Adaptação Transcultural e Evidências de Validade do Questionário de Engajamento Paterno

Carina Nunes Bossardi Carolina Duarte de Souza Lauren Beltrão Gomes Simone Dill Azeredo Bolze Beatriz Schmidt Mauro Luis Vieira Daniel Paquette Maria Aparecida Crepaldi Sobre os autores

Resumo

Este estudo teve como objetivo investigar a estrutura interna e os índices de confiabilidade do Questionário de Engajamento Paterno (QEP). Propõe-se descrever o processo de adaptação transcultural e os resultados da avaliação das propriedades psicométricas do instrumento. A amostra foi composta por 300 participantes (150 mães e 150 pais), que formavam famílias biparentais. Nas análises psicométricas, foram seguidos procedimentos envolvendo back translation, análise fatorial e análise da confiabilidade do instrumento. Apresenta-se a versão brasileira do QEP, contendo o total de 36 itens, divididos em cinco dimensões. Houve exclusão de 20 itens, conforme critérios estatísticos e teóricos. Os resultados demonstraram evidências satisfatórias de validade e precisão da escala. Considerações sobre limitações do estudo e indicações de uso para pesquisas futuras foram apontadas.

Palavras-chave:
validade do teste; paternidade; pais; envolvimento; envolvimento parental; medidas

Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, 70910-900 - Brasília - DF - Brazil, Tel./Fax: (061) 274-6455 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistaptp@gmail.com