Accessibility / Report Error

Percepção de criadores de Gir a respeito da otite parasitária de bovinos em três estados brasileiros, 2009

Patrícia V.B. Leite Lucas M. Cunha Paulo Roberto Oliveira Luiza B. Leite Romário C. Leite Sobre os autores

Este estudo objetivou conhecer a percepção de criadores e responsáveis técnicos de rebanhos bovinos da raça Gir frente à otite parasitária, inclusive suas práticas relativas aos métodos de controle e tratamento. Utilizou-se um questionário contendo tópicos específicos relacionados à doença. Os resultados mostraram que a otite esteve presente em 25 (89,3%) das 28 propriedades estudadas, sendo os nematóides do gênero Rhabditis o principal agente etiológico encontrado. A maioria dos entrevistados considerou a doença como um sério problema do rebanho, ocorrendo principalmente nos animais com mais de oito anos de idade. Cerca de metade dos entrevistados não observaram correlação entre a época do ano e maior prevalência da doença, por sua vez, 30.8% deles relataram o aumento da frequência de casos de otite durante a estação chuvosa. Verificou-se, além da grande variedade de métodos e produtos para o tratamento da rhabditiose, a ausência de padronização dos protocolos preventivos ou curativos, sugerindo conhecimento insuficiente a respeito do seu controle.

Otite; práticas profiláticas; parasitas; nematóides; Rhabditis spp.; questionário


Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br