Coping em jovens frente à expectativa de inserção ocupacional e indicadores de depressão

Coping in young adults facing expectation of finding a job and depression indicators

Jorge Artur Peçanha de Miranda Coelho Francisco José Batista de Albuquerque Cíntia Ribeiro Martins Henrique Barboza D'Albuquerque Maria Tereza de Souza Neves Sobre os autores

O objetivo do presente trabalho consistiu em investigar o papel do pensamento construtivo e da estratégia de coping frente à expectativa de inserção ocupacional e suas conseqüências em relação a indicadores de depressão em uma população não clínica de estudantes. Participaram deste estudo 413 estudantes, sendo 35,7% do terceiro ano do ensino médio e 24,4% do ensino superior da cidade de Areia (área rural), e 14,4% do terceiro ano do ensino médio e 25,4% do ensino superior da cidade de João Pessoa (área urbana). De acordo com os resultados, os jovens que utilizam os recursos de coping, tais como coping comportamental e emocional (dimensões do pensamento construtivo) e coping direto (dimensão das estratégias de coping), são os que melhor enfrentam as pressões da transição da escola/universidade para o mercado de trabalho, com menores níveis de depressão e melhores expectativas de inserção ocupacional.

inserção ocupacional; coping; depressão; jovens


Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, 70910-900 - Brasília - DF - Brazil, Tel./Fax: (061) 274-6455 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistaptp@gmail.com
Accessibility / Report Error