Anticorpos contra Neospora caninum, Sarcocystis spp. e Toxoplasma gondii detectados em búfalos no Rio Grande do Sul

Luiza P. Portella Gustavo C. Cadore Marcelo de Lima Luís A. Sangioni Geferson Fischer Fernanda S.F. Vogel Sobre os autores

RESUMO:

A presença de anticorpos contra Neospora caninum, Sarcocystis spp. e Toxoplasma gondii foi avaliada em búfalos (Bubalus bubalis) no estado do Rio Grande do Sul (RS), Região Sul do Brasil. Amostras de soro de 220 bubalinos foi analisada para presença de anticorpos, através de reação de imunofluorescência indireta (RIFI). Foram consideradas positivas as amostras que apresentaram títulos de anticorpos maiores ou iguais a 100, para os protozoários estudados. Um total de 60,5% (133/220) das amostras sorológicas dos búfalos foram positivas para pelo menos um dos parasitas pesquisados. Anticorpos para N. caninum, Sarcocystis spp. e T. gondii foram encontrados em 36,4% (80/220); 25,5% (56/220) e 16,8% (37/220) dos búfalos respectivamente, indicando que houve uma maior frequência de infecção de N. caninum em relação aos demais protozoários (p=0.0133). A RIFI é um método adequado para o diagnóstico sorológico da infecção por N. caninum, Sarcocystis spp. e T. gondii em búfalos. Este estudo demonstrou a presença destes três protozoários em bubalinos no RS, Brasil, que pode ser fonte de infecção para outros animais. A elevada ocorrência de animais positivos para N. caninum é importante e pode estar relacionada a problemas reprodutivos. Adicionalmente, a presença de Sarcocystis spp. e T. gondii em búfalos, pode significar um possível problema de saúde pública.

TERMOS DE INDEXAÇÃO:
Anticorpos; Neospora caninum; Sarcocystis spp.; Toxoplasma gondii; RIFI; protozoários; Apicomplexa; Sarcocystidae; Bubalus bubalis; búfalos; Rio Grande do Sul

Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br