Efeito do tratamento alcalino de fibras de juta no comportamento mecânico de compósitos de matriz epóxi

The influence of alkaline treatment on jute fiber- reinforced epoxy resin composite

Neste trabalho foi avaliada a influência do tratamento químico de fibras vegetais nas propriedades mecânicas e dinâmico-mecânicas de resina epóxi reforçada com tecidos de fibras de juta. As fibras foram modificadas a partir de solução de hidróxido de sódio, e caracterizadas por microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectrometria no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e resistência à tração. As análises de FTIR e MEV evidenciaram, respectivamente, que o tratamento alcalino promoveu a remoção parcial da hemicelulose e modificou a morfologia das fibras de juta. Amostras dos compósitos com fibras tratadas e não tratadas foram confeccionadas a partir da laminação manual seguida da moldagem por compressão. Compósitos com fibras tratadas apresentaram propriedades mecânicas e módulo de armazenamento maiores do que as da resina epóxi sem reforço e compósitos com fibras sem tratamento. As micrografias de microscopia eletrônica de varredura (MEV) revelaram que compósitos com fibras tratadas possuem menor quantidade de vazios e menor quantidade de pull-out, sugerindo maior adesão com a matriz polimérica do que os compósitos com fibras sem tratamento.

Compósito polimérico; resina epóxi; fibra de juta; adesão fibra-matriz; tratamento químico


Associação Brasileira de Polímeros Rua São Paulo, 994, Caixa postal 490, São Carlos-SP, Tel./Fax: +55 16 3374-3949 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: revista@abpol.org.br