Coccídios eimerídios em capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris) no sul da Bahia

George R. Albuquerque Bruno P. Berto Lilian S. Catenacci Selene S. da C. Nogueira Sérgio Luiz G. Nogueira-Filho Carlos Wilson G. Lopes Sobre os autores

Duas espécies de Eimeria foram relatadas em capivaras Hydrochaeris hydrochaeris cativas no sul da Bahia, nordeste do Brasil (14º 47' 57.89"S and 39º 10' 10.58" W). Os oocistos de Eimeria ichiloensis são sub-esferoidais a elipsoidais, 26,2 x 21,7mm. Apresentam parede dupla, sendo a externa amarela e esculpida e a interna, escura e lisa. Resíduo está ausente, mas usualmente 2-3 grânulos polares estão presentes. Os esporocistos são ovóides, 12,0 x 7,6mm. Corpo de Stieda e resíduo do esporocisto estão presentes. Oocistos de Eimeria trinidadensis são sub-esferoidais a elipsoidais, 22,2 x 19,6mm. Apresentam parede dupla, sendo a externa amarela e lisa e a interna, escura e lisa. Resíduo está ausente, mas um grânulo polar está presente. Os esporocistos são ovóides, 11,0 x 6,9mm. Corpo de Stieda e resíduo do esporocisto estão presentes. Baseado nestas descrições e em descrições prévias foi possível concluir que estas espécies estão amplamente dispersas em capivaras na América do Sul.

Eimeria ichiloensis; Eimeria trinidadensis; Hydrochoerus hydrochaeris; capivara; América do Sul


Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br