Epidemiologia da insônia

Epidemiology of the insomnia

José Carlos Souza Rubens Reimão Sobre os autores

Os autores fizeram uma ampla revisão da literatura científica mundial sobre a epidemiologia da insônia, o mais prevalente dos distúrbios do sono. Foi feito um levantamento bibliográfico, no período de janeiro de 2002 a novembro de 2003, das publicações dos últimos 30 anos, nos bancos de dados MEDLINE e LILACS, sobre a definição e prevalência da insônia, além de suas conseqüências socioeconômicas. As palavras-chaves pesquisadas foram: distúrbio de iniciar o sono, distúrbio de manutenção do sono, distúrbio do despertar precoce, insônia, distúrbios do sono, prevalência da insônia, conseqüências da insônia. Observou-se uma grande variação dos critérios de definição da insônia, dos desenhos metodológicos e dos resultados dos estudos epidemiológicos, o que prejudicou as comparações dos dados das várias pesquisas. As futuras linhas de pesquisa sobre a epidemiologia da insônia devem se embasar em um consenso sobre sua definição e critérios metodológicos mais bem-definidos.

sono; insônia; epidemiologia


Universidade Estadual de Maringá Avenida Colombo, 5790, CEP: 87020-900, Maringá, PR - Brasil., Tel.: 55 (44) 3011-4502; 55 (44) 3224-9202 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: revpsi@uem.br