Sentidos atribuídos aos cuidados de saúde e à prevenção de DST/Aids em específico por jovens gays

The meanings attributed to health care in general and prevention of STDs/Aids, in particular, by young gays

Rosane Berlinski Brito e Cunha Romeu Gomes Sobre os autores

Resumo

Objetiva-se analisar os sentidos atribuídos aos cuidados em saúde, em geral, e à prevenção da DST/Aids, em específico, por homens jovens homossexuais. Consideraram-se dois marcos conceituais teóricos: o conceito de habitus de Bourdieu e a heteronormatividade. Seguindo o desenho de pesquisa qualitativa, foram entrevistados 15 jovens que se consideram homossexuais, entre 18 e 24 anos, residentes no Rio de Janeiro. Em termos de resultados, hábitos saudáveis, estética/aparência física e bem-estar foram sentidos atribuídos aos cuidados em saúde. O uso do preservativo é o principal sentido atribuído à prevenção da DST/Aids, ainda que esse uso nem sempre seja feito devido a algumas situações e condições. Quanto à procura pelos serviços e profissionais de saúde, destaca-se que há esse hábito, principalmente na busca de exames, e que, às vezes, o jovem deve esconder a homossexualidade para ser bem atendido. Concluiu-se que o cuidado, no que se refere à saúde dos entrevistados, está além da esfera individual, encontrando-se, na realidade, ligada ao coletivo associado a elementos simbólicos socialmente construídos. Aponta-se para a necessidade de intervenções que reconheçam e valorizem a participação tanto do profissional de saúde quanto do usuário na construção de sentidos sobre os cuidados com sua saúde.

Palavras-chave:
homossexualidade masculina; comportamento sexual; atitude frente à saúde

IMS-UERJ PHYSIS - Revista de Saúde Coletiva, Instituto de Medicina Social Hesio Cordeiro - UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524 - sala 6013-E- Maracanã, 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ, Tel.: (21) 2334-0504 - ramal 268 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: publicacoes@ims.uerj.br