Do campo à periferia da cidade, a onipresente sombra da violência.Os deslocamentos forçados na Colômbialevam ao eterno retorno à violência: violação e poder da vida

Myriam Ocampo Prado Mábel Martínez Carpeta Sandra Liliana Zuluaga Tapia Sobre os autores

A migração forçada das populações rurais que fogem para salvar suas vidas é umfenômeno de deslocamento causado pelo confronto violento incitado por grupos armados na Colômbia. Os agricultores deixam suas casas no campo para viverem na periferia das capitais. A mudança forçada do local de permanência transforma a ideia sobre si mesmo e sobre oespaço ocupado, sua localização física no local de chegada mostra as condições precárias que os rodeiam encontrando-se sem localização e desintegrados desse espaço como construíram para si e sua família. Este trânsito físico e emocional caracteriza a noção de desenraizamento, poisse torna chave para entender a luta porreinventar um lugar para si no espaço urbano onde emergem novas formas de apropriação do espaço. Este trânsito também traz o conflito de coexistência entre recém-chegados e migrantes residentes, o território aparece como espaço onde deve conseguir acesso à casa própria e estabilizar suas condições de vida.

desterritorialização; reterritorialização; novos pobres; poder da vida


Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Av. Prof. Mello Moraes, 1721 - Bloco A, sala 202, Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, 05508-900 São Paulo SP - Brazil - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revpsico@usp.br