"Parece um prezinho": famílias de classes populares e o novo ensino fundamental

"Parece una cuna": familias de clases populares y la nueva enseñanza fundamental

"It looks like a kindergarten": low-income families and the new elementary teaching

Maria Silvia Pinto de Moura Librandi da Rocha Sobre o autor

Este artigo aborda parte dos resultados de pesquisa desenvolvida em 8 turmas de primeiro ano de 5 escolas municipais, visando estudar a implementação do Ensino Fundamental (EF) de 9 anos. Desenvolvida em 2006 - ano de adoção do novo EF no município em que as escolas se encontram - a pesquisa compôs-se por conjunto de procedimentos metodológicos, dos quais destacamos as entrevistas semi-estruturadas com 58 familiares de alunos de 6 anos das turmas estudadas. As análises do material empírico permitiram evidenciar que a recepção do novo EF pelos entrevistados foi predominantemente favorável, decorrente de expectativas de alfabetização das crianças. Consequentemente, avaliaram de modo positivo atividades de leitura/escrita no primeiro ano, criticaram a baixa freqüência das mesmas no cotidiano escolar e opuseram-se à existência de outras atividades no currículo, sobretudo às atividades lúdicas. Com este estudo, pretende-se contribuir para reflexões sobre desafios a serem enfrentados na implementação do novo EF, focalizando, particularmente, as relações famílias-escolas.

Ensino fundamental de 9 anos; avaliação das práticas pedagógicas; relações família-escola


Universidade Estadual de Maringá Avenida Colombo, 5790, CEP: 87020-900, Maringá, PR - Brasil., Tel.: 55 (44) 3011-4502; 55 (44) 3224-9202 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: revpsi@uem.br