Accessibility / Report Error

Influência da bipartição escrotal sobre o rendimento da espermatogênese e eficiência das células de Sertoli em ovinos

Resumo

Com o objetivo de avaliar o efeito da bipartição escrotal sobre a espermatogênese em ovinos, foram utilizados os testículos de 12 ovinos sem raça definida oriundos de criadouros do município de Patos-PB, Brasil, distribuídos em dois grupos, GI de seis animais com bipartição escrotal e o GII de seis animais sem bipartição escrotal. Realizou-se a aferição da biometria testicular, em seguida, os testículos foram coletados, fixados em Bouin e fragmentos foram processados para obtenção de lâminas histológicas. Foi estimado o rendimento da espermatogênese e eficiência das células de Sertoli contando-se as células da linhagem espermatogênica no estádio I do Ciclo do Epitélio Seminífero, bem como as células de Sertoli. Os resultados foram submetidos à análise de variância pelo programa ASSISTAT v.7.6 e os valores médios foram comparados pelo teste Student-Newman-Keuls (SNK) a 5% de significância. Os parâmetros de biometria testicular não apresentaram diferença estatística (p>0,05) entre os grupos. Os rendimentos meiótico, espermatogênico e a eficiência das células de Sertoli mostraram-se superiores em animais bipartidos (p<0,05), enquanto o rendimento mitótico não diferiu (p>0,05) entre GI e GII. Os resultados indicaram existir superioridade nos parâmetros espermatogênicos de ovinos bipartidos, sugerindo que estes animais apresentam, assim como constatado em caprinos, indicativo de melhores índices reprodutivos.

Termos de Indexação:
Bipartição escrotal; espermatogênese; células de Sertoli; ovinos; reprodução; morfologia; testículo; ovinos

Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br