Misturas de Herbicidas para o Controle da Trapoeraba e o Efeito da Deriva na Cultura do Café

N.M. FREITAS F.C.L. FREITAS I.F. FURTADO M.F.F. TEIXEIRA V.F. SILVA Sobre os autores

RESUMO:

As espécies de trapoeraba Commelina benghalensis e C. diffusa estão entre as principais plantas infestantes na cultura do café. Objetivou-se com este trabalho avaliar a eficácia de herbicidas/misturas de herbicidas no controle das espécies de trapoeraba e a possível intoxicação na cultura do café. Foram conduzidos dois experimentos, sendo o primeiro em esquema fatorial 12 x 2, com 12 herbicidas/misturas (glyphosate, glyphosate + metsulfuron-methyl, glyphosate + flumioxazin, glyphosate + 2,4-D, glyphosate + oxyfluorfen, glyphosate + carfentrazone-ethyl, metsulfuron-methyl, flumioxazin, 2,4-D, oxyfluorfen e carfentrazone-ethyl) e duas espécies de trapoeraba (C. benghalensis e C. diffusa), e o segundo, em esquema fatorial 6 x 2 + 1, com seis herbicidas/misturas (glyphosate, glyphosate + metsulfuron-methyl, glyphosate + flumioxazin, glyphosate + 2,4-D, glyphosate + oxyfluorfen e glyphosate + carfentrazone-ethyl) e duas formas de aplicação nas plantas de café (atingindo 1/3 da copa do café e com a copa protegida), mais uma testemunha sem herbicidas. Verificou-se variação na tolerância das espécies de trapoeraba para os herbicidas avaliados. C. benghalensis foi controlada pelos tratamentos glyphosate, 2,4-D, glyphosate + 2,4-D e glyphosate + metsulfuron-methyl, enquanto C. diffusa foi controlada pelo 2,4-D e pelas misturas glyphosate + metsulfuron-methyl, glyphosate + oxyfluorfen e glyphosate + flumioxazin. A mistura glyphosate + 2,4-D, embora eficiente no controle das trapoerabas, causou intoxicação e paralisação no crescimento do café. Houve antagonismo na mistura glyphosate + carfentrazone-ethyl para o controle das duas espécies, bem como nas misturas glyphosate + oxyfluorfen e glyphosate + flumioxazin, para C. benghalensis.

Palavras-chave:
antagonismo; Coffea arabica; Commelina benghalensis; Commelina diffusa; sinergismo

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Departamento de Fitotecnia - DFT, Universidade Federal de Viçosa - UFV, 36570-000 - Viçosa-MG - Brasil, Tel./Fax::(+55 31) 3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rpdaninha@gmail.com