Efeitos Alelopáticos da Planta Invasiva Prosopis juliflora em Gramíneas do Planalto de Potohar, Paquistão

A. QAYYUM M.K. RAFIQ K. ZAHARA Y. BIBI A. SHER M.T. RAFIQ R. AZIZ A. MANAF Sobre os autores

RESUMO

O presente estudo foi realizado para investigar os efeitos alelopáticos de Prosopis juliflora (Sw.) DC. (algaroba) sobre vários parâmetros de crescimento de três espécies promissoras de gramíneas (Cenchrus ciliaris, Panicum antidotale e Panicum máximo) do Planalto de Potohar, no Paquistão, mantidas em viveiro. O experimento foi conduzido sob delineamento inteiramente casualizado, com dois fatores e três repetições. Diferentes concentrações do extrato aquoso de P. juliflora foram preparadas, e seu efeito foi investigado em relação a comprimento radicular, comprimento da parte aérea e biomassa fresca e seca das espécies de gramíneas testadas. Todas as espécies de gramíneas mostraram inibição, cujo nível foi dependente da concentração. No entanto, entre todas as gramíneas, C. ciliaris foi afetada de forma mais severa, enquanto P. antidotale foi a espécie menos afetada. Isso indica que o efeito adverso das folhas de algaroba no crescimento das gramíneas é diretamente proporcional ao aumento no nível de extração da folha dessa árvore. Os resultados sugerem que as folhas de algaroba contêm aleloquímicos que exerceram efeito inibitório no crescimento das gramíneas.

Palavras-chave:
alelopatia; Cenchrus ciliaris; Panicum antidotale; Panicum maximum; crescimento

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Departamento de Fitotecnia - DFT, Universidade Federal de Viçosa - UFV, 36570-000 - Viçosa-MG - Brasil, Tel./Fax::(+55 31) 3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rpdaninha@gmail.com