Fatores de risco associados à infecção por Toxoplasma gondii em bovinos leiteiros no estado do Rio de Janeiro

G.R. Albuquerque A.D. Munhoz M. Teixeira W. Flausino S.M. Medeiros C.W.G. Lopes Sobre os autores

Toxoplasmose é uma das mais comuns zoonoses parasitárias do mundo. Infecções em seres humanos e em animais variam nas diferentes áreas geográficas influenciadas pelas condições ambientais. A soroprevalência da infecção por Toxoplasma gondii em bovinos no Brasil varia de 1,03 a 71,0%. O estudo transversal foi realizado em 58 de um total de 453 propriedades na região Sul Fluminense do estado do Rio de Janeiro. Vacas leiteiras acima de 3 anos de idade (n=589) foram selecionadas para coleta de sangue e a detecção de anticorpos anti-T. gondii foi feita pelo teste de imunofluorescência indireta (IFI) com titulação inicial de 1:16 e títulos > 64 foram considerados positivos. Após análise univariada dos fatores de risco, gatos em contato com bovinos, em contato com a água de beber dos animais e o número de gatos foram associados com a soroprevalência de T. gondii. A regressão logística demonstrou que o número maior de gatos (>3) teve um risco duas vezes maior (p=0,0138) que propriedades que tinham um número menor de gatos (1-2). Em contraste, a presença de galinhas foi considerada um fator de proteção (p=0,025).

Bovinos leiteiros; toxoplasmose; anticorpos; fatores de risco


Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br