Voltar para Vygotsky é o suficiente? o legado da psicologia sócio-histórico-cultural

Voltar para Vygotsky é o suficiente? A psicologia de Vygotsky tem suas raízes nos escritos de Marx. Assim, o marxismo é indispensável para o estudo da teoria de Vygotsky. Por isso, afirmamos neste trabalho que, ao voltar para Vygotsky também volta-se para Marx e para o marxismo. Além disso, qualquer tentativa de modificar o uso que Vygotsky fez das idéias do marxismo com algum elemento estranho não é apenas objetivamente anti-Vygotsky, mas também a distorção da sua teoria. Vygotsky trouxe em destaque o movimento dialético das totalidades sociais, dentro do qual uma complexa interação ocorre entre as forças de produção, relações sociais de produção, os meios de produção, modo de produção, consciência, alienação e atividade. E é nessas interações complexas que a vida mental humana é formada e moldada. Ciente destas armadilhas, Vygotsky não tenta construir uma psicologia marxista, que fica do lado da teoria do determinismo econômico. Os esforços de Vygostsky foram dirigidos, em vez disso, para a localização de aspectos psicológicos nos escritos de Marx e fazer, de um desses aspectos, um novo ponto de partida para a análise da mesma totalidade com a qual Marx estava preocupado.

Vygotsky; Psicologia Marxista; Método Dialético


Universidade Estadual de Maringá Avenida Colombo, 5790, CEP: 87020-900, Maringá, PR - Brasil., Tel.: 55 (44) 3011-4502; 55 (44) 3224-9202 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: revpsi@uem.br