Surto de enteropatia proliferativa (Lawsonia intracellularis) em coelhos no Brasil

Paulo V. Peixoto Ticiana N. França Carlos T. Ribeiro Pedro S. Bezerra Jr David Driemeier Sobre os autores

Descreve-se um surto de infecção por Lawsonia intracellularis em coelhos em Mendes, Estado do Rio de Janeiro. A doença manifestou-se, de forma aguda (24-48 horas), com sintomatologia caracterizada por diarréia marrom ou esverdeada, e desidratação. Ocasionalmente, os animais morriam um dia após o início da diarréia, sem apresentar outros sintomas. À necropsia verificou-se íleo proeminente, firme, com parede muito espessada, progressivamente dilatado no sentido caudal e com aspecto algo reticulado perceptível através da serosa. A mucosa espessada tinha aspecto finamente corrugado e superfície brilhante. A válvula íleo-cecal e imediações do ceco encontravam-se um pouco edemaciadas e irregulares. Por vezes, as placas de Peyer estavam maisevidentes. Observou-se também moderado aumento de volume dos linfonodos mesentéricos. O exame histológico revelou diferentes graus de hiperplasia das células epiteliais das criptas intestinais (células pouco diferenciadas, hipercromáticas, arranjadas de forma pseudo-estratificada e com alto índice mitótico) que, em parte dos casos, atingia a porção apical das vilosidades. A infiltração inflamatória, entre as células epiteliais hiperplásicas, era composta por linfócitos, plasmócitos, macrófagos, alguns eosinófilos e leucócitos globulóides. A impregnação por prata revelou grande número de bactérias com morfologia compatível com às do gênero Lawsonia no pólo apical dos enterócitos das criptas. Essas bactérias reagiram positivamente ao anticorpo policlonal para Lawsonia intracellularis pelo método imunohistoquímico de avidina biotina.

Lawsonia intracellularis; enteropatia proliferativa; coelhos; Brasil


Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br