Trabalho informal: motivos, bem-estar subjetivo, saúde e felicidade de vendedores ambulantes

Emilio Moyano Díaz Ramón Castillo Guevara José Lizana Lizana Sobre os autores

As relações entre trabalho, bem-estar subjetivo (B.S.), felicidade e saúde são complexas e de alto interesse teórico e empírico. Elas são analisadas aqui em trabalhadores informais do comércio ambulante. Mediante observação e fotografias nas cinco cidades mais populosas da região do Maule (Chile), registram-se 1556 postos de venda. Foram selecionados aleatoriamente 258 para interrogar. Resultados: os trabalhadores informais apresentam uma satisfação vital global moderada, estando menos satisfeitos com seus amigos e tempo de lazer do que com seu trabalho e sua família. Sua maior felicidade provém desta (χ2Friedman=389,47; gl=3; p<0,001). Encontram-se doentes M= 6 dias mensalmente, ainda que só deixem de trabalhar um dia ao mês. Seu B.S. correlaciona-se fortemente com sua satisfação vital (r=0,45), esta com sua felicidade (r=0,44) e esta última com sua saúde (r=0,42). Estes e outros resultados sãodiscutidos neste artigo.

trabalho informal; bem-estar subjetivo; saúde


Universidade Estadual de Maringá Avenida Colombo, 5790, CEP: 87020-900, Maringá, PR - Brasil., Tel.: 55 (44) 3011-4502; 55 (44) 3224-9202 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: revpsi@uem.br