O contexto experimental e a teoria da mente

The experimental context and the theory of mind

Graciela Inchausti de Jou Tania Mara Sperb Sobre os autores

Para investigar a aquisição e desenvolvimento da teoria da mente de 58 pré-escolares, entre 3 e 5 anos, de classe alta de Porto Alegre, foram aplicadas 3 tarefas: crença falsa, aparência-realidade e crença, em duas modalidades. Usou-se uma modalidade 2 de cada tarefa para obter melhor desempenho das crianças. Criou-se, também, para a tarefa de crença falsa, uma categoria de justificativa, que permitiu às crianças corrigir as suas respostas iniciais. ANOVA com medidas repetidas mostrou que as crianças de 3 e 4 anos apresentaram um desempenho similar nas 3 tarefas aplicadas, excetuando-se a modalidade 1 de aparência-realidade e de crença falsa, quando consideradas as justificativas das crianças às respostas. Quanto às tarefas utilizadas, estas classificaram-se de forma hierárquica em relação à dificuldade: a crença falsa foi a mais difícil, seguida pela aparência-realidade e finalmente a crença. Os resultados são discutidos com relação às exigências cognitivas de cada tarefa e à metodologia.

Teoria da mente; crença falsa; contexto


Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Rua Ramiro Barcelos, 2600 - sala 110, 90035-003 Porto Alegre RS - Brazil, Tel.: +55 51 3308-5691 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: prc@springeropen.com