Vygotski e Sartre: aproximando concepções metodológicas na construção do saber psicológico

Vygotski and Sartre: approaching methodological conceptions in the construction of psychological knowledge

Kátia Maheirie Kelly Bedin França Sobre os autores

Para apontar contribuições metodológicas de Sartre e Vygotski à Psicologia, este artigo recupera as obras: "O significado histórico da crise da psicologia. Uma investigação metodológica" (Vygotski, 1996) e "Questão de método" (Sartre, 1960/1987). Em seu texto, Vygotski identifica uma crise na Psicologia daquele tempo, indicando sua superação por uma abordagem metodológica calcada nas reflexões de Marx. Também Sartre retorna aos escritos marxianos, visando o sujeito como singularidade irredutível que se constitui nas relações sociais. Finalmente, Sartre e Vygotski defendem posturas metodológicas que abarquem, simultaneamente, o sujeito ímpar e a totalização histórica inacabada em que se faz. Cada autor, a sua maneira, advoga a especificidade que caracteriza o humano, concebendo a subjetividade na relação com a objetividade, num movimento dialético incessante. Entendendo o sujeito como produto e produtor da cultura, os autores podem colaborar para uma psicologia comprometida com seu contexto político, porque orientada por uma perspectiva de transformação social.

Vygotski e Sartre; método; Psicologia Histórico-Dialética


Associação Brasileira de Psicologia Social Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH), Av. da Arquitetura S/N - 7º Andar - Cidade Universitária, Recife - PE - CEP: 50740-550 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: revistapsisoc@gmail.com
Accessibility / Report Error