"Suando a camisa" em academias de ginástica do Rio de Janeiro: um estudo etnográfico

"Sweating the shirt" in fitness centers of Rio de Janeiro: an ethnographic study

Alan Camargo Silva Jaqueline Ferreira Sobre os autores

Resumo

As secreções humanas podem indicar como os grupos sociais compreendem múltiplas formas de usos do corpo. Assim, o objetivo deste trabalho foi analisar como o suor pode ser concebido pelos alunos em academias de ginástica. Durante um ano, foi realizada pesquisa etnográfica comparativa em academias de pequeno e grande porte, respectivamente, inseridas em um bairro popular e nobre do Rio de Janeiro. Foi possível concluir que enquanto na academia de pequeno porte havia certa positividade atribuída ao suor devido à sociabilização e à noção de sucesso na performance durante as práticas corporais e cotidiano laboral, na academia de grande porte o mesmo tendia a ser visto com repulsa, limitando os encontros face a face e os esforços físicos extenuantes.

Palavras-chave:
suor; secreções corporais; academias de ginástica; etnografia; educação física e treinamento

IMS-UERJ PHYSIS - Revista de Saúde Coletiva, Instituto de Medicina Social Hesio Cordeiro - UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524 - sala 6013-E- Maracanã, 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ, Tel.: (21) 2334-0504 - ramal 268 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: publicacoes@ims.uerj.br