Questões Críticas do Estatuto da Feminilidade na Contemporaneidade e suas Repercussões

Critical questions of the Femininity Statute in contemporaneity and repercussions thereof

Resumo

Este artigo trata das questões críticas do estatuto da feminilidade na contemporaneidade e destaca as suas dificuldades com a feminilidade e a maternidade. Para abordar esse assunto, foi necessário antes apresentar o estatuto do grande Outro, pois a psicanálise considera o declínio da função paterna simbólica como a principal premissa para investigação das mutações culturais. A partir desse declínio, o grande Outro da modernidade caracteriza-se pelo esvaziamento das referências simbólicas e da mudança da sociedade patriarcal para a matriarcal. Caracterizado pelo domínio materno, o estatuto da feminilidade resulta na primazia do gozo feminino e do supereu, bem como nas condições críticas da falta, do desejo, das dificuldades com a maternidade e do mal-estar na cultura.

Palavras-chave
estatuto do outro; estatuto da feminilidade; função paterna simbólica; maternidade

Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, 70910-900 - Brasília - DF - Brazil, Tel./Fax: (061) 274-6455 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistaptp@gmail.com