Soropositividade para Neospora caninum e raças bovinas no vale do Paraíba sulfluminense, estado do Rio de Janeiro

Alexandre D. Munhoz Maria Júlia S. Pereira Walter Flausino Carlos Wilson G. Lopes Sobre os autores

A realização deste estudo teve como objetivo verificar a ocorrência diferenças na distribuição da infecção por Neospora caninum em bovinos leiteiros da raça Holandesa Preta e Branca e mestiços na Mesorregião Fluminense a maior bacia leiteira do Rio de Janeiro. De um total de 2.491 vacas foram coletadas amostras de sangue de 563 de forma não randomizada, pertencentes a 57 propriedades localizadas nos municípios de Resende e Rio Claro. O tamanho da amostra por propriedade foi proporcional ao número de animais alvo da mesma. O abortamento ou distúrbios reprodutivos não foram utilizados como critérios de seleção. Foi verificada associação altamente significativa entre a soropositividade e o padrão racial (p=0,006). Ao conduzir as análises entre apenas dois padrões verificou-se os seguintes resultados: HPB versus zebuínos (p=0,0028) com 2,65 mais chances de sorpositividade em bovinos HPB; HPB versus (zebuínos + Gir x Holandês) p=0,01, com 2,23 mais chances de sopositividade também na raça HPB. Não houve diferença significativa entre HPB versus Gir x Holandês (p=0,08) e entre os zebuínos e Gir x Holandês (p=0,11). Este estudo suporta a hipótese que existe uma estreita relação entre a presença da infecção e a raça européia Holandesa Preta e Branca, na região e condições em que foi desenvolvido o presente estudo.

Neospora caninum; associação; padrões bovinos


Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br