Avaliação in vitro de diferentes agentes de descontaminação de cones de guta-percha

A eficiência de três desinfetantes usados em Odontologia foi estudada na descontaminação de 60 cones de guta-percha contaminados com culturas puras e padronizadas de cinco cepas de microrganismos (Enterococcus faecalis ATCC 29212, Staphylococcus aureus ATCC 25923, Candida albicans ATCC CBS-ICB/USP 562, Bacillus subtilis em esporos ATCC 6633 e Streptococcus mutans ATCC 25175). Os cones foram tratados com solução aquosa de polivinilpirrolidona-iodo 10% (PVP-I; Grupos 1 e 2), solução aquosa de hipoclorito de sódio 5,25% (Grupos 3 e 4) e pastilhas de formaldeído (Grupo 5). Nossos resultados indicam que todos os agentes químicos foram eficientes para a esterilização a frio dos cones de guta-percha em curtos espaços de tempo.

Descontaminação; Guta-percha; Microbiologia; Endodontia


Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo Avenida Lineu Prestes, 2227 - Caixa Postal 8216, Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, 05508-900 São Paulo SP - Brazil, Telefone/Fax: (55 11) 3091-7855 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: pob@edu.usp.br