Ação do Imazethapyr e Lactofen na Nodulação da Soja Convencional e Transgênica sob Condições de Déficit Hídrico

C.G. GONÇALVES A.C. SILVA JUNIOR M. SCARANO M.R.R. PEREIRA D. MARTINS Sobre os autores

RESUMO:

O presente estudo objetivou estudar a ação dos herbicidas imazethapyr e lactofen no sistema radicular e a interação rizóbio/planta, pulverizados em dois estádios fenológicos de desenvolvimento de cultivares de soja sob diferentes manejos de água no solo. Os cultivares de soja MG/BR 46 Conquista (convencional) e BRS Valiosa (RR) foram submetidos a três potenciais mínimos de água no solo (Ψs): -0,03, -0,07 e -0,5 MPa, nos estádios fenológicos V2 e V4. A pulverização dos herbicidas imazethapyr (100 g i.a. ha-1) e lactofen (180 g i.a. ha-1) foi realizada 10 dias após o início das restrições hídricas. Aos 21 dias após a aplicação dos herbicidas, foi avaliada a massa seca das raízes e a nodulação do sistema radicular das plantas. O cultivar BRS valiosa (RR) apresentou maior formação de nódulos e um sistema radicular mais eficiente e adaptado para superar uma condição de escassez hídrica moderada (-0,07 MPa). O cultivar MG/BR 46 Conquista (convencional) mostrou menor crescimento do sistema radicular quando submetido à pulverização dos herbicidas imazethapyr e lactofen. A atividade das bactérias fixadoras de nitrogênio foi reduzida, impactada pela pulverização dos herbicidas imazethapyr e lactofen.

Palavras-chave:
ALS; Glycine max; fitointoxicação; PROTOX; fixação simbiótica de N2

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Departamento de Fitotecnia - DFT, Universidade Federal de Viçosa - UFV, 36570-000 - Viçosa-MG - Brasil, Tel./Fax::(+55 31) 3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rpdaninha@gmail.com