O abrigo como fator de risco ou proteção: avaliação institucional e indicadores de qualidade

Foster care as risk or protective factors: institutional evaluation and quality indicators

Alessandra Salina-Brandão Lúcia Cavalcante de Albuquerque Williams Sobre os autores

Partindo-se de estudos referentes ao impacto da organização dos abrigos sobre o desenvolvimento de crianças e adolescentes institucionalizados, o presente trabalho objetivou: investigar as estratégias utilizadas por profissionais ao avaliarem abrigos, bem como os indicadores de qualidade que orientam essa tarefa. Participaram do estudo nove avaliadores e cinco coordenadores de abrigos. A coleta de dados deu-se por entrevistas, questionários e análise documental, sendo analisados segundo o referencial teórico da Psicopatologia do Desenvolvimento, especificamente referente aos fatores de risco e proteção. Os avaliadores utilizaram, de forma e freqüência variada, a visita à entidade como estratégia avaliativa. Os indicadores de qualidade identificados, também variaram. Obteve-se baixa freqüência de relatos sobre práticas educativas dos monitores e cuidados da entidade para manutenção dos vínculos familiares.

Abrigos para crianças e adolescentes; Rede de proteção à criança e ao adolescente; Fatores de risco e proteção; Avaliação institucional


Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Rua Ramiro Barcelos, 2600 - sala 110, 90035-003 Porto Alegre RS - Brazil, Tel.: +55 51 3308-5691 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: prc@springeropen.com