A utilização do Método de Rorschach no diagnóstico diferencial da Esquizofrenia e Transtorno Dissociativo de Identidade* * Apoio: CNPq

Using the Rorschach Method in The Differential Diagnosis of Schizophrenia and Dissociative Identity Disorder

Marcello de Abreu Faria Euthymia Brandão de Almeida Prado Wânia Cristina de Souza Vaneila Ferreira Martins Vania Moraes Ferreira Sobre os autores

RESUMO

O objetivo deste artigo foi investigar a prevalência do Transtorno Dissociativo de Identidade (TDI) em dez pacientes diagnosticados com esquizofrenia com característica paranóide, com base no Método de Rorschach. Foram registrados indicadores ou sintomas psicológicos que caracterizaram o diagnóstico diferencial desses pacientes, analisadas diferenças clínicas específicas e verificado o enquadramento dos dados obtidos, com a aplicação da Técnica de Rorschach. Para fins de diagnóstico diferencial, observou-se que dois pacientes apresentaram sintomas diferenciais aos da esquizofrenia, sendo que um deles apresentou sintomas dissociativos, não sendo confirmada a prevalência do TDI entre os esquizofrênicos. No caso da esquizofrenia e do TDI, devido às características similares que apresentam, avaliações multidisciplinares são indicadas para se fazer o diagnóstico diferencial entre eles.

Palavras-chave
esquizofrenia; transtorno dissociativo de identidade; trauma; rorschach

Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, 70910-900 - Brasília - DF - Brazil, Tel./Fax: (061) 274-6455 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistaptp@gmail.com