Efeito da Mistura de Mesotrione e Nicosulfuron com ou sem Adjuvantes

J. DUUS N.D. KRUSE J.C. STREIBIG Sobre os autores

RESUMO:

Um pulverizador logarítmico foi utilizado para avaliar a eficácia da mistura de 28,5% de nicosulfuron e mesotrione, além da aplicação isolada de cada herbicida. O objetivo deste trabalho foi testar se a mistura é sinérgica ou antagônica, através do modelo ADM (Modelo Aditivo de Dose). As espécies usadas no estudo foram canola e cevada. A mistura de 28,5% de nicosulfuron agiu como antagonista, independentemente das espécies testadas. O efeito antagonista da mistura de nicosulfuron reduziu-se à medida que as plantas se desenvolviam; na cevada, o efeito quase desapareceu 40 dias após o tratamento. Tanto para a canola como para a cevada, um dos adjuvantes destacou-se como altamente eficaz na redução da ED50 da mistura herbicida. Ficou demonstrado que o antagonismo não é alarmantemente alto, o que está de acordo com o observado em muitos herbicidas. Os resultados são discutidos em relação à prática de ensaios de misturas na literatura e aos requisitos para obter patentes de mistura.

Palavras-chave:
modelos para testar misturas; modelo aditivo de dose (ADM); modelo multiplicativo de sobrevivência (MSM); efeito de adjuvantes

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Departamento de Fitotecnia - DFT, Universidade Federal de Viçosa - UFV, 36570-000 - Viçosa-MG - Brasil, Tel./Fax::(+55 31) 3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rpdaninha@gmail.com