Sucesso social, branqueamento e racismo

Social success, whitening and racism

Marcus Eugênio O. Lima Jorge Vala

Este estudo investiga os efeitos da cor da pele percebida e do sucesso social no branqueamento e na infra-humanização. Para a consecução deste objetivo, indivíduos brancos deveriam avaliar um grupo de pessoas negras e um grupo de pessoas brancas (representados por fotografias), que obtinham sucesso social ou que eram mal sucedidos socialmente. O delineamento utilizado continha duas variáveis independentes inter-participantes (cor da pele: brancos versus negros) e desempenho social (sucesso versus fracasso). Os resultados indicaram que os negros que obtêm sucesso social são percebidos como mais brancos do que os negros que fracassam. Uma análise de mediação indicou que quanto mais os negros com sucesso são percebidos como brancos mais características tipicamente humanas lhes são atribuídas. O inverso se passa para os negros mais percebidos como negros. Estes resultados são analisados e discutidos à luz das teorias sobre racismo no Brasil e sobre as novas expressões de racismo.

sucesso; branqueamento; racismo e infra-humanização


Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, 70910-900 - Brasília - DF - Brazil, Tel./Fax: (061) 274-6455 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistaptp@gmail.com