• Surto de aborto por Toxoplasma gondii em caprinos na região Centro-Oeste do Brasil Livestock Diseases

    Caldeira, Flávio Henrique Bravim; Ubiali, Daniel Guimarães; Godoy, Isabela de; Dutra, Valéria; Aguiar, Daniel Moura de; Melo, Andréia Lima Tomé; Riet-Correa, Franklin; Colodel, Edson Moleta; Pescador, Caroline A.

    Resumo em Português:

    Descreve-se um surto de aborto em caprinos por T. gondii em uma propriedade situada na região Centro-Oeste do Brasil. Não foram observadas lesões macroscópicas em sete fetos abortados encaminhados ao Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Mato Grosso para necropsia. As principais lesões histopatológicas foram encefalite necrosante e pneumonia mononuclear em variados graus de intensidade. PCR para Brucella abortus e Neospora caninum e cultivos em aerobiose obtiveram resultado negativo em todos os casos. Anticorpos anti-T. gondii em titulações de 1:1024 a 1:32.768 foram detectados no soro de quatro cabras que abortaram. Amostras de todos os cérebros enviados foram positivos para T. gondii pela técnica de Nested-PCR. Estes achados indicam que a infecção por T. gondii deve ser considerada no diagnóstico de aborto em caprinos na região Centro-Oeste do Brasil.

    Resumo em Inglês:

    An outbreak of abortion by Toxoplasma gondii in goats on a farm in the Brazilian Midwest is reported. Gross lesions were not observed in seven aborted fetuses submitted to the Veterinary Pathology Laboratory, Federal University of Mato Grosso, for necropsy investigation. The main histologic lesions were mononuclear cell pneumonia and necrotizing encephalitis in varying degrees of intensity. PCR for Brucella abortus and Neospora caninum and aerobic cultures were negative in all cases. Antibody titles against T. gondii varying from 1:1024 to 1:32.768 were detected in serum samples from four aborted goats. Nested-PCR assay for T. gondii were positive in brain samples of all cases submitted. These findings indicate that T. gondii infection should be considered in the diagnosis of abortion in goats in Midwest Brazil.
  • Efeito protetor da acetamida sobre as intoxicações experimentais em ratos por monofluoroacetato de sódio e por algumas plantas brasileiras que causam morte súbita Animais de Produção

    Peixoto, Tiago C.; Oliveira, Laura I.; Caldas, Saulo A.; Catunda Junior, Francisco E.A.; Carvalho, Mário G.; França, Ticiana N.; Peixoto, Paulo V.

    Resumo em Português:

    O objetivo deste trabalho é avaliar e comparar o efeito protetor da acetamida nas intoxicações por monofluoroacetato de sódio (MF) e por oito plantas brasileiras que causam "morte súbita" (PBCMS) (Palicourea marcgravii, P. juruana, Pseudocalymma elegans, Arrabidaea bilabiata, Amorimia (Mascagnia) rigida, M. pubiflora, Amorimia (Mascagnia) exotropica e M. aff. rigida) em ratos, bem como descrever o quadro clínico-patológico nos animais intoxicados. Foram utilizados 33 ratos da linhagem Wistar (Rattus norvegicus albinus), nove dos quais ingeriram espontaneamente folhas frescas de P. marcgravii nas doses de 2,0 e 4,0g/kg. Dois desses ratos receberam doses únicas de acetamida de 2,0 e 4,0g/kg, por via oral um minuto antes do fornecimento da planta. Outro rato recebeu 4,0g/kg de acetamida após ingerir 4,0g/kg da planta e manifestar sintomas graves. Nos experimentos com MF, foram administradas a quatro ratos doses de 4,0 e 8,0mg/kg; o intervalo de tempo entre a administração da acetamida e dos extratos concentrados ou do MF variou entre 2 a 4 horas. A dose de acetamida utilizada variou de 2,0 a 8,0g/kg. Nos experimentos com extratos concentrados das oito PBCMS, 20 ratos foram intoxicados por via oral com doses únicas ou repetidas. A acetamida, quando previamente administrada em doses suficientemente altas, evitou o aparecimento dos sinais clínicos ou morte dos animais intoxicados por MF, bem como pelas folhas frescas de P. marcgravii e com os extratos concentrados de cada uma das sete outras PBCMS utilizadas. Todos esses ratos foram novamente submetidos ao mesmo protocolo experimental, porém sem administração de acetamida. Nesses experimentos posteriores todos os ratos manifestaram sinais clínicos e morte (exceto M. aff. rigida, cuja amostra não se revelou tóxica). Todos os ratos apresentaram aurículas de leve a acentuadamente ingurgitadas e, por vezes, também as veias cava cranial e caudal. Havia moderada dilatação cardíaca direita e esquerda em três animais. O fígado de todos os animais apresentava-se de leve a acentuadamente congesto, e em alguns ratos, verificou-se evidenciação do padrão lobular. Observou-se ainda discreta a leve presença de líquido espumoso na superfície de corte dos pulmões em três ratos. O exame histopatológico evidenciou nos rins de seis dos 30 ratos leve a moderada tumefação citoplasmática dos túbulos uriníferos contornados distais e, por vezes, também nos túbulos coletores, mas somente em quatro (dois intoxicados por P. marcgravii, um por P. elegans e outro por A. exotropica) havia a clássica lesão de degeneração hidrópico-vacuolar com picnose nuclear evidente. No fígado de 26 animais havia congestão e, destes, três apresentaram estreitamento compressivo dos cordões hepáticos, oito corpúsculos de choque; em outros três, necrose focal de discreta a moderada. Observou-se ainda, de discreta a moderada vacuolização de hepatócitos em 16 animais. Este trabalho demonstra que a acetamida possui acentuado efeito protetor, capaz de prevenir os sinais clínicos e evitar a morte dos ratos intoxicados por MF, folhas frescas de P. marcgravii e extratos concentrados de outras sete PBCMS. O quadro clínico-patológico observado nos ratos intoxicados pelo MF e pelas PBCMS deste estudo, associado ao efeito protetor da acetamida, confirma que o MF é o princípio tóxico responsável pela morte dos ratos, e, por extensão, também dos bovinos que ingeriram PBCMS.

    Resumo em Inglês:

    The protective effect of acetamide in poisoning by sodium monofluoroacetate (MF) and by eight Brazilian sudden death causing plants (BSDCP) (Palicourea marcgravii, P. juruana, Pseudocalymma elegans, Arrabidaea bilabiata, Amorimia (Mascagnia) rigida, M. pubiflora, Amorimia (Mascagnia) exotropica and M. aff. rigida) was studied using rats. Additionally the clinical and pathological picture of the poisoning was described. In these experiments 33 Wistar rats (Rattus norvegicus albinus) were used. Nine rats ate spontaneously the fresh leaves of P. marcgravii at amounts of 2.0 and 4.0g/kg. Two of the rats received orally single doses of acetamide (2.0 and 4.0g/kg) one minute before the plant was supplied. A third rat received 4.0g/kg of acetamide after consumption of 4.0g/kg of the plant and showed severe symptoms of poisoning. In the experiments with MF, doses of 4.0 and 8.0mg/kg were administered to four rats. The interval between the administration of either acetamide and concentrated plant extracts or MF ranged from 2 to 4 hours; the dose of acetamide ranged from 2.0 to 8.0g/ kg. In the experiments with concentrated extracts of eight BSDCP, 20 rats were orally poisoned with single or repeated doses. Acetamide, when previously administered, prevented the appearance of clinical signs and death in all of the rats poisoned by MF, as well as of the ones poisoned by fresh P. marcgravii leaves and by the concentrated extracts of each of the other BSDCP. These rats were re-subjected to the same experimental protocol, yet without the administration of acetamide. In these experiments, all of the rats evidenced clinical signs and death (except M. aff. rigida). All of the rats showed mild to markedly engorged atria, and sometimes also of the cranial and caudal vena cava. In three of the rats, there was a moderate right and left cardiac dilatation. The liver of all rats was slightly or markedly congested, with lobular pattern in some. There was frothy liquid on the cut surface of the lungs in three of the rats. The histopathology of the kidneys in six rats showed slight cytoplasmic swelling of the distal convoluted tubules and sometimes also of the collecting tubules. But only in four rats a vacuolar-hydropic degeneration with nuclear pyknosis was seen. Twenty-six rats showed liver congestion, three of them with compressive narrowing of the hepatic cords, and in eight rats shock corpuscles were observed; another three rats showed slight to moderate focal liver necrosis. A slight to moderate vacuolation of hepatocytes was observed in 16 rats. It can be concluded that acetamide had a protective effect, capable to prevent clinical signs and death of the rats poisoned by MF, and by fresh P. marcgravii leaves and concentrated extracts of seven other BSDCP. The clinical and pathological picture observed in the rats poisoned by MF and BSDCP, associated with the protective effect of acetamide, indicate that MF is the toxic principle responsible for death of the rats, and by extension, for the death of cattle that ate BSDCP.
  • Sinais clínicos, lesões e alterações produtivas e reprodutivas em caprinos intoxicados por Ipomoea carnea subsp. fistulosa (Convolvulaceae) que deixaram de ingerir a planta Animais de Produção

    Oliveira Júnior, Carlos Alberto de; Riet-Correa, Franklin; Duarte, Marcos Dutra; Cerqueira, Valíria D.; Araújo, Cláudio Vieira; Riet-Correa, Gabriela

    Resumo em Português:

    O objetivo deste trabalho foi acompanhar a evolução clínica, o desempenho produtivo e reprodutivo e descrever as lesões de caprinos intoxicados por Ipomoea carnea subsp. fistulosa após a retirada dos locais onde ocorre a planta. Para isso foram utilizados 37 caprinos, divididos em 4 grupos. O Grupo 1 era composto por 14 caprinos adquiridos em uma propriedade onde ocorria a planta e que apresentavam condição corporal ruim e sinais clínicos nervosos da intoxicação, que variavam de discretos a acentuados. O Grupo 2 era composto por 10 cabras adquiridas em uma propriedade onde não ocorria a planta e também apresentavam condição corporal ruim. O Grupo 3 era composto por dois caprinos com sinais clínicos da intoxicação, que foram abatidos na fazendo onde tinham se intoxicado. O Grupo 4 era composto por 11 caprinos que serviram como controle para o estudo das lesões macroscópicas e histológicas. Os animais dos Grupos 1 e 2 foram avaliados por um período de 12 meses em uma propriedade localizada no município de Castanhal, onde não ocorre a planta. Durante esse período os animais recebiam o mesmo manejo. Seis meses após, os animais do Grupo 1 continuavam com condição corporal ruim, pelo áspero, maior susceptibilidade à infestações por parasitas gastrintestinais e permaneciam com sinais nervosos. Nos animais que apresentavam sinais nervosos discretos houve diminuição desses sinais, principalmente do tremor de intenção, que passou a ser menos perceptível. Nesse mesmo período os caprinos do Grupo 2 ganharam, em média, 13 kg. Das 8 cabras do Grupo 1 que permaneceram na propriedade experimental somente 4 emprenharam e pariram, sendo que 3 cabritos morreram logo após o nascimento, enquanto que todas as cabras do Grupo 2 emprenharam e pariram cabritos sadios. Nos encéfalos dos caprinos do Grupo 1, 3 e 4 foram realizados estudos histológico, morfológico e morfométrico. Macroscopicamente dois animais apresentaram atrofia cerebelar. No estudo morfométrico, as principais alterações histológicas observadas nos animais dos Grupos 1 e 3 foram diminuição dos neurônios de Purkinje do cerebelo. Conclui-se que caprinos cronicamente intoxicados por I. carnea que deixam de ingerir a planta apresentam sinais permanentes, mesmo que diminuídos de intensidade, fraco desempenho produtivo e reprodutivo e alta susceptibilidade aos parasitas gastrintestinais. Sugere-se que os produtores ao iniciar um plano de controle da intoxicação eliminem todos os animais que em um prazo de até 15 dias não apresentam regressão total dos sinais. O sinal permanente mais frequente é o tremor de intenção, associado à perda de neurônios de Purkinje, que poderia ser o principal responsável pela desnutrição dos animais e as conseqüentes falhas reprodutivas e maior susceptibilidade às parasitoses gastrintestinais.

    Resumo em Inglês:

    The aim of this research was to study the clinical signs, productive and reproductive performance, and lesions of goats poisoned by Ipomoea carnea subsp. fistulosa after removal from the paddocks where the plant occurred. Thirty seven goats were divided into four groups: Group 1 consisted of 14 goats with poor body conditions and mild to severe nervous signs, acquired from a farm where the plant occurred; Group 2 (control) consisted of 10 goats which had also poor body conditions, but were acquired from a farm where the plant did not occur; Group 3 consisted of two goats with clinical signs of intoxication and which were slaughtered on the farm where they became poisoned; Group 4 consisted of 11 goats slaughtered as controls for the study of gross and histological lesions. The animals from Group 1 and 2 were evaluated for a period of 12 months on a farm located in the municipality of Castanhal/Pará, in a paddock where the plant did not occur. Six months later, the animals of Group 1 continued with poor body condition, rough hair coat, and nervous signs, especially intention tremors, what became with time less noticeable. In the same period, the goats of Group 2 gained an average of 13 kg body weight. Goats from Group 1 showed to be more susceptible to gastrointestinal parasites than those from Group 2. From the eight goats of Group 1 remaining on the farm only 4 became pregnant and delivered three kids which died shortly after birth, while all goats from Group 2 got pregnant and delivered healthy kids. At necropsy, two goats from Group 1 showed cerebellar atrophy. The main histological change observed in animals of Groups 1 and 3 was a decreased number of Purkinje cells in the cerebellum. It is concluded that goats chronically intoxicated by I. carnea and which discontinued to ingest the plant but showed still clinical signs, even though diminished in intensity, had poor productive and reproductive performance and were highly susceptible to gastrointestinal parasites. For economical reasons, it is suggested that farmers cull affected animals which show still nervous signs 15 days after the end of I. carnea consumption. The most common permanent clinical signs are intention tremors, probably due to the loss of Purkinje cells, what could be primarily responsible for the malnutrition of the goats, the resulting reproductive failure and increased susceptibility to gastrointestinal parasites.
  • Detecção molecular e análise filogenética de vírus respiratório sincicial bovino (BRSV) em swabs e tecido pulmonar de bovinos adultos Animais de Produção

    Domingues, Helena Gallicchio; Spilki, Fernando Rosado; Arns, Clarice Weis

    Resumo em Português:

    O vírus respiratório sincicial bovino (BRSV) é um dos agentes etiológicos de pneumonias em bovinos jovens. Poucos estudos foram realizados visando à detecção do agente em amostras coletadas de animais adultos, e em especial de bovinos assintomáticos. No entanto, presume-se que as infecções ocorridas nestes grupos possam ocorrer em sua maioria de forma assintomática e este seria um mecanismo importante para manutenção do BRSV nos rebanhos. No presente estudo, o objetivo foi realizar uma análise da prevalência de infecções assintomáticas pelo BRSV em pulmões (n=68) e swabs nasais (209) coletados de bovinos adultos coletadas em frigoríficos da região Sul e Sudeste respectivamente, no sentido de detectar por intermédio de reação da polimerase em cadeia qual a taxa de animais infectados em populações de animais adultos onde não ocorram sinais clínicos da infecção. As amostras positivas à RT-PCR (6) foram posteriormente submetidas ao corte com enzimas de restrição (REA) e sequenciamento para caracterização genética do gene F (2 das amostras). Todas as amostras se enquadram no subgrupo B de BRSV, o grupo circulante no Brasil conforme estudos anteriores. Os resultados obtidos demonstram que o BRSV pode estar presente em amostras obtidas de animais sadios, reforçando a hipótese de que infecções subclínicas fazem parte do mecanismo de manutenção do vírus nos rebanhos.

    Resumo em Inglês:

    Bovine respiratory syncytial viruses virus (BRSV) is one of the etiologic agents of pneumonia in young cattle. Few studies have been made aiming detection of the virus in samples collected from adult animals, especially those asymptomatic bovines. However, it is assumed that infections in these groups may occur mostly asymptomatic and this would be an important mechanism for maintaining of BRSV in herds. In this study, the goal was to conduct an analysis of the occurrence of asymptomatic infections by BRSV in lung samples (n=68) and nasal swabs (209) taken from adult animals collected in abattoirs from Southern and Southeastern Brazil respectively, to detect via polymerase chain reaction the occurrence of infected animals in populations of adult cattle. The samples that resulted positive (6) on RT-PCR were subsequently subjected to cutting with restriction enzymes and sequencing for genetic characterization (2 samples). All samples belongs to subgroup B of BRSV, which is reported as the one circulating in Brazil. The results obtained demonstrate that BRSV may be present in samples taken from adult animals, which is in agreement the hypothesis that infections in adults run in a sub-clinical way that may be of importance as a maintenance mechanism of the virus in bovine herds.
  • Quadro clínico-patológico do envenenamento crotálico experimental em bubalinos comparado com o de bovinos Animais de Produção

    Barbosa, José Diomedes; Sousa, Melina Garcia Saraiva de; Tokarnia, Carlos Hubinger; Brito, Marilene de Farias; Reis, Alessandra dos Santos Belo; Bomjardim, Henrique dos Anjos; Lopes, Cinthia Távora de Albuquerque; Oliveira, Carlos Magno Chaves

    Resumo em Português:

    O estudo teve por objetivo verificar a sensibilidade dos bubalinos à peçonha de Crotalus durissus terriiicus, estudar o quadro clínico-patológico e laboratorial nessa espécie e estabelecer comparações com o verificado em bovinos. A inoculação do veneno liofilizado de Crotalus durissus terriiicus, diluído em 1ml de solução fisiológica, foi feita na região da articulação úmero-rádio-ulnar, por via subcutânea, em três bubalinos (doses de 0,015; 0,03; e 0,066mg/kg) e em dois bovinos (doses de 0,03 e 0,066mg/kg). O bubalino que recebeu a dose de 0,03mg/ kg apresentou sinais clínicos graves recuperou-se seis dias após, e o bovino que recebeu a mesma dose morreu com evolução de 22h56min. A dose de 0,066mg/kg causou a morte tanto do bovino quanto do bubalino, com evolução clínica de 4h23min e 8h12min, respectivamente. O bubalino que recebeu a dose de 0,015mg/kg, recuperou-se com evolução de 48 horas. Os sinais clínicos tiveram início dentro de 3h58min no bubalino que morreu, e nos bubalinos que adoeceram mas se recuperaram, dentro de 17h25min e 24h00min após a inoculação do veneno. Nos dois bovinos que morreram (com doses de 0,03 e 0,066mg/kg), os primeiros sinais clínicos foram observados 6h10min e 6h31min após a inoculação do veneno. A inoculação do veneno produziu nos búfalos e bovinos um quadro nervoso de paralisia flácida. Os principais sinais observados tanto nos búfalos quanto nos bovinos, foram discreto aumento de volume no local da inoculação, dificuldade respiratória caracterizada por respiração predominantemente abdominal, apatia, sialorreia, dificuldade para se levantar quando estimulados, evolução para decúbito esternal permanente, seguido de decúbito lateral e movimentos de pedalagem, e diminuição dos reflexos relacionados aos pares de nervos cranianos. Nos bubalinos adicionalmente foi observado aumento da base de sustentação, arrastar das pinças dos membros posteriores, marcha lenta e cambaleante, dificuldade na apreensão dos alimentos; nos bovinos ainda foram observados paralisia do globo ocular, revelada através da não exposição da esclera durante a rotação da cabeça na direção latero-caudal. Tanto nos bovinos quanto nos bubalinos, verificou-se no leucograma, leucocitose por neutrofilia, e na bioquímica sérica, aumento nos níveis de alanina aminotransferase, aspartato aminotransferase, creatinaquinase e dehidrogenase láctica. Não houve alterações na urinálise, nem no tempo de ativação da protrombina e nem no tempo de tromboplastina parcial ativada. À necropsia evidenciou-se apenas discreto edema correspondente ao local da inoculação em um bovino. Os achados histopatológicos observados foram picnose nos núcleos de células epiteliais de alguns túbulos uriníferos no córtex renal (em um búfalo e um bovino) e fígado com leve vacuolização de hepatócitos (em um bovino).

    Resumo em Inglês:

    The objective of the study was to verify the sensibility of buffaloes to the poison of Crotalus durissus terriiicus and to study the clinical-pathological picture in buffaloes in comparison with the one in cattle. The subcutaneous inoculation of the liofilized poison of the snake, diluted in 1ml of physiologic solution, was done in the area of the humerus-radio-ulnar joint of three buffaloes at doses of 0.015, 0.03 and 0.066mg/kg, and of two cattle at doses of 0.03 and 0.066mg/kg. The buffalo that received the 0.03mg/kg dose presented severe clinical signs but recovered six days later. The bovine that received the same dose, died after a clinical course of 22h56min. The 0.066mg/kg dose caused death of the bovine as also the buffalo, with a clinical course of 4h23min and 8h12min, respectively. The buffalo that received the 0.015mg/kg dose recovered, after a course of 48 hours. The buffalo that died, showed clinical signs from 3h58min on, and the buffaloes that showed symptoms from 17h25min and 24h00min after inoculation of the venom, but recovered. In the two cattle that died (with doses of 0.03 and 0.066mg/kg), the first clinical signs occurred 6h10min and 6h31min after the inoculation of the venom. The inoculation produced in the buffaloes and cattle nervous symptoms of flaccid paralysis. The main signs observed in the buffaloes as well as the cattle, were slight volume increase at the site of inoculation, respiration difficulties characterized by predominantly abdominal breathing, apathy, sialorreia, difficulty to get up when stimulated, evolution to sternal decubitus followed by lateral decubitus with peddling movements of the legs, and decrease of the reflexes related to the cranial nerves. The buffaloes showed also augmentation of the sustentation base, dragging of the hooves of the hind legs, slow and staggering gait, difficulty in apprehension of the food, The cattle showed additionally paralysis of the eyeballs, revealed through non-exhibition of the sclera during head rotation in latero-caudal direction. Laboratory exams revealed in the cattle and the buffaloes leucocytosis by neutrofilia, and in the biochemistry series, increase in the levels of alanine aminotransferase, aspartato aminotransferase, creatinaquinase and lactic dehydrogenase. There was no alteration in the urinalysis nor in the activation time of protrombine and in the time of partially activated tromboplastin. Necropsy only evidenced slight edema corresponding to the inoculation site in one bovine. Histopathological examination revealed picnosis of the epitelial cell nuclei of some kidney tubules in the cortex (in the buffalo and in one bovine) and slight vacuolation of hepatocites (in one bovine).
  • Indicadores bioquímicos e hormonais de casos naturais de toxemia da prenhez em ovelhas Animais de Produção

    Santos, Fábio C.O.; Mendonça, Carla L.; Silva Filho, Alonso P.; Carvalho, Cleyton C.D.; Soares, Pierre C.; Afonso, José Augusto B.

    Resumo em Português:

    Toxemia da prenhez é considerada um transtorno metabólico de grande impacto econômico na produção de ovinos, porém as particularidades de repercussão sistêmicas deste distúrbio ainda são pouco esclarecedoras. O presente estudo teve por objetivo avaliar o perfil bioquímico e hormonal de 77 ovelhas com diagnóstico clínico de toxemia da penhez e comparar os achados laboratoriais de acordo com a resolução clínica dos animais, alta hospitalar (G1) e aqueles que morreram (G2). A manifestação clinica da doença foi observada no período do pré-parto em 100% dos animais, destes 66,2 % (n=51) receberam alta clínica e 33,8% (n=26) morreram. Dos casos de toxemia da prenhez estudados havia gestação múltipla em 55,8%. Dentre os parâmetros estudados, cortisol, uréia, AST e CK estavam mais elevados no G2 em relação ao G1 com diferenças significativas (P<0,05). Foi encontrado aumento nas concentrações de glicose plasmática, frutosamina, albumina, creatinina, ß-hidroxubutirato, ácido graxo não esterificado e L-lactato, porém não houve diferenças entre os grupos (P>0,05). Não ocorreram alterações nas taxas de colesterol e triglicerídios. Houve redução nos índices da insulina, não havendo diferenças entre G1 e G2 (P>0,05). Todas as ovelhas apresentaram cetonúria e acidúria.

    Resumo em Inglês:

    Toxemia of pregnancy is a metabolic disorder with considerable economic impact on the production of sheep. However, the particularities of the systemic repercussion of the disorder have not yet been fully clarified. The aim of the present study was to assess the biochemical and hormonal profile of 77 ewes with a clinical diagnosis of toxemia of pregnancy and to compare the laboratory findings based on the clinical outcome: discharge (G1) or death (G2). The clinical manifestation of the disease was observed in the pre-birth period in 100% of the ewes, from which 66.2% (n=51) were discharged and 33.8% (n=26) died. A total of 55,8% of the cases were of multiple pregnancies.. Considering the parameters analyzed, cortisol, urea, AST and CK were significantly higher in G2 in comparison to G1 (p<0.05). An increase was found in the concentration of plasma glucose, fructosamine, albumin, creatinine, ß-hydroxybutyrate, non-esterified fatty acids and L-lactate, with no statistically significant differences between groups (p>0.05). No changes were found in cholesterol or triglycerides. A reduction in insulin levels was found, with no statistically significant difference between groups (p>0.05). All ewes exhibited ketonuria and aciduria.
  • O papel dos ácaros do gênero Raillietia (Acari: Raillietiidae) na otite de ruminantes domésticos Livestock Diseases

    Ferry, Fernando R.A.; Faccini, João L.H.; Inada, Tetsuo

    Resumo em Português:

    Neste trabalho apresentamos uma hipótese para explicar o envolvimento dos ácaros do gênero Raillietia na patogênese da otite parasitária em ruminantes domésticos. As quelíceras e unhas dos tarsos são estruturas que contribuem significativamente para produzir as lesões primárias no epitélio. Os dígitos móveis das quelíceras acidentalmente causam injúria no epitélio que reveste o canal auditivo, enquanto as unhas dos tarsos perfuram o epitélio para permitir a fixação dos ácaros durante sua alimentação. As lesões no epitélio causadas pelas quelíceras e unhas dos tarsos favorecem a multiplicação das bactérias que habitam o canal auditivo, resultando em casos típicos de otite.

    Resumo em Inglês:

    This paper presents a hypothesis on the involvement of species of the genus Raillietia Trouessart in the pathology of parasitic otitis in domestic ruminants. The chelicerae and claws of the tarsi are structures that contribute significantly towards producing primary lesions. The movable digits of the chelicerae accidentally injure the epithelium that lines the ear canal, while the claws of the tarsi perforate the epithelium, allowing the mites to affix themselves while feeding. The lesions in the epithelium caused by the chelicerae and the claws favor multiplication of the bacteria that inhabit the ear canal, resulting in typical cases of otitis.
  • Testes de ELISA e vírus-neutralização na detecção de anticorpos contra o vírus da diarréia viral bovina no leite Animais de Produção

    Sturza, Diego A.F.; Anziliero, Deniz; Weiblen, Rudi; Flores, Eduardo Furtado

    Resumo em Português:

    O sucesso na estratégia de controle e erradicação do vírus da diarréia viral bovina (BVDV), passa necessariamente pela identificação e eliminação dos animais persistentemente infectados (PI). Como esses animais excretam continuamente o vírus em suas secreções e excreções, a prevalência de anticorpos no rebanho, frequentemente é alta e com altos títulos. Devido a essas características, amostras de tanques coletivos de leite, foram submetidas a duas técnicas sorológicas, a fim de estabelecer a mais adequada na realização de triagem de rebanhos. Para isso, 767 amostras coletivas de leite foram submetidas à análise por um kit ELISA indireto (teste referência) e pela técnica de vírus-neutralização (VNT) adaptada (teste proposto). Devido aos efeitos tóxicos do leite sobre o cultivo celular, a adaptação consistiu no aumento do volume final na etapa de incubação celular. Foram positivas, 177 e 139 amostras no ELISA e na VNT, respectivamente. Com isso, a VNT adaptada apresentou uma sensibilidade de 76,8% e uma especificidade de 99,5%. O índice Kappa (k) foi de 0,82, demonstrando uma ótima concordância entre as duas técnicas. A análise do coeficiente de correlação entre os valores de absorbância no ELISA (OD) e os títulos de anticorpos na VNT nas amostras positivas, demonstrou uma positividade moderada (r = 0,57) com p < 0,05. No entanto, várias amostras com títulos altos na VNT apresentaram ODs moderadas ou baixas. Por outro lado, algumas amostras com títulos neutralizantes baixos apresentaram ODs altas. Como a presença de animais PI é sugerida por títulos neutralizantes ≥ 80, conclui-se que a técnica de VNT adaptada é mais adequada para a realização de triagem em amostras coletivas de leite quando objetiva-se detectar rebanhos com altos títulos de anticorpos.

    Resumo em Inglês:

    The success of control/eradication programs of bovine viral diarrhea virus (BVDV) infection necessarily includes the identification and elimination of persistently infected (PI) animals. Since these animals continuously shed virus in secretions and excretions, the prevalence of antibodies in herds with PI animals is often high, and with high titers. Because of these characteristics, bulk milk samples were subjected to two serological techniques in order to establish the most appropriate in conducting screening of herds. For this, 767 bulk milk samples were analyzed by a indirect ELISA kit (reference test) and by an adapted virus neutralization (VNT) assay (proposed test). The toxic effects of milk on cell culture were reduced by increasing the final volume. One hundred seventy seven and 139 samples were positive in ELISA and VNT, respectively. Thus, the adapted VNT had a sensitivity of 76.8% and a specificity of 99.5%. The Kappa index (k) was 0.82, demonstrating an excellent agreement between the two techniques. The analysis of the coefficient of correlation between the absorbance values (OD) and VNT titers demonstrated a moderate positivity (r = 0.57). However, a significant part of samples with VNT titers ≥ 80 did not show high OD values. On the other hand, some samples with low VNT titers presented high ODs. VNT titers ≥ 80 are suggestive of the presence of PI animals in the herd. Therefore we conclude that the adapted VNT is more appropriate for herd screening when searching for herds with high antibody titers.
  • Intoxicação experimental por Trema micrantha (Cannabaceae) em equinos Animais de Produção

    Bandarra, Paulo M.; Bezerra Júnior, Pedro S.; Oliveira, Luiz Gustavo S. de; Correa, Gabriel L.F.; Borba, Mauro R.; Reck Júnior, José; Cruz, Cláudio Estevão Farias da; Driemeier, David

    Resumo em Português:

    O objetivo desse estudo foi confirmar a toxidez e caracterizar os aspectos clínicos e patológicos da intoxicação por Trema micrantha em equinos. Três equinos, pôneis, com idade entre 2 e 7 anos consumiram espontaneamente folhas de T. micrantha em doses únicas de 30g/kg, 25g/ kg e 20g/kg. Os três animais adoeceram e evoluíram para morte. Outro equino recebeu 15 e 25g/kg da planta com intervalo de 30 dias entre as doses e não apresentou alteração clínica. Coletas diárias de sangue foram realizadas para análises bioquímicas. Os principais sinais clínicos apresentados foram apatia, desequilíbrios, dificuldade de deglutição, decúbito esternal, decúbito lateral, movimentos de pedalagem, coma e morte. Os três equinos afetados apresentaram elevação da atividade sérica de gama-glutamil transferase, dos níveis séricos de amônia e diminuição da glicemia. Esses animais foram necropsiados e fragmentos de diversos órgãos foram coletados para análise histopatológica e imuno-histoquímica. Os principais achados patológicos foram encontrados no fígado e no encéfalo dos três animais. O fígado apresentava, macroscopicamente, acentuação do padrão lobular; enquanto que, no encéfalo havia áreas amareladas na superfície de corte, mais evidentes na substância branca do cerebelo. Microscopicamente, o fígado apresentava tumefação hepatocelular, necrose de coagulação predominantemente centrolobular e hemorragia associada. No encéfalo, havia edema perivascular generalizado e astrócitos Alzheimer tipo II na substância cinzenta. Esses astrócitos apresentaram marcação fraca ou negativa na imuno-histoquímica anti-GFAP e marcação positiva do antígeno S-100. A dose letal mínima de folhas de T. micrantha estabelecida nesse experimento foi de 20g/kg. A ampla distribuição e palatabilidade desta planta, associadas à alta sensibilidade da espécie equina, constatada nesse experimento, reforçam a importância da planta em casos acidentais de intoxicação em equinos.

    Resumo em Inglês:

    The aim of this study was to confirm the toxicity and characterize the clinical and pathological aspects of poisoning by Trema micrantha in horses. The green leaves of the plant were spontaneously consumed by three ponies at single doses of 20, 25, and 30g/kg. The three ponies developed clinical disease characterized by apathy, equilibrium deficit, deglutition difficulty, sternal or lateral recumbency, paddling, coma and death. Affected ponies had also enhanced seric activity of gamma-glutamyl transferase, seric ammonia apart of diminished glycemia. An additional pony, that received 15 and 25g/kg of T. micrantha with a 30 day interval between the two doses, showed no clinical disease. The three ponies were necropsied and fragments from organs were collected for histology and immunostaining (IS) procedures. The main pathological findings were in the liver and encephalon. There were enhanced lobular pattern of the liver and yellowish areas in the cut surface of the encephalon, especially visualized in the cerebellar white matter. Microscopically, there was hepatocellular swelling and coagulative hepatic necrosis predominantly centrilobular with hemorrhages. Generalized perivascular edema and Alzheimer type II astrocytes were observed in the encephalon. The Alzheimer type II astrocytes showed weak or absent anti-glial fibrillar acid protein IS associated with positive IS for S-100 protein. The minimal lethal dose of Trema micrantha leaves was established at 20g/kg. The sensibility of horses to this plant, its wide distribution and high palatability reinforces the importance of Trema micrantha in accidental poisoning of horses.
  • Compressão medular em bovinos após o uso de vacina oleosa Livestock Diseases

    Ubiali, Daniel Guimarães; Cruz, Raquel Aparecida Sales da; Lana, Marconni Victor da Costa; Meireles, Yara Silva; Néspoli, Pedro Brandini; Souza, Marcos Almeida; Colodel, Edson Moleta; Pescador, Caroline Argenta

    Resumo em Português:

    Relatamos um surto de mielopatia compressiva lombar em bovinos associada à aplicação de vacina oleosa de forma inadequada. De um total de 3000 bovinos, 25 apresentaram distúrbios neurológicos aproximadamente 60 dias após terem sido vacinados contra a febre aftosa. O quadro clínico foi caracterizado por paralisia progressiva de membros posteriores, dificuldade para permanecer em estação e decúbito esternal com evolução de 2-5 meses. A mielografia realizada em um animal revelou defeito de enchimento na altura das vértebras L1 e L3. Quatro animais foram necropsiados e foi visualizado massa tecidual, granular e irregular, envolvendo as raízes nervosas medulares e espaço epidural da região lombar (L1-L4); esse material era associado com líquido brancacento e oleoso. Havia também áreas de necrose no músculo Longissimus dorsi com material similar ao do espaço epidural. Microscopicamente, as alterações observadas no espaço epidural, raízes nervosas medulares e na musculatura foram similares sendo caracterizadas pela formação de múltiplos granulomas ou piogranulomas envolvendo espaços (vacúolos) circulares não corados (aparentemente, o local antes ocupado por gotículas de óleo presente na vacina), além de necrose hialina severa difusa de fibras musculares.

    Resumo em Inglês:

    An outbreak of compressive myelopathy in cattle associated with the improper use of an oil vaccine is described. Neurological signs were observed in 25 out of 3,000 cattle after 60 days of being vaccinated against foot and mouth disease. The clinical picture was characterized by progressive paralysis of the hind limbs, difficulty in standing up, and sternal recumbency during the course of 2-5 months. A filling defect between the L1 and L3 vertebrae was seen through myelography performed in one of the affected animals. A yellow-gray, granular and irregular mass was observed in four necropsied animals involving the spinal nerve roots and epidural space of the lumbar (L1-L4) spinal cord; the mass was associated with a whitish oily fluid. This fluid was also found in association with necrosis of the longissimus dorsi muscle. Microscopic changes in the epidural space, nerve roots, and spinal musculature were similar and consisted of granulomas or pyogranulomas around circular unstained spaces (vacuoles). These spaces were located between areas of severe diffuse hyaline necrosis of muscle fibers and resembled the drops of oil present in the vaccine.
  • Cinética da resposta imune humoral de cães jovens imunizados contra Leptospira interrogans Pequenos Animais

    Castro, Jacqueline R.; Souza, Mariana A.; Salaberry, Sandra R.S.; Guimarães, Ednaldo C.; Lima-Ribeiro, Anna M.C.

    Resumo em Português:

    Objetivou-se analisar a resposta imune humoral contra Leptospira interrogans mediante a utilização da prova de soroaglutinação microscópica (SAM) em 26 cães jovens, sendo 17 de raça definida (Grupo A) e nove sem raça (Grupo B), de ambos os sexos, pertencentes a canis e ambientes domiciliares em Uberlândia, Minas Gerais. Os cães foram vacinados com bacterina inativada comercial polivalente com os sorovares Canicola, Grippotyphosa, Icterohaemorrhagiae e Pomona. O esquema vacinal baseou-se em três imunizações. A primovacinação foi realizada aos quarenta e cinco dias de idade, considerado dia zero, e após dois reforços com intervalos de trinta dias cada. Sete colheitas sanguíneas de cada cão foram efetuadas do dia zero até aos 180 dias pós-vacinais, com intervalos de trinta dias cada. Não foram detectados títulos pré-vacinais para os sorovares Canicola, Icterohaemorrhagiae e Grippotyphosa no dia zero. Apenas um cão do grupo A foi reagente com título 1:100 contra o sorovar Pomona na primeira colheita. Não houve diferença estatística entre os títulos de anticorpos aglutinantes entre os Grupos A e B (p>0,05), induzidos pela bacterina comercial utilizada, exceto na colheita II (p<0,05), na qual o grupo B apresentou títulos para o sorovar Autumnalis em todos os cães avaliados, enquanto que, no grupo A, 64,7% dos cães não foram reagentes a nenhum sorovar testado. No dia 30, títulos para o sorovar Autumnalis que persistiram até os 180 dias pós-vacinais, em ambos os grupos, variando apenas a intensidade da resposta imunológica sem diferença estatística significativa. Para avaliação da eficiência vacinal da bacterina anti-Leptospira, a presente pesquisa alerta para os ricos à infecção que os cães vacinados anualmente estão submetidos.

    Resumo em Inglês:

    The objective was to analyze the humoral immune response against Leptospira interrogans using the microscopic agglutination test (MAT) in 26 young dogs, and 17 mixed breed (Group A) and nine mixed breed (Group B) of both sexes, pertaining to kennels and home environments in Uberlandia, Minas Gerais. Dogs were vaccinated with commercial inactivated polyvalent bacterin with Canicola, Grippotyphosa, Icterohaemorrhagiae and Pomona serovars. The immunization schedule was based on three immunizations. The first vaccination was performed at forty-five days of age, considered day zero, and after two boosters at intervals of thirty days each. Seven blood samples from each dog were made from time zero up to 180 days post-vaccination, at intervals of thirty days each. Titles have not been detected pre-vaccination against serovars Canicola, and Icterohaemorrhagiae Grippotyphosa on day zero. Only one dog in group A was reactive with a titer of 1:100 against Pomona in the first harvest. There was no statistical difference between the agglutinating titers between Groups A and B (p>0.05) induced by commercial vaccine used, except at harvest II (p<0.05), in which the group B presented evidence to serovar Autumnalis in all dogs evaluated, whereas in group A, 64.7% of dogs were not reactive to any serovar tested. There were on the 30th title to serovar Autumnalis that persisted until 180 days post-vaccination in both groups, varying only the intensity of immune response without significant statistical difference. To assess the efficiency of vaccine culture anti-Leptospira this research to warn the risks infection that dogs are vaccinated annually submitted.
  • Avaliação ultrassonográfica de linfonodos na pesquisa de metástases de neoplasia mamária em cadelas Pequenos Animais

    Muramoto, Caterina; Sterman, Franklin A.; Hagen, Stefano C.F.; Pinto, Ana Carolina B.C. Fonseca; Oliveira, Clair M.; Faustino, Marcelo; Talib, Mariana S.F.; Torres, Luciana N.

    Resumo em Português:

    A avaliação de linfonodo, parte importante do estadiamento das neoplasias mamárias em cadelas, pode auxiliar no estabelecimento do prognóstico e na escolha da conduta terapêutica. A ultrassonografia em modo B possibilita avaliação de tamanho, contorno, borda, forma, arquitetura, ecotextura e ecogenicidade do parênquima dos linfonodos e, em modo Doppler, da quantidade e distribuição dos seus vasos internos. Este trabalho visou identificar as características ultrassonográficas mais importantes utilizadas para classificar os linfonodos em metastáticos e não-metastáticos, estabelecer elementos de confiabilidade do ultrassom como ferramenta para diferenciar linfonodos metastáticos de não-metastáticos e estabelecer procedimentos de reprodução deste exame. Foram examinados 67 linfonodos inguinais superficiais de 30 cadelas com tumor mamário e cada linfonodo foi classificado como metastático ou não-metastático. A impressão diagnóstica ultrassonográfica foi associada aos resultados do exame histopato lógico dos linfonodos obtendo-se taxa de concordância de 92,5%, índice de sensibilidade de 94,1%, índice de especificidade de 92%, valor preditivo positivo de 0,8 e valor preditivo negativo de 0,9787. Características ultrassonográficas que classificaram um linfonodo como metastático ou como não-metastático foram listadas. O exame ultrassonográfico dos linfonodos regionais constitui importante ferramenta na detecção de metástase e sugere-se incluí-lo como rotina do estadiamento de neoplasias mamárias em cadelas.

    Resumo em Inglês:

    Evaluation of lymph nodes is part of the staging of the mammary tumors and helps to establish a prognosis and therapy. B-mode ultrasonography was used to evaluate size, edge, nodal borders, shape, architecture, echotexture and echogenicity of lymph nodes and Doppler ultrasonography to evaluate the quantity and distribution of the vessels. The aims of this work were to identify which ultrasound features can be used to classify a lymph node as metastatic or non-metastatic; to establish its accuracy as a useful tool to this differentiation, and to establish procedures that permit the reproducibility of the results. Sixty seven lymph nodes of 30 female dogs with mammary tumors were examined by ultrasound and classified as metastatic or non-metastatic. The ultrasonographic diagnostic impression was confronted with the histopathologic results. The ultrasonographic classification of the lymph nodes was correct in 92.5% of the cases, with sensibility of 94.1%, specificity of 92%, positive predictive value of 0.8, and negative predictive value of 0.9787.The characteristics of the nodes to classify them as metastatic or non metastatic were registered. Ultrasound imaging of regional lymph nodes is important to detect metastases and it is suggested that it becomes a regular procedure in the staging of canine mammary tumors.
  • Anticorpos anti-Rickettsia spp. em capivaras de vida livre e de cativeiro no Sul do Brasil Wildlife Medicine

    Fortes, Fernanda S.; Santos, Leonilda C.; Cubas, Zalmir S.; Barros-Filho, Ivan R.; Biondo, Alexander W.; Silveira, Iara; Labruna, Marcelo B.; Molento, Marcelo B.

    Resumo em Português:

    As capivaras (Hydrochaeris hydrochaeris) estão entre os principais hospedeiros do carrapato Amblyomma spp., o qual pode transmitir algumas espécies de riquétsias para seres humanos e animais. Como são frequentemente infestadas por carrapatos vetores potenciais, as capivaras podem ser usadas como sentinelas para riquetsioses, como a Febre Maculosa Brasileira. O objetivo do presente estudo foi determinar a soroprevalência de Rickettsia spp. por meio da reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) em 21 capivaras de vida livre e 10 capivaras de cativeiro do Zoológico do Refúgio Biológico Bela Vista, Itaipu Binacional, Foz do Iguaçu, Brasil. Antígenos de seis espécies de riquétsias já identi[1]icadas no Brasil (Rickettsia rickettsii, R. parkeri, R. bellii, R. rhipicephali, R. amblyommii e R. felis) foram utilizados para a RIFI. Carrapatos de cada capivara foram coletados para posterior identi[1]icação taxonômica. Um total de 19 (61,3%) amostras reagiu a pelo menos uma das espécies testadas. Foi encontrada soropositividade em 14 (45,2%), 12 (38,7%), 5 (16,1%), 4 (12,9%), 3 (9,7%) e 3 (9,7%) animais para R. rickettsii, R. bellii, R. parkeri, R. amblyommii, R. felis e R. rhipicephali, respectivamente. Duas capivaras de cativeiro apresentaram títulos sugestivos de infecção por R. rickettsii e uma amostra apresentou reação homóloga frente à R. parkeri. Apenas uma capivara de vida livre apresentou evidência de infecção por R. bellii. Os carrapatos coletados sobre as capivaras foram identificados como Amblyomma dubitatum e Amblyomma sp. Os resultados evidenciam a circulação de riquétsias na região, sugerindo uma potencial participação da capivara no ciclo de vida desta bactéria.

    Resumo em Inglês:

    Capybaras (Hydrochaeris hydrochaeris) are among the main hosts of Amblyomma spp. ticks, which is able to transmit Rickettsia species to human beings and animals. Since they are often infested with potential vector ticks, capybaras may be used as sentinels for rickettsiosis, such as the Brazilian Spotted Fever. The aim of the present study was to determine the prevalence of antibodies against Rickettsia spp. using the indirect immunofluorescence assay (IFA) in 21 free-ranging and 10 captive animals from the Zoological Park of the 'Bela Vista Biological Sanctuary' (BVBS), Itaipu Binational, Foz do Iguaçu, Southern Brazil. Antigens of six rickettsial species already identified in Brazil (Rickettsia rickettsii, R. parkeri, R. bellii, R. rhipicephali, R. amblyommii and R. felis) were used for IFA. Ticks from each capybara were collected for posterior taxonomic identification. A total of 19 (61.3%) samples reacted to at least one of tested species. Seropositivity was found in 14 (45.2%), 12 (38.7%), 5 (16.1%), 4 (12.9%), 3 (9.7%) and 3 (9.7%) animals for R. rickettsii, R. bellii, R. parkeri, R. amblyommii, R. felis and R. rhipicephali, respectively. Two captive capybaras presented suggestive titers of R. rickettsii infection and one sample showed homologous reaction to R. parkeri. Only one free-ranging capybara presented evidence R. bellii infection. Ticks collected on capybaras were identified as Amblyomma dubitatum e Amblyomma sp. Results evidenced the rickettsial circulation in the area, suggesting a potential role of capybaras on bacterial life cycle.
  • Ocorrência de anticorpos e fatores de risco associados à infecção por Leptospira spp. em Cebus spp. mantidos em cativeiro no Nordeste do Brasil Animais Selvagens

    Ferreira, Débora R.A.; Laroque, Plautino de O.; Wagner, Paulo G.C.; Higino, Severino S. dos S.; Azevedo, Sérgio S.; Rego, Eneida W.; Mota, Rinaldo A.

    Resumo em Português:

    Estudou-se a ocorrência de anticorpos anti-Leptospira e os fatores de risco associados à infecção em primatas do gênero Cebus mantidos em cativeiro no Nordeste do Brasil. Foram analisadas 139 amostras de soro sanguíneo de diferentes espécies de primatas de ambos os sexos e idades variadas. Para a pesquisa de anticorpos empregou-se a técnica de Soroaglutinação Microscópica (SAM) e para estudo dos fatores de risco utilizou-se análise multivariada. Foram observados anticorpos anti-Leptospira, sorovar Patoc em 6,5% dos primatas (09/139). O fator de risco identificado nesse estudo foi a não higienização diária de bebedouros (Odds ratio=12,095; IC 95% = 1,73-84,52; p=0,012,). Conclui-se que a população de Cebus mantidos em cativeiros no Nordeste do Brasil está exposta à infecção por anticorpos anti-Leptospira e que medidas corretivas de manejo dos animais, especificamente aquelas relacionadas à higienização diária de bebedouros devem ser implementadas para reduzir o risco de infecção por sorovares de Leptospira spp.

    Resumo em Inglês:

    This study aimed to verify the occurrence of anti-Leptospira antibodies and the risk factors associated with infection in the Cebus spp. mantained in captivity in the northeast of Brazil. One hundred and thirty nine blood samples of different species of primates of both sexes and varied ages were analyzed. For the study of antibodies the Microscopic Agglutination Test (MAT) was used, and for the risk factor study a multivariate analysis was used. Antibodies anti-Leptospira, serovar Patoc were observed in 6.5% of primates (09/139). The risk factor identified in this study was the lack of daily hygienization of drinking fountains (Odds ratio=12.095; IC 95% = 1.73-84.52; p=0.012,). The conclusion of the study was that the Cebus population maintained in captivity in the northeast of Brazil is exposed to infection by antibodies anti-Leptospira and that corrective measures of animal handling, especially those related to daily hygienization of drinking fountains, must be implemented to reduce the risk of infection by serovars of Leptospira spp.
  • Estudo morfológico dos órgãos genitais masculinos do guaxinim (Procyon cancrivorus) Morfofisiologia

    Martucci, Mariane Ferracin; Mançanares, Celina Almeida; Ambrósio, Carlos Eduardo.; Franciolli, André Luis Rezende; Miglino, Maria Angélica; Rosa, Ricardo Alexandre; Carvalho, Ana Flávia de

    Resumo em Português:

    Foram utilizados três animais, sendo um proveniente da Universidade de São Paulo e dois encaminhados pelo IBAMA (Proc. 02027.000.286/2004-92), excedente populacional de zoológico. Os aparelhos reprodutores masculinos "ex situ" foram fixados por imersão e dissecados. Foram retirados fragmentos de cada órgão e glândula anexa do aparelho reprodutor, os quais foram processados e incluídos pelas técnicas de inclusão em paraplast. Cada bloco foi cortado e os cortes foram corados por HE, picrosírius, reação de PAS com fundo de hematoxilina e tricromo de masson para a observação das estruturas ao microscópio óptico. Macroscopicamente, a região inguinal era composta pela uretra, músculo isquiocavernoso, músculos bulboesponjoso e bulbo cavernoso, músculo retrator do pênis, um par de testículos e o osso peniano ou báculo e ânus. A glande do pênis apresentou uma dilatação proximal (bulbo da glande) constituída pela parte dilatada do báculo. A posição dos testículos, dentro do escroto, era horizontal. A próstata apresentou-se com formato globoso, circundando a uretra. Microscopicamente, os testículos eram envoltos por uma cápsula de tecido conjuntivo denso, a túnica albugínea testicular. O ducto epididimário era provido de um epitélio pseudoestratificado com estereocílios. A uretra peniana apresentou-se circundada pelo corpo esponjoso e no restante do pênis apresentou o corpo cavernoso (tecido erétil). Os resultados macro e microscópicos encontrados até o momento são semelhantes aos achados no Canis familiaris (cão doméstico).

    Resumo em Inglês:

    Three animals were used in this study, proceeding from the University of Sao Paulo for the Laboratory of Morphology of the University Center of the Foundation of Education Octávio Bastos and one other directed by the IBAMA in accordance with process number 02027.000.286/2004-92, population excess of zoo, whose masculine reproductive devices "former situ" had been fixed by immersion and dissected. Each agency and attached gland of the reproductive device had been removed fragments of, which had been processed and enclosed by the techniques of inclusion in paraplast. Each block was cut and the cuts had been corados by HE, picrosírius, and histochemical reaction of PAS with deep of blue hematoxilina and Masson Tricrome for the comment of the structures to the optic microscope. Macroscopically, the inguinal region was composed by the urethra, isquiocavernosum muscle, bulbospongiosus and bulbcavernosum muscles, penis retractor muscle, a pair of testicles and penile bone or baculum and anus. The head of the penis presented a proximal dilatation constituted on the widest part of baculum. The position of the testes inside the scrotum was horizontal. The prostate gland was in globoid form surrounding the urethra. Microscopically, the testes were coated by dense connective tissue, the tunica albuginea. The ductus epididymis was coated by pseudostratified epithelia with stereocilia. The urethra of the penis was surrounded by the corpus spongiosum and the remaining portion presented a corpus cavernosum (erectile tissue). The found macro and microscopically results and until the moment are similar to the findings in the Cannis familiaris (domestic dog).
  • Análise interactômica da VDAC (voltage-dependent anion selective channel) nos cérebros aviar, bovino e murino Morfofisiologia

    Crepaldi, Carla Rossini; Munin, Flávia Simone; Vitale, Phelipe Augusto Mariano; César, Marcelo de Cerqueira

    Resumo em Português:

    A VDAC é a proteína mais abundante na membrana mitocondrial externa. Exerce o controle da atividade desta organela através da regulação da troca de metabólitos e tem função crucial no mecanismo de apoptose. Em nosso caso, os estudos dos complexos protéicos, das interações entre a VDAC e outras proteínas presentes no interior do neurônio que auxiliam na manutenção das funções das organelas e da célula, fazem parte da chamada interactômica. O presente estudo determinou o interactoma do complexo protéico Hexoquinase-VDAC-ANT presente em cérebros murino, bovino e aviar. Nosso objetivo foi identificar se as expressões diferenciadas da VDAC1 e VDAC2 verificadas nos cérebros murino, aviar e bovino, estão associadas a diferenças nos interactomas dessas proteínas. Este estudo revelou que as espécies aviar e bovina apresentaram o maior número de complexos protéicos contendo VDACs (5) quando comparadas com os neurônios de rato (1), o que é indicativo de uma cinética diferencial de montagem ou desmontagem do complexo. Além disso, a VDAC mitocondrial neuronal aviar também interage com mais proteínas em relação à VDAC mitocondrial neuronal bovina, o que é resultado de uma composição de subunidades diferenciada. Tais resultados indicam diferenças significativas quanto ao metabolismo energético e apoptótico no cérebro aviar, bovino e murino, existindo interações diferenciais da VDAC no cérebro aviar.

    Resumo em Inglês:

    The voltage dependent anion channel (VDAC) is the most abundant protein of outer mitochondrial membrane. VDAC controls metabolite exchange through this membrane and the apoptosis machinery. Interactomics is the study of protein complexes, their interactions and the consequences of these interactions. In our case we studied the interactome of the hexokinase-VDAC-ANT (adenine nucleotide transporter) complex in mitochondria of neuronal cells from rat, bovine and chicken brain. We wished to understand if the differential expression of VDAC1 and VDAC2 verified in these cells was linked to differences in the interactions between proteins in these complexes. Our results showed that avian and bovine neurons had more protein complexes (5) containing VDAC than rat cells (1), which indicates a differential kinetics of assembly or disassembly. Moreover, mitochondrial neuronal chicken VDAC interacts with more proteins in comparison with bovine neuronal VDAC, which is indicative of a differential subunit composition. These results supported evidences of differential apoptotic and energetic mechanisms between these brains.
Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br