Efeito Alelopático de Parthenium hysterophorus sobre a Germinação e o Crescimento de Algumas Culturas Relevantes e Plantas Daninhas de Importância Econômica

G. HASSAN H.U. RASHID A. AMIN I.A. KHAN N. SHEHZAD Sobre os autores

RESUMO:

A losna-branca (Parthenium hysterophorus) é considerada uma planta invasora no mundo inteiro e está ameaçando a biodiversidade do Paquistão. Para estudar o potencial alelopático da espécie, foram realizados estudos em laboratório e vasos durante os meses de julho-agosto e outubro-novembro de 2010 no Laboratório de Pesquisa sobre Plantas Daninhas, Departamento de Plantas Daninhas, University of Agriculture Peshawar, Khyber Pakhtunkhwa, Paquistão. Os experimentos foram conduzidos para investigar o efeito alelopático da losna-branca nas culturas de Triticum aestivum, Cicer arietinum e Brassica campestris e de plantas daninhas, incluindo Avena fatua, Asphodelus tenuifolius e Lolium rigidum. As folhas frescas de P. hysterophorus foram secas à sombra e trituradas. A quantidade desejada de pó foi embebida durante 16 horas na quantidade desejada de água para produzir a solução-estoque da concentração máxima (75 g L-1). Cinco sementes de cada espécie foram colocadas em placas de Petri e em vasos, e os extratos foram aplicados quando necessário. Um grupo controle (0 g L-1) também foi incluído para fins de comparação. Ambos os experimentos foram definidos como fatoriais, em um delineamento inteiramente casualizado (DCI) com quatro repetições e duas corridas experimentais cada. Como não houve diferenças estatísticas significativas entre as corridas experimentais, os dados foram agrupados antes de serem submetidos a ANOVA e separação de médias. As diferenças entre as espécies testadas e as doses de extratos de P. hysterophorus foram estatisticamente significativas (P?0,05) para todos os traços investigados. Já para a interação entre espécie x concentração de P. hysterophorus, as diferenças foram significativas (P?0,05) apenas para altura da planta no experimento em vaso. Os resultados mostraram que, com o aumento da concentração de P. hysterophorus, todos os parâmetros estudados nas seis espécies testadas tiveram redução significativa. Assim, o presente estudo sugere que P. hysterophorus afeta o agroecossistema e precisa ser manejada corretamente. Além disso, o efeito alelopático dessa espécie nas plantas daninhas é um resultado promissor para o manejo sustentável delas.

Palavras-chave:
parthenium; alelopatia; trigo

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Departamento de Fitotecnia - DFT, Universidade Federal de Viçosa - UFV, 36570-000 - Viçosa-MG - Brasil, Tel./Fax::(+55 31) 3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rpdaninha@gmail.com