Reflexões sobre o uso clínico do TAT na contemporaneidade

Reflection about the clinical use of TAT in contemporaneity

Ana Paula Parada Valéria Barbieri Sobre os autores

A elaboração de testes psicológicos ocorre em contextos socioculturais específicos e, portanto, não estão isentos de sua influência. Considerando as mudanças sociais que ocorreram desde a data de publicação do Teste de Apercepção Temática - TAT, é plausível indagar sobre as condições desse instrumento de apreender a subjetividade do indivíduo nos tempos atuais. Diante destas reflexões, este estudo buscou evidenciar a influência do contexto sócio-histórico-cultural e artístico na definição dos cartões do TAT, e refletir sobre sua utilização na realidade contemporânea. Nossas ponderações, sustentadas pela experiência clínica, sugerem que essas influências aparecem nas histórias contadas pelos sujeitos que referem-se aos cartões como imagens que dizem respeito ao passado, com conotações particulares. Diante disso, recomenda-se um uso crítico e cauteloso do TAT, no que diz respeito à análise das histórias produzidas, especialmente nas interpretações referentes ao uso dos mecanismos defensivos de isolamento e apego à realidade.

TAT; Avaliação psicológica; Psicanálise


Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia R. Waldemar César da Silveira, 105, Vl. Cura D'Ars (SWIFT), Campinas - São Paulo, CEP 13045-510, Telefone: (19)3779-3771 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistapsico@usf.edu.br