Manejo Biológico da Podridão Basal de Cebola por Trichoderma harzianum e Withania somnifera

R. AKHTAR A. JAVAID Sobre os autores

RESUMO:

A cebola é atacada por um patógeno fúngico no solo, Fusarium oxysporum, que resulta na doença da podridão basal. No presente estudo, três espécies de Trichoderma (T. pseudokoningii, T. harzianum e T. reesei) e as folhas da planta daninha solanácea Withania somnifera foram utilizadas para o manejo dessa doença. O estudo de interação in vitro revelou que T. harzianum é o agente de biocontrole mais eficaz contra o patógeno. Em um ensaio em vaso, misturou-se material de folha seca de W. somnifera (1%, 2% e 3% p/p) e o inóculo de T. harzianum no substrato já inoculado com o patógeno. A maior incidência da doença (87%) foi observada em controle positivo (inoculação de patógenos sem qualquer alteração). Diferentes doses do material da folha seca reduziram a incidência da doença para 41-66%. Em combinação com o material foliar, T. harzianum reduziu a incidência da doença para 20-53%. Em um bioensaio laboratorial, foi preparado um extrato de folhas secas de W. somnifera em metanol e particionado com n-hexano, clorofórmio, acetato de etilo e n-butanol. A concentração mais elevada (200 mg mL-1) de todas as frações, exceto a de n-butanol, diminuiu significativamente a biomassa fúngica em relação ao controle. Este estudo conclui que a podridão basal da cebola pode ser controlada pela aplicação combinada de material de folha seca de W. somnifera e o agente de controle biológico T. harzianum.

Palavras-chave:
podridão basal; controle biológico; planta daninha; Withania somnifera

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Departamento de Fitotecnia - DFT, Universidade Federal de Viçosa - UFV, 36570-000 - Viçosa-MG - Brasil, Tel./Fax::(+55 31) 3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rpdaninha@gmail.com