Diarréia em bezerros da raça Nelore criados extensivamente: estudo clínico e etiológico

Diarrhea in Nelore calves: Clinical and etiologic study

A diarréia é considerada uma das principais causas de morbidade e mortalidade de bezerros neonatos. Foram colhidas 100 amostras fecais diarréicas e 30 amostras não diarréicas (grupo controle), de bezerros Nelore com até nove semanas de idade com o objetivo de detectar os enteropatógenos Salmonella spp., Escherichia coli, rotavírus, coronavírus, Cryptosporidium spp. e ovos de helmintos. Enteropatógenos foram detectados em 79,0% das amostras diarréicas e em 70,0% das amostras não-diarréicas. No grupo de bezerros com diarréia, E. coli (69,0%) foi o agente mais freqüentemente isolado, seguido de Cryptosporidium spp. (30,0%), coronavírus (16,0%) e rotavírus (11,0%). No grupo controle, E. coli, Cryptosporidium spp. e coronavírus foram detectados, respectivamente, em 66,7%, 10,0% e 3,3% das amostras. Salmonella spp. e ovos de estrongilídeos não foram encontrados nos dois grupos avaliados. A fímbria K99 foi identificada exclusivamente nas linhagens de E. coli isoladas de bezerros com diarréia (5,8%). Entre os antimicrobianos avaliados "in vitro" a enrofloxacina, a norfloxacina e a gentamicina foram os mais efetivos. O peso dos bezerros aos 210 dias de idade não apresentou diferença significativa entre os animais com e sem diarréia.

Bezerros de corte; Nelore; diarréia; entero-patógenos; etiologia


Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br