Adenovirus aviário Ggrupo I como um agente causal da síndrome da hepatite por corpúsculo de inclusão/hidropericárdio (IBH/HPS) em lotes de frangos de corte

Lotes comerciais de frangos de uma granja localizada no Estado de São Paulo, Brasil, apresentavam diarreia, depressão, aumento de mortalidade e baixo ganho de peso. Após o exame post-mortem, sinais clássicos da síndrome de hepatite por corpúsculo de inclusão/hidropericárdio (IBH/HPS) foram observados incluindo hepatomegalia com aspecto amarelado pálido e líquido de coloração amarelo palha no saco pericárdio. Além disso, as alterações macroscópicas foram também observadas nos rins, pâncreas, timo, intestinos e vesícula biliar. Amostras destes órgãos foram analisadas pela técnica de PCR para detectar o adenovírus aviário do grupo I através do gene Hexon. Os resultados foram positivos para ambos os lotes (A e B) utilizando-se a técnica de PCR. As lesões macroscópicas associadas à detecção do adenovírus aviário do grupo I pela técnica de PCR em vários destes órgãos acometidos permitiu a identificação da síndrome de hepatite/hidropericárdio em frangos no Brasil. Ao nosso conhecimento, este é a primeira descrição da síndrome de hepatite/hidropericárdio causado por adenovírus aviário do grupo I, no Brasil. Estes achados podem contribuir com a epidemiologia mundial do adenovírus mediando a síndrome de hepatite/hidropericárdio.

Adenovírus aviário; síndrome hepatite por corpúsculo de inclusão/hidropericárdio; IBH/HPS; galinha


Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br