Crítica (Filosofia); Epistemologia; Metodologia; Valores


Conselho Federal de Psicologia SAF/SUL, Quadra 2, Bloco B, Edifício Via Office, térreo sala 105, 70070-600 Brasília - DF - Brasil, Tel.: (55 61) 2109-0100 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revista@cfp.org.br