Acompanhamento psicológico e permanência em estudantes universitários

Edgar Díaz-Camargo Manuel Riaño-Garzón Saida Andrea Ballesteros García Diana Yomara Mora Vallejo Laura Inés Soto Méndez Iris Yolima Valero María Judith Bautista-Sandoval Sobre os autores

RESUMO

O estudo tem como objetivo estabelecer a relação entre o acompanhamento psicológico e a permanência estudantil, mediante a análise das variáveis individuais, acadêmicas e sóciodemográficas. O estudo seguiu um modelo Ex post-facto, de tipo descritivo com uma amostra de censo de 520 estudantes os quais se submeteram a acompanhamento psicológico de maneira voluntária. A informação foi obtida mediante um questionário que explora características sóciodemográficas, acadêmicas e específicas de seguimento psicológico. Realizaram-se análises comparativas e correlacionais encontrando uma relação positiva entre a permanência e o acompanhamento psicológico breve ante crises situacionais. Adicionalmente, concluiu-se que a permanência estudantil se relaciona com a idade, o gênero, o semestre, a média, o motivo de consulta e o método terapêutico desenvolvido no processo de acompanhamento psicológico. Discutiram-se os resultados à luz de antecedentes que explicam os fenômenos da permanência e a deserção em contextos escolares.

Palavras-chave:
Psicoterapia; evasão escolar; permanência estudantil

Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE), Rua Mirassol, 46 - Vila Mariana , CEP 04044-010 São Paulo - SP - Brasil , Fone/Fax (11) 96900-6678 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista@abrapee.psc.br