Residência na atenção básica à saúde em tempos líquidos

Residency at the primary health care in liquid times

Eloá Rossoni Sobre o autor

Resumo

A residência multiprofissional na atenção básica à saúde faz parte de uma rede de formação na área da educação e saúde no Brasil que tem sido ampliada na última década. A formação dentro de serviços de saúde tem como objetivo preparar profissionais para atuação no Sistema Único de Saúde. Este artigo analisa como trabalhadores/as e residentes vivenciavam os processos educativos no Programa de Residência Integrada em Saúde: Atenção Básica em Saúde Coletiva, desenvolvido em unidades básicas de saúde pertencentes, até 2009, ao Centro de Saúde-Escola Murialdo e vinculado à Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul. Trata-se de uma investigação qualitativa com aporte nos estudos culturais em aproximação com a etnografia pós-moderna. O trabalho de campo foi desenvolvido de março de 2007 a abril de 2008, e o material empírico incluiu documentos pedagógicos e administrativos institucionais, legislação dos programas de residência, relatórios de residentes, observação das equipes e entrevistas com trabalhadores de saúde. Para refletir sobre as limitações e as possibilidades desta formação, foram utilizados, especialmente, os escritos de Bauman acerca das características culturais da "modernidade líquida", pois o contexto era marcado pela provisoriedade e pela incerteza, o que produzia potencialidades e vulnerabilidades no programa de residência.

Palavras-chave:
atenção primária à saúde; residência; trabalho em equipe; modernidade líquida; Estudos Culturais.

PHYSIS - Revista de Saúde Coletiva Instituto de Medicina Social Hesio Cordeiro - UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524 - sala 6013-E- Maracanã. 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel.: (21) 2334-0504 - ramal 268, Web: https://www.ims.uerj.br/publicacoes/physis/ - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: publicacoes@ims.uerj.br
Accessibility / Report Error