Physis: Revista de Saúde Coletiva, Volume: 18, Issue: 3, Published: 2008
  • Novas perspectivas em Epidemiologia

    Camargo Jr., Kenneth Rochel de
  • Determinantes sociais da saúde: alguns avanços na pesquisa epidemiológica

    Faerstein, Eduardo
  • Associação do status socioeconômico com obesidade

    Vieira, Ana CarolinaReiff e; Sichieri, Rosely

    Abstract in Portuguese:

    Os estudos nacionais indicam comportamento epidêmico da obesidade, e ênfase tem sido dada sobre os determinantes sociais do excesso de peso. O status socioeconômico tem sido avaliado por ocupação, educação e renda. Vários fatores relacionados à obesidade, como atividade física, consumo alimentar e hábitos familiares sofrem também influência do status socioeconômico. Realizou-se revisão da literatura sobre a associação do status socioeconômico com obesidade e também foram apresentados dados de uma pesquisa de base populacional sobre obesidade em mulheres do município do Rio de Janeiro. A ocorrência da obesidade entre os diferentes níveis de status socioeconômico é influenciada pelo sexo e idade, e são discutidos fatores ambientais que determinam a possibilidade de acesso aos alimentos saudáveis e a oportunidade de prática de atividade física. Por fim, é discutido como os hábitos familiares influenciam nas escolhas dos alimentos e como o status socioeconômico pode modificar esse efeito, bem como a disponibilidade de alimentos e o preço destes, levando a um maior consumo de alimentos de alta densidade energética, fator de risco dietético para obesidade.

    Abstract in English:

    An epidemic of obesity has been revealed by Brazilian nationwide surveys, and emphasis is being given to socioeconomic status as one of the main determinants of weight gain. Other factors also associated to obesity are influenced by socioeconomic status, such as physical activity, food consumption, and family habits. Socioeconomic status has been evaluated based on occupation, education, and income. A review of the literature on the association between socioeconomic status and obesity has been conducted, and data from a population-based survey regarding obesity among women in the city of Rio de Janeiro were also included. The occurrence of obesity among different levels of socioeconomic status as influenced by sex and age, and environmental factors that determine the possibility of access to healthy foods and to opportunities of practicing physical activity are also discussed. Finally, we discussed how family habits influence the choices of food, and how socioeconomic status can modify this effect, along with availability of foods and their prices, leading to a greater consumption of foods with high density of energy, a dietary risk factor for obesity.
  • Perspectivas da investigação sobre determinantes sociais em câncer

    Wünsch Filho, Victor; Antunes, José Leopoldo Ferreira; Boing, Antonio Fernando; Lorenzi, Ricardo Luiz

    Abstract in Portuguese:

    As diferenças socioeconômicas têm reflexos no perfil epidemiológico de câncer, no que diz respeito a incidência, mortalidade, sobrevida e qualidade de vida após o diagnóstico. Neste artigo examinam-se as disparidades da ocorrência de câncer na população brasileira e sintetizam-se evidências das investigações sobre determinantes sociais em câncer. Foram considerados os principais fatores que modulam a influência das condições socioeconômicas na ocorrência do câncer, como tabagismo, consumo de álcool, hábitos alimentares e obesidade, ocupação e acesso aos serviços de saúde. Modificações nas condições sociais dependem de mudanças estruturais na sociedade, a exemplo de melhorias do nível educacional; no entanto, investigações epidemiológicas bem conduzidas podem contribuir para o planejamento de intervenções visando a reduzir o impacto dos determinantes sociais em câncer. Esses estudos devem prover estratégias para promoção da qualidade das informações de incidência e mortalidade; realização periódica de inquéritos populacionais sobre prevalência de fatores de risco para câncer; desenvolver desenhos epidemiológicos mais eficientes para avaliar o efeito de fatores etiológicos em câncer e suas relações com o status social; análise de programas de rastreamento para tumores passíveis de detecção precoce; e avaliações do acesso da população ao diagnóstico e tratamento. Essas pesquisas devem contemplar populações em distintas regiões do mundo, em particular aquelas vivendo em regiões marginalizadas da dinâmica do atual sistema econômico global.

    Abstract in English:

    Socioeconomic differences have effects on epidemiological profile of cancer as regards incidence, mortality, survival and quality of life after diagnosis. In this study are examined the inequalities of cancer occurrence in the Brazilian population and summarized the evidences of epidemiological research on social determinants in cancer. The main factors that modulate the influence of socioeconomic conditions in cancer are considered, such as smoking, alcohol consumption, diet and obesity, occupation, and access to health services. Modifications of social conditions depend on broader changes in society, as improvements of educational level; however, well-conducted epidemiological investigations can instruct the planning of interventions aimed at reducing the impact of social determinants on cancer. These studies should focus on methods to improve the quality of information on incidence and mortality; regular population surveys on the prevalence of cancer risk factors; study designs to examine cancer etiological factors in its relations with social status; implementation and assessment of effectiveness of screening programs for early detection of tumors; and evaluation of access to diagnosis and treatment. These researches should include populations in different regions of the world, particularly those living in places that lack the benefits provided by the dynamics of the present global economic system.
  • Desigualdades de classe e gênero e saúde mental nas cidades

    Ludermir, Ana Bernarda

    Abstract in Portuguese:

    O caráter social da doença mental se expressa objetivamente na sua distribuição desigual entre homens e mulheres e entre diferentes classes sociais. Essas desigualdades representam um persistente achado na literatura. Diversos autores têm encontrado alta prevalência dos Transtornos Mentais Comuns (TMC) em mulheres, nos excluídos do mercado formal de trabalho, nos indivíduos de baixa renda e nos de baixa escolaridade. Alguns estudos fundamentais para a visão contemporânea sobre as desigualdades de classe e gênero dos TMC são tratados neste artigo. As reflexões a respeito dos determinantes sociais da doença mental apontam desafios para a formulação de políticas públicas de saúde.

    Abstract in English:

    The social nature of mental disorders is objectively apparent from its unequal distribution between men and women and between social classes. These inequalities are recurrent in the literature. Several authors have found high prevalence of Common Mental Disorders (CMD) among women, among the unemployed and informal workers, the low income and the low educated individuals. Some studies, fundamental for the contemporary view on the inequalities between class and gender of the CMD, are here presented. Considerations about the social determinants of mental illness point to some challenges for mental health planners.
  • Unidade de contexto e observação social sistemática em saúde: conceitos e métodos

    Proietti, Fernando Augusto; Oliveira, Cláudia Di Lorenzo; Ferreira, Fabiane Ribeiro; Ferreira, Aline Dayrell; Caiaffa, Waleska Teixeira

    Abstract in Portuguese:

    Assumimos que "onde você mora é importante para sua saúde, para além de quem você é". Entendemos que o impacto do local de moradia ou unidade de contexto (UC) na saúde das populações se deve à heterogeneidade dos atributos do entorno físico e social da UC, para além das características individuais ou agregadas daqueles ali aninhados. Estes atributos, embora dependentes dos indivíduos, são tipicamente externos a eles e potencialmente modificáveis. As UC são compreendidas como unidades ecológicas inseridas em conjuntos sucessivamente mais amplos e interdependentes. Quando relevante para a hipótese do estudo, unidades geográficas administrativas podem ser utilizadas como aproximações da UC. Outra alternativa é a que utiliza a percepção de seus moradores, a "vizinhança percebida". O ressurgimento do interesse com relação à determinação dos efeitos da UC sobre a saúde correlaciona com novas tendências na área da saúde coletiva: incorporação de novos níveis hierárquicos de exposição, as iniqüidades e seus determinantes, a urbanização e seus efeitos e a avaliação de intervenções multi-setoriais. Nosso objetivo central é rever opções para a escolha da UC a ser investigada além de estratégias para a aferição de seus atributos físicos e sociais, utilizando a observação social sistemática (OSS). A combinação de dados originárias de dados administrativos, da vizinhança percebida, dos inquéritos populacionais e da OSS ainda necessita de maiores elaborações conceitual, metodológica e analítica. Entretanto, a compreensão da distribuição dos atributos físicos e sociais da UC permite compor níveis hierárquicos de complexidade relevantes para o entendimento da ocorrência dos eventos relacionados à saúde nas populações.

    Abstract in English:

    We understand that "where one lives makes a difference to health in addition to who you are", and that the effects of the place of residence or context unit (CU) on public health are due to the heterogeneity of the physical and social environment characteristics, in addition to the individual and aggregate attributes of the population nested in the CU. Those attributes, although intrinsically dependent on the individuals, are typically external to them and susceptible to intervention. Also, the UC's are understood as ecological units nested within successively larger communities. Depending on the study hypothesis, census-defined areas may be used as proxy for the CU. Alternatively, the CU may be defined by the individual's perception of his/her neighborhood. The renewed interest on the health effects of the CU are associated with new trends in public health, namely: new hierarchical levels of exposure beyond individual level characteristics, inequalities and social determinants of health, urbanization and the need to evaluate interventions not traditionally associated to public health. Our objective was, first, to review options while choosing the relevant CU and second, to review strategies to determine and quantify the characteristics of the CU using social systematic observation (SSO). The combination of census-defined data, information on the neighborhood defined by the local population, surveys and SSO still needs conceptual, methodological and analytical development. However, the distribution of the physical and social attributes of the CU will permit to incorporate other hierarchical level of complexity to better understand the incidence and prevalence of health related events in populations.
  • O discurso da institucionalização de práticas em saúde: uma reflexão à luz dos referenciais teóricos das ciências humanas Temas Livres

    Lins, Auristela Maciel; Cecilio, Luiz Carlos de Oliveira

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo deste artigo é promover uma reflexão sobre o discurso da institucionalização de práticas de saúde, notadamente da avaliação, e em que medida ela pode levar à mudança pretendida, ou, por outro lado, reafirmar conceitos enraizados e reproduzir práticas. Para isto, se buscou auxílio nos teóricos do campo das ciências humanas, principalmente aqueles que têm refletido sobre as instituições sociais. Os referenciais teóricos utilizados são de autores da sociologia positivista, da fenomenologia sociológica e do movimento institucionalista francês. Com eles, busca-se compreender a noção de instituição presente nessas escolas e seu reflexo na concepção de institucionalização. À luz do referencial no qual se apóiam, os autores sugerem alguns cuidados na condução prática das ações que apóiam o movimento da institucionalização da avaliação em saúde.

    Abstract in English:

    This paper aims to promote reflections on the movement to institutionalize health practices evaluation: can it lead to the intended changes or may it reproduce old practices? To answer these questions, it was necessary to resort to the aid of Human Sciences mainly the authors who study social institutions. These authors based their theories on Positivistic sociology, on sociological phenomenology and on the precepts of the French institutionalism movement. Following their lines of thought, this paper is intended to further understand the concept of institution and institutionalization present in those social schools. Based on the theoretical framework which encourages this text, the authors suggest some special attention be placed on actions that support the movement for health evaluation institutionalization.
  • Pessoas com deficiência: nossa maior minoria Temas Livres

    Santos, Wederson Rufino dos

    Abstract in Portuguese:

    Os estudos internacionais sobre deficiência são um campo consolidado nas ciências sociais, embora no Brasil seja incipiente e frágil. O conceito de deficiência diz respeito às restrições sociais impostas às pessoas que possuem variedade nas habilidades corporais. O objetivo deste artigo é analisar o debate sobre deficiência a partir de dois enfoques: 1) compreender a deficiência como uma manifestação da diversidade humana, partindo da análise do debate do modelo social da deficiência - uma corrente política e teórica que reconhece a deficiência como opressão sofrida pelas pessoas com lesões em ambientes sociais pouco adaptados às diversidades corporais; 2) demonstrar que a mudança na compreensão do corpo com deficiência como manifestação da diversidade corporal traz melhores instrumentos para o modo como a sociedade deve se organizar para promover justiça às pessoas com deficiência, promovendo a garantia dos direitos de cidadania dessas pessoas que representam 14,5% da população brasileira, segundo o último Censo de 2000.

    Abstract in English:

    Although incipient in Brazil, international studies on disability are a consolidated field in social sciences. The concept of disability concerns issues of health or illness faced by people whose abilities are restricted by body impairments. This paper aims to analyze the debate on disability based on two approaches: 1) to understand disability as a manifestation of the human being diversity, analyzing the debate on the social model of disability - a political and theoretical trend that considers deficiency as oppression suffered by impaired people in social environments not adapted to corporal diversities; 2) to show that changes in the comprehension of the disabled body as manifestation of corporal diversity brings better tools to the way society must organize itself to promote justice for disabled people, thus ensuring citizenship rights for those 14.5% of the Brazilian population, according to the 2000 Census.
  • Mercado de trabalho: revendo conceitos e aproximando o campo da saúde. A década de 90 em destaque Temas Livres

    Varella, Thereza Christina; Pierantoni, Célia Regina

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo analisa o mercado de trabalho em saúde, em comparação com o mercado de trabalho brasileiro em geral. Apresenta inicialmente uma aproximação teórica sobre o tema, para sustentar o debate. Discute as características do mercado de trabalho em geral, buscando evidenciar se o quadro de desestruturação e desregulamentação verificado pode, em parte, ser reflexivo na configuração do setor saúde. Evidencia um movimento migratório de empregos públicos da esfera federal para a municipal, e também que, na década de 90, sobretudo o setor público se valeu de modalidades mais flexíveis para a contratação de profissionais de saúde.

    Abstract in English:

    This paper analyzes health labor market in comparison with Brazilian labor market in general. It first presents a theoretical study on the subject, to support debate. The characteristics of the labor market in general are discussed, in an effort to evince if the current stage of lack of structuring measures and of regulation can, in part, be reflected on the configuration of the health sector. It evinces a migratory movement of public jobs from the federal sphere to the municipal one, and shows that, in the 1990's, the health public sector made use of more flexible modalities to recruit health professionals.
  • Sobre determinado uso do enquadre na pesquisa qualitativa em saúde: a questão do analisador natural Temas Livres

    Vidal, Manola

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo procura demonstrar a inclusão, nos limites do enquadre metodológico da pesquisa qualitativa em saúde, de um analisador natural surgido na dinâmica da relação entre pesquisador e sujeito da pesquisa. A investigação sobre o humor materno em mães de bebês prematuros após a alta hospitalar, objeto de pesquisa de doutoramento em Saúde da Mulher, apresentou uma interface com as reações emocionais experienciadas no interior do ambiente de tratamento intensivo. A análise e interpretação do material da pesquisa referente a esse período contribuíram de forma a reparar a condição de vulnerabilidade moral de um grupo frequentemente excluído do conhecimento sobre os processos de humanização de assistência à saúde, o das mães em alojamento conjunto na internação de seus filhos, contribuindo para reflexões sobre a ética em pesquisa com seres humanos.

    Abstract in English:

    This article aims to demonstrate the inclusion, in the limits of the methodological model of health qualitative research, of a natural analyzer arising from the dynamics of the relation between researcher and research subject. The inquiry on the maternal mood among mothers of premature babies after hospital discharge, object of doctorate research in Woman's Health (Fiocruz-Institute Fernandes Figueira), had an interface with the emotional reactions lived within the intensive care environment. The analysis and interpretation of the material concerning this period helped repairing the condition of moral vulnerability of group that is often excluded of the awareness about the processes of humanized health care, of mothers in joint lodging during their children's internment, thus contributing for reflections on the ethics in research with human beings.
  • O que pode um corpo? O método Angel Vianna de conscientização do movimento como um instrumento terapêutico Temas Livres

    Resende, Catarina

    Abstract in Portuguese:

    Contrapondo-se à educação tradicional da dança, quando esta trabalhava corpo e movimento padronizados, o método Angel Vianna de Conscientização do Movimento começou a ser desenvolvido no ensino do balé clássico - e posteriormente da expressão corporal - que considerasse o corpo e o movimento na sua singularidade. Esse modo original e autêntico de lidar com o corpo acabou direcionando a Conscientização do Movimento para uma utilidade também terapêutica, sendo aplicada em diversas áreas de atuação no campo da saúde. Porém, apesar de a Conscientização do Movimento ter demonstrado consistência e eficácia, sua aplicação terapêutica ainda se dá na primazia da experiência, carecendo de uma formalização dos fundamentos teórico-conceituais que a sustente enquanto método de trabalho terapêutico para a área da saúde. O objetivo principal deste artigo foi propor uma possível formalização dos fundamentos teórico-conceituais que orientam a Conscientização do Movimento no campo da saúde. A pesquisa parte de nossa própria experiência, além da utilização do método filosófico-conceitual que nos permite desconstruir crenças cristalizadas e propor uma concepção mais ampliada do processo saúde-doença. Consideramos que uma terapêutica como o método Angel Vianna de Conscientização do Movimento pode, via corpo, contribuir para a integração do psicossoma, ampliando a saúde do indivíduo enquanto capacidade normativa e criativa. Entretanto, mesmo sendo uma prática corporal que se faz potente em vários âmbitos por sua própria experiência, percebemos que o fato de ser formalizada sem cair em reducionismos ou cristalizações pôde trazer ainda mais vitalidade à sua aplicação terapêutica.

    Abstract in English:

    In contrast with the traditional dance teaching, in which dance held together standardized body and movement, the Angel Vianna method of Awareness of Movement began its development for the teaching of classical ballet - and afterwards of body expression - that considered body and movement in its singularity. This original and authentic method of dealing with the body turned the Awareness of Movement also useful from a therapeutic viewpoint, applied to several areas in the health field. However, despite the fact that over the years the Awareness of Movement showed consistency and efficacy, its therapeutic application still occurs only through experience, lacking formalization of the theoretical-conceptual foundations that could give support to it as a therapeutic method in the health area. So our main objective in this paper was to propose a possible formalization of the theoretical-conceptual foundations that guide the Awareness of Movement in the health field. The research starts with our own experience, and uses the philosophical-conceptual method that allows us to demolish crystallized beliefs and propose a broader conception of the process health-illness. We believe that a therapeutic like the Angel Vianna method of Awareness of Movement can, through the body, help integrate the psycho-soma, amplifying the individual's health in its normative and creative capacity. Although this method is a body practice that makes itself powerful in several aspects from its own experience, we found that its formalization, without falling in reductionisms or crystallizations, could bring an even greater vitality to its therapeutic application.
  • Uma nova anatomia é destino? Resenhas e Críticas Bibliográficas

    Chazan, Lilian Krakowski
IMS-UERJ PHYSIS - Revista de Saúde Coletiva, Instituto de Medicina Social Hesio Cordeiro - UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524 - sala 6013-E- Maracanã, 20550-013 - Rio de Janeiro - RJ, Tel.: (21) 2334-0504 - ramal 268 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: publicacoes@ims.uerj.br