Pesquisa Veterinária Brasileira, Volume: 32, Issue: 10, Published: 2012
  • Genetic evaluation of vaccine against bovine brucellosis marketed in Brazil Animais De Produção

    Bastos, Renata; Soares, Cleber O.; Elisei, Carina; Munhoz, Anna L.R.; Bezerra, Nádia L.; Caitano, Marrielen A.B.; Rosinha, Grácia M.S.

    Abstract in Portuguese:

    A prevenção contra infecções causadas por Brucella abortus em bovinos é realizada por meio da administração das amostras vacinais B19 e RB51. Existem relatos de que estas vacinas podem causar aborto em fêmeas vacinadas. Portanto, toda a ocorrência de aborto em animais vacinados merece um estudo aprofundado sobre a causa. No Brasil, não há registro sobre a origem das amostras B19 e RB51 utilizadas na produção das vacinas comerciais. Assim, um estudo para verificar possíveis mutações em relação às amostras referência USDA B19 e USDA RB51 de B. abortus se faz necessário, devido às amostras vacinais poderem reverter a sua virulência. Objetivou-se com este estudo caracterizar genotipicamente as amostras vacinais B19 e RB51 comercializadas no Brasil. A metodologia utilizada foi a genotipagem de genes marcadores destas amostras vacinais, por meio da amplificação pela reação em cadeia da polimerase. Os resultados obtidos permitiram a identificação do genótipo das vacinas comerciais B19 e RB51 disponíveis e utilizadas em bovinos no Brasil. A ausência de mutações nas vacinas testadas corrobora com a qualidade genética das mesmas, quanto à estabilidade dos genes analisados.

    Abstract in English:

    Vaccine strains B19 and RB51 are administered to cattle for prevention against infection by Brucella abortus. However, there are reports that these vaccines can cause miscarriages. Thus, every miscarriage among vaccinated animals should be thoroughly studied to determine the cause. In Brazil, there are no records on the origin of B19 and RB51 samples used in the preparation of commercial vaccines. Therefore, a study is needed to determine possible mutations in relation to the USDA reference samples of B. abortus due to the fact that vaccine samples could revert to the virulence of the disease. The aim of the present study was to perform a genotype analysis of vaccine strains B19 and RB51 used in Brazil. The methodology was based on the genotyping of marker genes of these vaccine strains by amplification using polymerase chain reaction. The results allowed the identification of the genotype of the B19 and RB51 commercial vaccine available for use on cattle in Brazil. The absence of mutations in the samples tested confirmed the genetic quality of the vaccines and stability of genes analyzed.
  • Neospora caninum in cattle slaughter in the states of Pernambuco and Alagoas, Brazil Animais De Produção

    Amaral, Rodolfo L.G.; Silva, Leonildo B.G.; Pinheiro Júnior, José W.; Souza Neto, Orestes L.; Leal, Carlos A.S.; Porto, Wagnner J.N.; Barbosa, José M.P.; Mota, Rinaldo A.

    Abstract in Portuguese:

    A neosporose bovina é uma doença infecciosa causada pelo Neospora caninum, parasito intracelular obrigatório, sendo considerada uma das principais causas de aborto na espécie bovina em diversos países. Objetivou-se estudar a ocorrência de N. caninum em vacas e fetos nos Estados de Pernambuco e Alagoas, Brasil. Foram coletadas 306 amostras de soro sanguíneo de vacas abatidas causada pelo Neospora caninum, parasito intracelular obri-e 30 fetos nos Estados de Pernambuco e Alagoas. Para o gatório, sendo considerada uma das principais causas de diagnóstico sorológico utilizou-se a técnica de Reação de aborto na espécie bovina em diversos países. Objetivou-se Imunoflurescência Indireta (RIFI) com ponto de corte estudar a ocorrência de N. caninum em vacas e fetos nos 1:200 para os soros das vacas e para os soros fetais utilizou Estados de Pernambuco e Alagoas, Brasil. Foram coletadas 306 amostras de soro sanguíneo de vacas abatidas e 30 fetos nos Estados de Pernambuco e Alagoas. Para o diagnóstico sorológico utilizou-se a técnica de Reação de Imunoflurescência Indireta (RIFI) com ponto de corte 1:200 para os soros das vacas e para os soros fetais utilizou ponto de corte 1:25. Para a pesquisa do DNA parasitário utilizaram-se tecidos fetais submetidos à técnica da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Na sorologia, observou-se 39/306 (12,6%) das vacas positivas e 5/30 (16,7%) dos fetos positivos. Na detecção do parasito 8/30 (26,6%) dos fetos foram positivos na PCR. Os resultados obtidos neste estudo quanto à presença do parasito nos fetos são inéditos para a região estudada e permitem concluir que este agente deve ser incluído no estudo das causas de aborto na espécie bovina nesta região do Brasil.

    Abstract in English:

    Bovine neosporosis is an infectious disease caused by Neospora caninum, obligate intracellular parasite, and is considered a major cause of abortion in cattle in various countries. The objective was to study the occurrence of N. caninum in cows and fetuses in the states of Pernambuco and Alagoas, Brazil. We collected 306 blood serum samples from slaughtered cows and 30 fetuses in the states of Pernambuco and Alagoas. For serological diagnosis, we used the technique of immunofluorescence reaction (RIFI) with a cutoff 1:200 for sera of cows and fetal sera used cutoff 1:25 parasitic DNA research, we used tissue fetal submitted to the technique of Polymerase Chain Reaction (PCR). Serological assays, we observed 39/306(12.6%) of the positive cows and 5/30 (16.7%) of positive fetuses. To detect the parasite 8/30 (26.6%) of fetuses were PCR positive. The results of this study as the presence of parasites in fetuses are unprecedented for this region and allow us to conclude that this agent should be included in the study of causes of bovine abortion in this region of Brazil.
  • Influence of tail biting on weight gain, lesions and condemnations at slaughter of finishing pigs Livestock Diseases

    Marques, Brenda Maria F.P.P.; Bernardi, Mari L.; Coelho, Carolini F.; Almeida, Mirian; Morales, Oscar E.; Mores, Tiago J.; Borowski, Sandra M.; Barcellos, David E.S.N.

    Abstract in Portuguese:

    O presente estudo avaliou a associação das lesões de canibalismo de cauda em suínos de terminação com o ganho de peso, ocorrência de problemas locomotores ou respiratórios e abscessos durante a fase de terminação, e condenação de carcaças ao abate. O estudo foi realizado em quatro granjas comerciais de suínos. Para cada animal com lesão de canibalismo de cauda, outros dois suínos na mesma baia foram selecionados como controle, totalizando 312 animais avaliados. As lesões de cauda foram classificadas de acordo com o grau de severidade em quatro escores: score 0 - cauda normal, sem lesão; escores de 1 a 3 - de acordo com o aumento da severidade da lesão, e escore 4 - lesões cicatrizadas. No total, suínos com lesões severas (escore 3) corresponderam a 55-73% dos animais com lesão de caudofagia. Em todas as granjas, a cicatrização das lesões de cauda foi observada em 95% a 100% dos animais na avaliação realizada entre 41-43 dias após o início do estudo. Animais com escore 3 apresentaram menor ganho de peso (P<0,05) quando comparados com animais de escore 0, em duas das quatro granjas avaliadas. Antes do abate, a ocorrência de problemas locomotores e de nódulos/abscessos foi associada (P<0,05) com a presença de lesões de caudofagia. Ao abate, as lesões de canibalismo de cauda foram associadas (P<0,05) com a presença de abscessos, lesões pulmonares (pleurite e pneumonia embólica) ou artrite na carcaça. A condenação de carcaça foi associada com a presença de lesões de canibalismo de cauda (P<0,05). A taxa de condenação de carcaças foi de 21,4%, sendo que os animais com lesões de canibalismo de cauda corresponderam a 66,7% dessas condenações. Dos animais diagnosticados com canibalismo de cauda, somente dois apresentavam lesões ativas ao abate. O aumento do número de condenações no abate nos lotes estudados sugere que diferentes situações sanitárias podem ser observadas a campo e ao abate, reforçando a necessidade de analisar os animais na granja e ao abate, a fim de permitir uma avaliação precisa das perdas associadas ao canibalismo de cauda. Coletivamente, as observações do presente estudo sugerem que as complicações associadas com o canibalismo da cauda verificadas no abate provavelmente representam uma subestimativa da prevalência encontrada nas granjas.

    Abstract in English:

    The present study assessed the association of tail-biting lesions in finishing pigs with weight gain, occurrence of locomotion or respiratory disorders and abscesses during finishing period, and carcass condemnation at slaughter. The study was carried out on 4 different farms. For each animal with a tail biting lesion, two control pigs were selected. The total number of animals in the study was 312, with 104 of them being tail-bitten. Tail lesions were classified according to the degree of severity into four scores: score 0 -normal tail withou lesion; score 1-3 - increasing lesion severity, and score 4 - healed lesions. Overall, the occurrence of severe tail lesions (score 3) varied from 55 to 73% of tail-bitten pigs among farms. On all farms, healing of tail lesions was observed in 95% to 100% of the animals at the evaluation performed within 41-43 days after the commencement of the study. In two out of the four evaluated farms, pigs with score of 3 showed lower weight gain (P<0.05) compared with score 0 pigs. Before slaughter, the occurrence of locomotion problems and nodules/abscesses was associated (P<0.05) with the presence of tail-biting lesions. At slaughter, tail-biting lesions were associated (P<0.05) with the presence of abscesses, lung lesions (pleuritis and embolic pneumonia) or arthritis in carcasses. Carcass condemnation was associated with the presence of tail-biting lesions (P<0.05). Overall, carcass condemnation rate was 21.4%, of which animals with tail-biting lesions accounted for 66.7% of condemnations. Among the animals diagnosed with cannibalism at farm level, only two had not healed their lesions at slaughter. The fact that there were a lot of carcass condemnations, despite the fact that tail-bitten animals had no more active lesions, suggests that different situations may be observed between the field and slaughter, reinforcing the need to analyze pigs both at farm and slaughter to allow proper assessment of losses related to tail biting. Collectively, the observations of the present study show that complications associated with tail-biting found in slaughterhouses are probably underestimating field prevalence.
  • Distribution and identification of risk areas for bovine cysticercosis in the state of Paraná, Brazil Animais De Produção

    Guimarães-Peixoto, Rafaella P.M.; Souza, Valmir K.; Pinto, Paulo S.A.; Santos, Tatiane O.

    Abstract in Portuguese:

    A cisticercose bovina é um problema de saúde pública e animal amplamente difundido no Brasil, que repercute negativamente na produção de carne em diversos estados do país. Trata-se de uma das afecções mais ocorrentes nos abates sob inspeção sanitária tornando-se motivo de preocupação para frigoríficos e produtores, devido os prejuízos que acarreta. Pouco se conhece sobre a distribuição e a evolução do número de casos de cisticercose bovina no estado do Paraná. Diante do exposto este trabalho teve o objetivo realizar um levantamento retrospectivo sobre a ocorrência da cisticercose bovina, diagnosticada através do exame post-mortem pelo Serviço de Inspeção Federal do Estado do Paraná entre os anos de 2004 a 2008, além de determinar a distribuição dos casos no Estado, identificar as regiões com maiores chances de apresentarem casos da doença e analisar a perda econômica do Estado por conta das condenações por esta parasitose. Foi constatada prevalência de 2,23% cisticercose bovina no estado do Paraná. Durante o período analisado ocorreu uma redução estatisticamente significante (p<0,05) da prevalência de cisticercose bovina no estado. Nos anos de 2004-2008 foram condenadas 29.708.550 kg de carne bovina por cisticercose, acarretando prejuízos de ordem econômica. O estado do Paraná está conseguindo através da implantação do programa de controle do complexo teníase-cisticercose, uma evolução positiva já que conseguiu durante o período analisado diminuir a prevalência desta parasitose nos bovinos e consequentemente diminuir as perdas econômicas.

    Abstract in English:

    Bovine cysticercosis is a problem of public and animal health highly spread in Brazil, which has negative repercussions in meat production in several states. This is one of the most common diseases occurring in the slaughterhouses under sanitary inspection, becoming a concern for cold stores and producers, because of the losses that it entails. Little is known about the distribution and evolution of the number of cases of bovine cysticercosis in the state of Paraná. Given the above, this work aimed to perform a retrospective survey on the occurrence of bovine cysticercosis, diagnosed by post-mortem examination by the Federal Inspection Service of the State of Paraná from 2004 to 2008; determine the distribution of cases in the state; identify the areas that most likely present cases of the disease, and analyze the economic loss of the state due to the condemnations for this parasitosis. It has been found a 2.23% prevalence of bovine cysticercosis in the state of Paraná. During the period analyzed, there was a statistically significant reduction (p<0.05) of the prevalence of bovine cysticercosis in the state. In the years 2004-2008, 29,708,550 kg of beef were condemned for cysticercosis, leading to economic losses. The state of Paraná is getting, through the deployment of the control program for the taeniasis-cysticercosis complex, a positive development since it got, during the analysis period, to reduce the prevalence of this parasite in cattle and, thus, reduce the economic losses.
  • Transfer of passive immunity and serum proteinogram in the first six months of life of Criollo Lageano and black and white holstein calves Livestock Diseases

    Teixeira, William Timboni; Fonteque, Graziela Vieira; Ramos, Alexandre Floriani; Mariante, Arthur da Silva; Egito, Andrea Alves do; Martins, Vera Maria Villamil; Saito, Mere Erika; Fonteque, Joandes Henrique

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo do presente trabalho foi verificar e comparar a transferência de imunidade passiva e o proteinograma em bezerros da raça Crioula Lageana (CL) e Holandesa Preta e Branca (HPB). Foram utilizados dois grupos sendo 13 bezerros da raça Crioula Lageana e 10 da raça HPB. Amostras de sangue foram colhidas para a mensuração da proteína sérica total, eletroforese das proteínas séricas, atividade da gama-glutamiltransferase e concentração de IgG pelo método de turvação pelo sulfato de zinco nos períodos entre 24 e 36 horas de vida, 15, 30, 60, 90, 120, 150 e 180 dias. A análise estatística foi realizada pelo teste de ANOVA e Tukey ao nível de 5% de significância, e correlações entre as variáveis. As variações das proteínas séricas obedeceram a um padrão de comportamento fisiológico ao longo dos seis primeiros meses de vida e a produção ativa de imunoglobulinas foi mais precoce nos bezerros da raça Holandesa e mais lenta nos da raça Crioula Lageana, sem provocar qualquer impacto sobre a saúde dos mesmos. A gamaglobulina no primeiro dia de vida (24-36h) correlacionou-se com a IgG (r=0,87 CL e r=0,89 HPB), PTS (r=0,91 CL e r=0,92 HPB), Glob (r=0,99 CL e r=0,98) e GGT (r=0,14 CL e r=0,83 HPB). Conclui-se que não houve falha na transferência de imunidade passiva nos bezerros da raça Crioula Lageana e falha na raça Holandesa Preta e Branca. Os valores de IgG estimados pelo método da turvação pelo sulfato de zinco e das proteínas séricas foram bons indicadores da transferência de imunidade passiva nos bezerros entre 24 e 36 horas de vida.

    Abstract in English:

    The objective of this study was to evaluate and compare the transfer of passive immunity and the proteinogram in Criollo Lageano (CL) and Black and White Holstein (BWH) calves. Two groups were utilized with 13 Criollo Lageano and 10 BWH calves. Blood samples were collected for the measurement of total serum protein, electrophoresis of serum proteins, activity of the gamma glutamyl transferase, and concentration of IgG by the method of the zinc sulfate turbidity in periods between 24 and 36 hours of life, 15, 30, 60, 90, 120, 150 and 180 days. Statistical analysis was performed by ANOVA and Tukey test at 5% significance level, and correlations between variables were calculated. Variations of serum proteins followed a pattern of physiological behavior over the first six months of life and production of immunoglobulins was active earlier in BWH calves and slower in the Criollo Lageano, without causing any impact on their health. Gamma globulin in the first days of life (24-36h) was correlated with IgG (r=0.87 for CL and r=0.89 for BWH), PTS (r=0.91 for CL and r=0.92 for BWH), Glob (r=0.99 for CL and r=0.98 for BWH) and GGT (r=0.14 for CL and r=0.83 for BWH). It was concluded that there was no failure in the transfer of passive immunity in Criollo Lageano calves but this failure occurred in the BWH calves. IgG values estimated by the zinc sulfate turbidity and serum proteins were considered good indicators of the transfer of passive immunity in calves between 24 and 36 hours of life.
  • Use of Prosopis juliflora pods as food for sheep and goats Animais De Produção

    Riet-Correa, Franklin; Andrade, Fagney R.M. de; Carvalho, Fabrício K.L.; Tabosa, Ivon M.; Galiza, Glauco J.; Bernardino, José N.; Simões, Sara V.D.; Medeiros, Rosane M.T.

    Abstract in Portuguese:

    Sinais nervosos associados à ingestão de vagens de Prosopis julilora tem sido descritos em aprinos adultos pastejando continuamente em áreas invadidas por esta planta. A doença não tem sido constatada em ovinos, mas nesta espécie o pastejo em áreas invadidas por P. julilora tem sido associado à ocorrência de malformações. O presente trabalho objetivou estudar a toxicidade sobre o sistema nervoso e o efeito teratogênico de vagens de P. julilora (algaroba) em ovinos e avaliar a sua toxicidade em caprinos. Para isso foram realizados três experimentos. No Experimento 1, grupos de quatro ovinos receberam vagens na concentração de 0, 60% e 90% da alimentação durante um ano. No Experimento 2, sete ovelhas ingeriram vagens, em quantidades equivalente a 2,1% do peso corporal (pc) durante toda a gestação. No Experimento 3, três caprinos receberam vagens em quantidade equivalente a 1,5% do pc por periodos de 264, 474 e 506 dias. Nenhum animal experimental apresentou sinais nervosos e no Experimento 2 todas as ovelhas pariram cordeiros normais. Esses resultados sugerem que as vagens de algaroba podem ser utilizadas sem restrição na alimentação de ovinos. Em um trabalho anterior as vagens de algaroba, nas concentrações de 60% e 90% da alimentação, causaram intoxicação em caprinos apos 210 dias de ingestão o que sugere que ocorrem variações na toxicidade das vagens. Recomenda-se que caprinos não permaneçam em áreas invadidas por algaroba por mais de um periodo de frutificação da planta.

    Abstract in English:

    In Brazil, nervous signs caused by the ingestion of Prosopis juliflora pods have been reported in goats grazing in areas invaded by this plant. The disease has not been reported in sheep, but in this species, grazing in areas invaded by P. juliflora has been associated with the occurrence of malformations in lambs. The objective of this research was to study the toxicity for the central nervous system and the teratogenicity of P. juliflora pods in sheep, and to determine their toxicity to goats. Three experiments were performed. In Experiment 1, groups of four sheep were fed with ration containing 0, 60% or 90% of pods. In Experiment 2, seven sheep were fed with pods in amount equivalent to 2.1% body weight (bw) during the whole gestation. In Experiment 3, three goats were fed with pods in amounts equivalent to 1.5% of their bw during 264, 474, and 506 days. None of the experimental animals showed nervous signs and the seven pregnant sheep delivered normal lambs. These results suggest that P. juliflora pods can be used without restrictions in the food of sheep. Because in a previous paper P. juliflora pods, in the concentratiosn of 60% and 90% of the food, caused nervous signs in goats after 210 days of ingestion, it is suggested that there are variation in the toxicity of the pods. It is recommended that goats may be kept in areas invaded by P. juliflora for no more than one fructification period.
  • Use of third eyelid and rectal mucosa biopsies for diagnosis of sheep scrapie on a farm in southern Brazil Animais De Produção

    Leal, Juliano S.; Correa, Gabriel L.F.; Dalto, André G.C.; Boos, Gisele S.; Oliveira, Eduardo C.; Bandarra, Paulo M.; Lopes, Rui F.F.; Driemeier, David

    Abstract in Portuguese:

    Scrapie é uma encefalopatia espongiforme transmissível (EET) que causa lesões cerebrais degenerativas em ovinos e caprinos. Caracteriza-se pelo acúmulo, no tecido encefálico e linforreticular, da forma anormal da proteína priônica (PrP Sc) que provoca a morte maciça de neurônios e células gliais, além de vacuolização intensa no tecido afetado. Esse trabalho descreve a utilização da técnica de imuno-histoquímica (IHQ) para proteína priônica em tecido linforreticular de biópsias de terceira pálpebra e mucosa retal, como método diagnóstico de scrapie em ovinos. Realizaram-se exames de IHQ para scrapie em amostras de uma propriedade de origem de um ovino com diagnóstico dessa enfermidade. Utilizaram-se anticorpos monoclonais antipríon para diagnóstico ante mortem pela técnica de IHQ. Nas 318 amostras de biópsias analisadas, encontrou-se 19 resultados positivos para PrP Sc nos folículos de terceira pálpebra e não foi obtida marcação no tecido linfático de mucosa retal em nenhuma das amostras coletadas. Realizaram-se 18 necropsias dos animais positivos anteriormente por biópsia e 21 necropsias de ovinos parentes dos positivos de scrapie. Confirmou-se o resultado de scrapie pela IHQ após a necropsia dos animais positivos nas biópsias de terceira pálpebra. Nesses animais, os órgãos com maior número de cortes positivos foram a terceira pálpebra (18/18) e a tonsila (8/18). Nos ovinos com parentesco com os positivos, nenhum resultado de scrapie ocorreu. A utilização de tecidos linfoides no diagnóstico de scrapie por IHQ através de biópsias mostrou-se um método viável e eficaz para o diagnóstico pré-clínico.

    Abstract in English:

    Scrapie, a form of transmissible spongiform encephalopathy (TSEs) is a fatal neurodegenerative disorder that affects sheep and goats. The disease is characterized by an accumulation of the abnormal prionic protein (PrP Sc) in the encephalic and lymphoreticular tissues. This paper describes the use of anti-prionic protein immunohistochemical (IHC) procedure as a method of pre-clinical diagnosis of scrapie.The test was carried out in biopsied lymphoreticular tissues from third eyelid and rectal mucosa. Anti-prion protein monoclonal antibodies F89/160.1.5 and F99/97.6.1 were used. Scrapie diagnosis in lymphoreticular tissues through IHC was achieved when the samples had a minimum of three lymphoid follicles in well delimited germinal centre. Positive immunostaining was identified in 19 out of 318 samples of the third eyelid. Material sampled at post-mortem examination in 18 of these scrapie-positive sheep, which were previously verified by biopsy, and in 21 of its relatives, was confirmed with IHC tests. Positive immunostaining from rectal mucosa tissue was not observed. Third eyelid and tonsil were the organs with the larger amount of positive immunostaining (18/18 and 8/18 respectively) at post-mortem examination. None positive result was obtained along the 21 animals related to the positive ones, and none of the positive cases showed IHC labeling in the brain. The use of lymphoid tissues for scrapie diagnosis by IHC through biopsies showed to be a viable and efficient method for pre-clinical diagnostic.
  • Epidemiological situation of Toxoplasma gondii infection in equids from Brejo Paraibano microregion, Brazil Animais De Produção

    Oliveira Filho, Ruy B.; Malta, Karla C.; Oliveira, Júnior M.B.; Albuquerque, Pedro P.F.; Mota, Rinaldo A.; Santana, Vania L. Assis; Alves, Leucio C.; Pinheiro Júnior, José W.

    Abstract in Portuguese:

    Objetivou-se com o estudo caracterizar a situação epidemiológica da infecção por Toxoplasma gondii em equídeos na microrregião do Brejo Paraibano, região Nordeste do Brasil. Anticorpos contra T. gondii foram pesquisados em 257 amostras de equídeos (204 equinos, 46 muares e sete asininos) em 26 propriedades. Para o diagnóstico sorológico utilizou-se a Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) e um ponto de corte de 1:64. O número de focos encontrado foi de 46,1%. Nas amostras analisadas, a prevalência geral foi de 7,8% (I.C. 4,8-8,8). A prevalência foi de 8,3% (I.C. 4,9-13,0) para os equinos, 2,2% (I.C. 0,1-11,5) para os muares e 28,6% (I.C. 3,7-71,0) entre os asininos. Na regressão logística das variáveis observou-se que a fonte de água foi um fator de risco, pois naquelas propriedades que forneciam água corrente para os animais o risco de infecção foi 4,4 vezes maior do que naquelas propriedades que forneciam água parada (OR 4,4; I.C. 1,0-19,0). Este é o primeiro relato da presença de anticorpos contra T. gondii em equídeos nessa microrregião do estado da Paraíba. Para diminuir os riscos de infecção nestas espécies, deve-se fornecer aos animais uma água de boa qualidade, bem como evitar acesso de gatos a fontes de água e instalações onde os animais são mantidos.

    Abstract in English:

    The objective of the study was to characterize the epidemiological situation of Toxoplasma gondii infection in equids from Brejo Paraibano microregion, Northeastern Brazil. Antibodies against T. gondii were investigated in samples of 257 equids (204 horses, 46 mules and seven donkeys) in 26 properties. For serological diagnosis was used the Indirect Fluorescent Antibody Test (IFAT) and a cut-off of 1:64. The number of foci was found to be 46.1%. In the samples analyzed, the overall prevalence was 7.8% (C.I. 4.8-8.8). The prevalence was 8.3% (C.I. 4.9-13.0) for horses, 2.2% (C.I. 0.1-11.5) for mules and 28.6% (C.I. 3.771.0) among donkeys. Logistic regression of the variables showed that the water source was a risk factor, because in those properties that supplied running water to the animals the risk of infection was 4.4 times higher than in those properties which provided standing water (OR 4.4; C.I. 1.0-19.0). This is the first report of the presence of antibodies against T. gondii in equids in this micro-region of Paraiba State. To reduce the risk of infection in these species, good quality water should be given to the animals, as well as access of cats to water sources and facilities where animals are kept must be avoided.
  • Corrective shoeing in horses: analysis of the adaptation period to the new condition imposed Livestock Diseases

    Albernaz, Raquel M.; Basile, Roberta C.; Dias, Deborah P.M.; Gomide, Lina M.W.; Milaré, Anelise S.; Bernardi, Nara S.; Queiroz Neto, Antonio; Lacerda Neto, José C.

    Abstract in Portuguese:

    O ferrageamento corretivo é um método comumente ma Dvideow. O nível de significância adotado foi de 5%. No utilizado para alterar o padrão do andamento dos animais, presente estudo, não houve diferença significativa entre os assim como na terapêutica de diversas afecções do siste-dias avaliados, a elevação em seis graus da pinça ou talões ma locomotor dos equinos. No entanto, não existem, até não gerou desconforto durante a passada, portanto, os ani o momento, estudos científicos que revelem o período de mais podem retornar às atividades regulares de exercício e adaptação do andamento dos animais a este tipo de in-treinamento imediatamente após o ferrageamento. tervenção.O objetivo deste estudo foi avaliar o período de adaptação à ferraduras com elevação em seis graus da pinça ou talões em equinos caminhando em esteira rolante. O período de adaptação à ferradura foi avaliado nos tempos 0, 48 e 96 horas após cada tipo de ferrageamento proposto. Os animais foram gravados caminhando em esteira rolante. O comprimento da passada e a análise qualitativa do andamento foram realizados com o auxílio do programa Dvideow. O nível de significância adotado foi de 5%. No presente estudo, não houve diferença significativa entre os dias avaliados, a elevação em seis graus da pinça ou talões não gerou desconforto durante a passada, portanto, os animais podem retornar às atividades regulares de exercício e treinamento imediatamente após o ferrageamento.

    Abstract in English:

    Corrective shoeing is a method commonly used to alter the locomotion pattern in animals or as therapy for various disorders of the locomotive system of horses. However, to date, there have been no scientific studies discussing the period during which animals adapt to this type of intervention. The goal of this study was to evaluate the horseshoe adaptation period with the toe or heel elevated by six degrees at 0, 48, and 96 hours after each type of shoeing. For this analysis, the horses were recorded while walking on a treadmill. Stride length and gait qualitative analyzes were performed using Dvideow software. The level of significance adopted was 5%. In the present study, there was no significant difference between the evaluation times; elevating the toe or heel by six degrees do not generates discomfort during locomotion, therefore, horses are able to return to a regular exercise or training routine immediately after shoeing.
  • Decreased expression of cardiac troponin C is associated with cardiac lesions in Amorimia exotropica poisoned cattle Livestock Diseases

    Pavarini, Saulo Petinatti; Bandinelli, Marcele Bettim; Juffo, Gregory Duarte; Souza, Suyene Oltramari de; Driemeier, David; Cruz, Cláudio Estêvão Farias da

    Abstract in Portuguese:

    No Brasil, plantas cujo consumo determina morte súbita de bovinos estão entre as principais causas de perdas na pecuária. Esse trabalho identifica lesões cardíacas através de imuno-histoquímica antitroponina cardíaca C (TncC), desenvolvida em tecidos de bovinos intoxicados após consumo de Amorimia exotropica, no sul do Brasil. Fragmentos cardíacos de nove bovinos intoxicados, naturalmente, por Amorimia exotropica foram examinados por imuno-histoquímica anti-TncC, como anticorpo primário. Nos corações de todos os bovinos intoxicados pela planta, havia pronunciada diminuição dos níveis de expressão de TncC no citoplasma de grupos de cardiomiócitos. Diminuição significativa na imunorreatividade anti-TncC ocorreu, particularmente, em cardiomiócitos degenerados ou necróticos. Grupos ocasionais de células mostraram completa perda de imunomarcação. Em cardiomiócitos remanescentes e intactos de bovinos intoxicados e em cardiomiócitos de seis bovinos que morreram por outras causas, observou-se intensa coloração citoplasmática.

    Abstract in English:

    The plants which cause sudden death of cattle in Brazil occupy a leading position for losses in the cattle industry. Amorimia exotropica is one of the plants pertaining to this group. Diagnostic findings in these cases may be inconclusive; further knowledge is necessary. This paper identifies cardiac lesions through anti-cardiac troponin C (cTnC) immunehistochemistry performed in tissues from cattle poisoned after consumption of A.exotropica in southern Brazil. Heart fragments from nine A. exotropica-poisoned cattle were studied immunohistochemically using anti-human cTnC as the primary antibody. In the hearts from all of the poisoned cattle, there was a sharp decrease in the cTnC expression level in the cytoplasm of groups of cardiomyocytes. A significant decrease in anti-cTnC immunoreactivity occurred particularly in degenerated or necrotic cardiomyocytes. Occasional groups of cells showed complete loss of immunolabeling. In the remaining intact cardiomyocytes from poisoned cattle and in cardiomyocytes from six cattle that died from other causes there was intense cytoplasmic staining.
  • Seroprevalence and risk factors associated with infection by Neospora caninum of dairy cattle in the state of Alagoas, Brazil Livestock Diseases

    Sousa, Maria E.; Wagnner, J.N. Porto; Albuquerque, Pedro P.F.; Souza Neto, Orestes L.; Faria, Eduardo B.; Pinheiro Júnior, José W.; Mota, Rinaldo A.

    Abstract in Portuguese:

    Objetivou-se com este estudo investigar pos anti-N. caninum através do teste de Reação de Imunoflua prevalência de anticorpos anti-Neospora caninum em bovi-orescência Indireta (RIFI). Do total das amostras analisadas, nos procedentes de propriedades leiteiras da microrregião 77/1004 (7,67%) foram positivas e 927/1004 (92,33%) fo-Batalha, Estado de Alagoas, Brasil, além de identificar os fato-ram negativas. A regressão logística identificou que animais res de risco associados à infecção. Foram coletadas amostras de sangue de 1004 bovinos procedentes de 17 propriedades para investigação sorológica quanto à presença de anticorpos anti-N. caninum através do teste de Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI). Do total das amostras analisadas, 77/1004 (7,67%) foram positivas e 927/1004 (92,33%) foram negativas. A regressão logística identificou que animais de propriedades sem criação consorciada têm risco 6,33 (p<0,001; I.C. 2,89-13,10) vezes maior de infecção do que animais de propriedades onde ocorre esse tipo de criação. Animais de propriedades onde os fetos abortados não são adequadamente enterrados têm risco 3,04 (p<0,001; I.C. 1,64- 5,63) vezes maior de infecção do que animais de propriedades onde é feito o destino adequado dos mesmos. A infecção por N. caninum ocorre em bovinos na região estudada. Os fatores identificados neste estudo podem servir como indicadores de risco para que sejam implantadas medidas de controle para evitar a infecção por N. caninum nos rebanhos dessa região.

    Abstract in English:

    The objective of this study was to investigate the prevalence of anti-Neospora caninum antibodies in cattle from milk producing farms of the microregion of Batalha, state of Alagoas, Brazil, as well as to identify the risk factors associated with the infection. Blood samples were collected from 1,004 cattle of 17 farms for the serological investigation regarding the presence of anti-N. caninum antibodies by the Indirect Immunofluorescence Reaction Technique (IMRT). From the total amount of samples analyzed, 77/1,004 (7.67%) were positive and 927/1,004 (92.33%) were negative. The logistical regression identified that cattle from farms without consortium breeding have an infection risk 6.33 (p<0.001; C.I. 2.89-13.10) times higher than cattle from farms with that type of breeding. Cattle from farms where the aborted fetuses are not adequately buried have an infection risk 3.04 (p<0.001; C.I. 1.64-5.63) times higher than cattle from farms with adequate destination of these fetuses. Infection by N. caninum occurs in cattle of the investigated region. The factors identified in our study can be used as risk indicators, so that control measures could be implemented to avoid infection by N. caninum in the herds of this region.
  • Use of Prosopis juliflora pods as food for cattle and horses Animais De Produção

    Medeiros, Marcia A.; Riet-Correa, Franklin; Pessoa, André F.A.; Pessoa, Clarice R.M.; Batista, Jouberdan A.; Dantas, Antônio F.M.; Miranda Neto, Eldinê G.; Medeiros, Rosane M.T.

    Abstract in Portuguese:

    As vagens de Prosopis juliflora (algaroba) causam sinais nervosos em bovinos, devidos a lesões no núcleo motor do trigêmeo, e cólicas em cavalos devidos à formação de fitobezoários no intestino. O presente trabalho objetivou estudar a toxicidade das vagens de P. juliflora para equinos e comprovar que a utilização 30% de vagens adicionadas na ração de bovinos não causa intoxicação. Para isso foram realizados três experimentos. No Experimento 1, dois bovinos ingeriram, durante um ano, vagens de algaroba, em quantidade equivalente a 30% do total da matéria seca ingerida. Nenhum animal experimental apresentou sinais nervosos. No Experimento 2, dois cavalos receberam vagens em quantidade equivalente a 1% do peso corporal (pc) durante quatro meses e em quantidade equivalente a 1,5% do pc durante outros três meses. No experimento 3, dois equinos receberam vagens ad libitum, durante um mês. Em nenhum dos equinos foram observados sinais nervosos nem cólicas devidas à formação de fitobezoários. Esses resultados sugerem que as vagens de algoraba, apesar de sua toxicidade, podem ser utilizadas na alimentação de bovinos em confinamento ou semi-confinamento, nas concentrações de 30% da alimentação por períodos de até um ano. Não há restrições para a administração de vagens de algaroba em equinos confinados; no entanto, permanecem as restrições para o pastejo de equídeos em áreas invadidas por algaroba. Sugere-se que as vagens perdem a sua capacidade de formar fitobezoários em consequência do armazenamento. Bovinos não devem permanecer em áreas invadidas por P. juliflora, quando a planta está frutificando, por mais de 30 dias.

    Abstract in English:

    The ingestion of pods of Prosopis juliflora causes nervous signs in cattle due to lesions in the trigeminal nuclei, and colics in horses due to the formation of phytobezoars in the gut. The objective of this research was to study the toxicity for of P. juliflora pods in horses, and to establish if 30% of pods in the feed are not toxic for cattle. Three experiments were performed. In Experiment 1, two steers were fed, during one year, with food containing 30% of P. juliflora pods. None of the experimental animals showed nervous signs. In Experiment 2, two horses received pods of P. juliflora in amount equivalent to 1% of their bw during four months. For other 3 months this amount was increased to 1.5% bw. In Experiment 3, two horses received P. juliflora pods ad libitum during 30 days. None of the horses showed nervous signs or colic due to the presence of phytobezoars in the gut. These results suggest that P. juliflora pods, despite their toxicity, can be used to feed cattle at concentrations of 30% of the food during one year. There are no restrictions for the use of P. juliflora pods in horses in confined or semi-confined systems, but it is not recommended to maintain equidae grazing in areas where P. juliflora is fructificating. It is suggested that there is a loss in the capacity of the pods to form phytobezoars after harvesting. Cattle may be kept in areas invaded by P. juliflora, during fructification, for no more than 30 days.
  • Sheep production as a Senecio spp. control tool Livestock Diseases

    Bandarra, Paulo Mota; Oliveira, Luiz Gustavo de; Dalto, André Cabrera; Boabaid, Fabiana Marques; Juffo, Gregory; Riet-Correa, Franklin; Driemeier, David; Cruz, Cláudio Estêvão Farias da

    Abstract in Portuguese:

    As intoxicações por Senecio spp. estão entre as principais causas de morte de bovinos no sul do Brasil; portanto, o controle dessas plantas é prioridade para a pecuária local. Depois de uma roçada, o pastejo por 16 ovinos controlou, eficientemente, populações de Senecio brasiliensis e Senecio madagascariensis em uma área de 5,5 hectares, a qual havia se mantido, por oito anos consecutivos, severamente, infestada por essas espécies. Um total de 28.629 plantas, entre S. brasiliensis (10.122) e S.madagascariensis (18.507) foi, virtualmente, eliminado em um período de dois anos. O número de ovelhas foi mantido em três unidades /hectare, mas variáveis lotações de bovinos foram associadas com a disponibilidade de forragem. As principais práticas de manejo sanitário aplicadas aos ovinos foram administrações de anti-helmínticos. Biópsias hepáticas, colhidas antes e após o período de estudo, não revelaram qualquer alteração associável com seneciose. Os níveis de desempenho dos ovinos foram comparáveis aos observados em rebanhos manejados em sistemas extensivos tradicionais no sul do Brasil.

    Abstract in English:

    Since poisoning by Senecio spp. is one of the main causes of cattle death in southern Brazil, control of these plants is a priority for the local livestock production. After the pasture has been mowed, grazing by 16 sheep was efficient for controlling Senecio brasiliensis and Senecio madagascariensis populations in a 5.5-hectare area that had long been severely infested with these species. A total of 28,629 plants among S. brasiliensis (flower-of-souls, 10,122) and S.madagascariensis (fireweed, 18,507) were almost completely eliminated in a two-year period. The number of sheep was kept at 3.0 stock units/ha, but a variable number of cattle were temporarily stocked according to pasture availability. The major sanitary practice applied to the sheep was anthelmintic administration. Liver biopsies taken from sheep and cattle before and after experimental period didn't reveal any change associable with seneciosis. The performance levels of the sheep were comparable to those observed in flocks managed under traditional extensive grazing systems in southern Brazil.
  • Experimental poisoning by Metternichia princeps (Solanaceae) in sheep and cattle Animais De Produção

    Caldas, Saulo A.; Brito, Marilene de Farias; Prado, Juliana da Silva; Yamasaki, Elise Miyuki; Veronezi, Luciane; Jönck, Fernanda; Maia, Diogo dos Santos; Tokarnia, Carlos Hubinger

    Abstract in Portuguese:

    Metternichia princeps foi responsabilizada pelas mortes que ocorreram em caprinos em uma criação de cabras no município de Itaguaí, estado do Rio de Janeiro; comprovou-se sua toxidez em caprinos e em coelhos. No presente estudo os ovinos e bovinos também foram sensíveis à intoxicação pelas folhas de M. princeps. A menor dose que causou a morte dos ovinos foi 10g/kg e dos bovinos foi 20g/kg. A sintomatologia nas duas espécies foi pouco específica; a evolução da intoxicação experimental nos ovinos variou de 6h4min a 99h e nos bovinos foi de 4h46min a 75h30min. Nos achados de necropsia destacaram-se derrames cavitários e edemas, especialmente no tecido perirrenal (presente em 4 de 6 dos ovinos e em 2 de 3 bovinos). Muito características foram as alterações renais, sob forma de necrose coagulativa dos túbulos uriníferos no córtex renal (encontrada em 8 dos 9 bovinos, exceto em um, no qual a evolução da intoxicação foi muito breve, e em todos os 6 ovinos). Em 5 dos 6 ovinos foi constatada, adicionalmente, lesão hepática sob forma de uma tumefação difusa de todos os hepatócitos, alteração que não foi verificada nos bovinos.

    Abstract in English:

    Metternichia princeps, had been shown responsible for deaths of goats on a farm in Itaguaí county, state of Rio de Janeiro. Its toxicity was proved by experiments in goats and rabbits. In the present study sheep and cattle were shown also to be sensitive to poisoning by the leaves of M. princeps. The lowest lethal dose was 10g/kg for sheep, and 20g/kg for cattle. The clinical signs of the poisoning were little specific. The course of the experimental poisoning varied from 6h4min to 99h in sheep, and from 4h46min to 75h30min in cattle. The most important findings at postmortem examination in the experimental animals were excessive cavitary fluid accumulation and edemas, especially of the perirenal tissue (present in 4 of 6 sheep, and in 2 of 3 cattle). The most important microscopic lesion was coagulative necrosis of the uriniferous tubules in the renal cortex (found in 8 of 9 cattle, except in one in which the course of poisoning was very short, but in all 6 sheep). In 5 of 6 sheep a diffuse swelling of the hepatocytes was found, a change not seen in cattle.
  • L-levothyroxine therapeutic dosage evaluation in dogs with primary hypothyroidism Pequenos Animais

    De Marco, Viviani; Silva, Roberta M.T.; Karamm, Mariana A.; Florio, Jorge C.; Lorigrados, Carla A.B.

    Abstract in Portuguese:

    O hipotireoidismo primário adquirido é uma endocrinopatia frequentemente diagnosticada na espécie canina. A terapia consiste na suplementação oral com levotiroxina sódica (L-tiroxina), no entanto vários protocolos terapêuticos têm sido propostos pela literatura, com doses variando 11 a 44µg/kg uma a duas vezes ao dia, visto à grande variabilidade de absorção e meia-vida plasmática do fármaco. Foram estudados 30 cães com hipotiroidismo primário adquirido (13 machos e 17 fêmeas, idade média de 7,9±1,9 anos e peso médio de 19,1±12,6 kg) atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Guarulhos (UnG) e no Serviço de Endocrinologia de duas clínicas particulares da cidade de São Paulo (2009-2011), com o objetivo de avaliar a posologia e a frequência de administração da L-tiroxina, mais frequentemente utilizada, capaz de garantir um controle terapêutico satisfatório, avaliado através dos sinais clínicos e do teste pós-tiroxina, além de correlacionar a dose de tiroxina empregada com o peso dos animais. A dose média de tiroxina utilizada em nossa casuística foi de 16,9±3,1µg/kg, sendo a frequência de administração a cada 12 horas em 50% dos casos. Para se investigar uma possível correlação entre o peso e a dosagem de tiroxina utilizada, uma vez que cães de pequeno porte apresentam maior taxa metabólica que cães de grande porte, os animais foram agrupados em grupo A, cães com peso <10 Kg (n=12/30; 7,7±2,1 kg) e grupo B, cães com peso >10 kg (n=18/30, 26,8±10,7 kg). A dose média de tiroxina empregada nos grupos A e B não apresentaram diferença estatística e foram, respectivamente, 16±3µg/kg e 17±3µg/kg. A frequência de administração foi 50% a cada 24 horas e 50% a cada 12 horas para ambos os grupos. Dessa forma, a dose de tiroxina não parece se correlacionar com o peso do animal, sendo imprevisível quem deverá receber dose e frequência máxima da medicação. O protocolo deve ser individualizado e o paciente devidamente monitorado.

    Abstract in English:

    The acquired primary hypothyroidism is a frequently diagnosed endocrinopathy in dogs. The therapy constitutes in oral supplementation with sodium levothyroxine (L-thyroxine), however various therapeutic protocols have been proposed in the literature, with doses ranging from11 to 44mg/kg once or twice a day, since L-thyroxine has a great variability of absorption and plasma half life. We studied 30 dogs with primary hypothyroidism (13 males and 17 females, mean age 7.9±1.9 years and mean weight of 19.1±12.6 kg), in order to evaluate the dose and frequency of administration of L-thyroxine used more often able to secure a satisfactory therapeutic control as measured by clinical signs and test post-pill, and to correlate the amount of thyroxine employed with the animals' weight. The mean dose of thyroxine used in our study was 16.9±3.1mg/kg, and the frequency of administration every 12 hours in 50% of cases. To investigate a possible correlation between weight and dose of thyroxine used, since small dogs have a higher metabolic rate than large dogs, the animals were grouped in Group A, dogs weighing <10 kg (n=12/30, 7.7±2.1 kg) and group B, dogs weighing> 10 kg (n=18/30, 26.8±10.7 kg). The mean dose of thyroxine used in groups A and B did not differ significantly and were respectively 16±3mg/kg and 17±3mg/kg. The frequency of administration was 50% every 24 hours and 50% every 12 hours for both groups. Thus, the dose of thyroxine does not seem to correlate with the weight of the animal being unpredictable who should receive the highest dose and frequency of the medication. The protocol should be individualized and the patient adequately monitored.
  • Tumors in dogs and cats diagnosed in semiarid of Paraíba, Brazil Pequenos Animais

    Andrade, Rachel L.F.S.; Oliveira, Diego M.; Dantas, Antônio Flávio M.; Souza, Almir Pereira de; Nóbrega Neto, Pedro Isidro da; Riet-Correa, Franklin

    Abstract in Portuguese:

    Objetivou-se com este estudo determinar a frequência dos tumores diagnosticados em cães e gatos no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Patos, Paraíba, Brasil, entre os anos de 2003 a 2010. Foram revisados todos os protocolos de necropsias e biópsias realizadas no Laboratório de Patologia Animal da referida instituição, e computados os dados referentes aos animais afetados. Os tumores mais frequentes em cães ocorreram na pele e anexos (46,7%), seguido da glândula mamária (24%), sistema genital (10,3%) e sistema digestório (6,5%). Os tumores malignos foram mais frequentes que os benignos (p=0,001), representando 78% e 22% respectivamente. Em gatos, as frequências de neoplasmas de pele e glândula mamária foram idênticas (39,4% cada), seguidas das do sistema digestório (8,5%) e fígado (5,7%). Os tumores malignos representaram 95,8% dos tumores diagnosticados nesta espécie. Cães sem raça definida tiveram menor frequência (16%) de tumores do que animais de diferentes raças (37,2%) (p<0,0001). A ampla variedade de neoplasmas que acomete cães e gatos dificulta ao veterinário o diagnóstico clínico e o tratamento das mesmas, sendo recomendável o diagnóstico histológico sistemático de todas as lesões suspeitas de serem neoplasias. Além disso, são necessários estudos que determinem os fatores epidemiológicos envolvidos no desenvolvimento dos tumores que acometem os cães e gatos, nas diferentes regiões, a fim de serem tomadas medidas para diminuir sua ocorrência e letalidade.

    Abstract in English:

    This paper reports the frequency of tumors diagnosed in dogs and cats at the Veterinary Hospital of the Federal University of Campina Grande in Patos, northeastern Brazil, between 2003 and 2010. All necropsy and biopsy protocols from the Pathology Laboratory were revised and data related to the tumors were analyzed. In dogs, tumors of the skin and anexa were the most frequently diagnosed (46.7%), followed by tumors of the mammary gland (24%), genital system (10,3%), and alimentary system (6.5%). Malignant tumors (78%) were more frequent than bening tumors (22%) (p=0.001). In cats the frequency of skin and mammary gland tumors was the same (39.4%), followed by tumors of the digestive system (8.5%) and liver (5.7%). In cats, 95.8% of the tumors were malignant. Due to the diversity of the tumors observed in dogs and cats it is difficult for the practitioner to diagnose and treat tumors in these species. As a result, the systematic histologic diagnosis and the determination of the epidemiology of the tumors, in the different regions, are necessary to decrease tumor mortality.
  • Infection by Toxoplasma gondii in Neotropical non-human primates Wildlife Medicine

    Pires, Juliana S.; Ribeiro, Carlos T.; Carvalho Filho, Paulo Roberto de; Pissinatti, Alcides; Flausino, Walter; Lopes, Carlos Wilson G.

    Abstract in Portuguese:

    Toxoplasma gondii (Nicolle et Manceaux, 1909) é um protozoário parasita intracelular obrigatório de animais homeotérmicos, incluindo primatas humanos e não humanos, e que tem felídeos domésticos e silvestres como hospedeiros definitivos. Inúmeros trabalhos já identificaram lesões causadas por T. gondii em primatas neotropicais, entretanto, poucos estudos abordando a resposta sorológica destes animais ao parasito foram feitos. Com este intuito, primatas neotropicais do gênero Cebus e Callithrix apreendidos por órgãos governamentais e enviados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas)/IBAMA, no município de Seropédica/RJ, tiveram amostras de sangue coletadas e as alíquotas séricas submetidas ao teste de hemaglutinação indireta para detecção de anticorpos anti-T. gondii. Dos 21 animais do gênero Cebus avaliados, em 76,19% (16/21) das amostras foram identificados anticorpos hemaglutinantes anti-T. gondii. Os títulos hemaglutinantes variaram desde 16 até 2048. Por outro lado, dos 22 primatas do gênero Callithrix cujas amostras séricas foram testadas, apenas 4,5% (1/22) apresentaram anticorpos anti-T. gondii. Apenas o título de 32 foi identificado em um único animal. Durante a avaliação clínica e o tempo em que os animais permaneceram no CETAS, desde a chegada, em nenhum animal foram observados sinais clínicos ou sequelas condizentes com a infecção por T. gondii. O desconhecimento sobre a verdadeira procedência desses símios, bem como os aspectos sanitários relativos à alimentação deles dificulta a determinação da fonte de infecção por T. gondii.

    Abstract in English:

    Toxoplasma gondii (Nicolle et Manceaux, 1909) is an obligatory intracellular protozoan parasite of warm animals, including human and non-human primates. Domestic and wild felids are considered definitive hosts. Several authors have already identified lesions in New World primates caused by T. gondii. Nevertheless, little is known about serological studies on those animals. With this reason, New World non-human primates of the genera Cebus and Callithrix that were apprehended by governmental authorities and sent to the Wildlife Screening Center (Cetas)/IBAMA, at the municipality of Seropédica, state of Rio Janeiro, were bled and sera were submitted to the indirect hemagglutination test for detection of anti-T. gondii antibodies. From 21 sera of Cebus primates, 76.19% (16/21) had anti-T. gondii antibodies. Titles varied from 16 to 2048. In samples from 21 Callithrix, only 4.5% (1/22) had anti-T. gondii antibodies. Only one animal had a title of 32. During all the time those animals were clinical evaluated until sample was collected; none of them had any clinical sign or sequel related to infection by T. gondii. The fact that the origin of these primates is unknown and that there is no information about their feeding habits before captivity makes it difficult to determine the source of T. gondii infection.
  • Qualitative survey of parasites genera on fecal samples of alligators in a commercial closed farming system in the state of Rio de Janeiro Animais Selvagens

    Batista, André M.B.; Da Costa Pereira, Maria A.V.; Vita, Gilmar F.; Barbosa, Celso G.; Silva Antonio, Isabela M.; Barros, Suzana C.W.; Magalhães, Alex R.; Freitas, Juliana P.

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo desta pesquisa foi realizar um diagnóstico qualitativo dos gêneros de parasitos encontrados em amostras fecais ambientais de jacarés (Caiman latirostris Daudin, 1802), criados comercialmente em sistema fechado, no período de 2008 a 2009, no estado do Rio de Janeiro. Um total de 300 amostras foi coletado de 150 filhotes, 80 de animais de engorda e 70 de reprodução, e submetido a análises coproparasitológicas, de flutuação (método de Willis-Mollay) e sedimentação simples (método de Lutz), de acordo com Hoffmann (1987). As amostras foram visualizadas à luz da microscopia óptica. Os resultados obtidos evidenciaram a presença de oocistos de Eimeria e Isospora, cistos de Balantidium e ovos de Acanthostomum e Dujardinascaris.

    Abstract in English:

    The objective of this paper was to diagnose qualitatively parasite genera found in environmental fecal samples of alligators (Caiman latirostris Daudin, 1802) commercially bred from 2008 to 2009 in a closed farming system in the state of Rio de Janeiro. A total of 300 samples were collected from 150 young, 80 fattening and 70 breeding processed by two different methods, the flotation (method of Willis-Mollay) and simple sedimentation (method of Lutz), according to Hoffmann (1987). The samples were then examined by optical microscopy. The results revealed presence of Eimeria and Isospora oocysts, Balantidium cysts, and Acanthostomum and Dujardinascaris eggs.
  • Sequencing and expression analysis of hepcidin mRNA in donkey (Equus asinus) liver Animal Morphophysiology

    Oliveira-Filho, José P.; Marques, Jessica A.; Cunha, Paulo Henrique J.; Medeiros, Gildenor X.; Riet-Correa, Franklin; Machado, Vânia Maria V.; Borges, Alexandre S.

    Abstract in Portuguese:

    A hipoferremia observada durante os processos inflamatórios sistêmicos é mediada pela hepcidina, um peptídeo que é sintetizado predominantemente no fígado de mamíferos. A hepcidina desempenha um papel chave no metabolismo do ferro e no sistema imune. O aumento da expressão da hepcidina é particularmente útil durante a inflamação aguda, pois restringe a disponibilidade de ferro, necessária para o crescimento de microorganismos patogênicos. Neste estudo, o RNA mensageiro da hepcidina asinina foi caracterizado e sua expressão foi determinada em fígado de jumentos (Equus asinus). A sequência da hepcidina asinina tem uma janela de leitura de 261 nucleotídeos e a proteína correspondente é formada por 86 aminoácidos. A sequência de aminoácidos da hepcidina asinina foi mais homóloga à sequência da hepcidina equina (98%). A hepcidina madura (25 aminoácidos) foi 100% idêntica à hepcidina madura equina e possuía as oito cisteínas conservadas nas demais sequências de hepcidinas analisadas. O perfil de expressão da hepcidina no fígado de jumentos saudáveis foi alto e similar ao perfil de expressão do gene de referência. A sequência da hepcidina asinina foi depositada no GenBankTM (HQ902884) e será útil para o desenvolvimento de estudos adicionais sobre o metabolismo de ferro e inflamação nesta espécie.

    Abstract in English:

    The hypoferremia that is observed during systemic inflammatory processes is mediated by hepcidin, which is a peptide that is mainly synthesized in the livers of several mammalian species. Hepcidin plays a key role in iron metabolism and in the innate immune system. It's up-regulation is particularly useful during acute inflammation, and it restricts the iron availability that is necessary for the growth of pathogenic microorganisms. In this study, the hepcidin mRNA of Equus asinus has been characterized, and the expression of donkey hepcidin in the liver has been determined. The donkey hepcidin sequence has an open reading frame (ORF) of 261 nucleotides, and the deduced corresponding protein sequence has 86 amino acids. The amino acid sequence of donkey hepcidin was most homologous to Equus caballus (98%). The mature donkey hepcidin sequence (25 amino acids) was 100% homologous to the equine mature hepcidin and has eight conserved cysteine residues that are found in all of the investigated hepcidin sequences. The expression profile of donkey hepcidin in the liver was high and was similar to the reference gene expression. The donkey hepcidin sequence was deposited in GenBankTM (HQ902884) and may be useful for additional studies on iron metabolism and the inflammatory process in this species.
  • Potential involvement of adinopectin and its receptors in the modulation of steroidogenesis in corpus luteum of bitches during diestrus Morfofisiologia

    Fonseca, Vanessa U.; Papa, Paula C.; Campos, Danila B.

    Abstract in Portuguese:

    No ciclo estral de cadelas a fase luteínica, denominada diestro, compreende um período que varia de 60 a 100 dias em animais não-prenhes, caracterizado pela elevação plasmática de progesterona nos primeiros 20 dias pós ovulação (p.o). A adiponectina é a mais abundante proteína secretada pelo tecido adiposo, porém sua concentração plasmática diminui significativamente em alterações metabólicas como resistência insulínica e Diabetes mellitus tipo2, alterações descritas como relacionadas em algumas cadelas com o período de diestro. O objetivo do estudo foi determinar a expressão e imunolocalização do sistema adiponectina (adiponectina e seus receptores, adipoR1 e adipoR2) no corpo lúteo de cadelas ao longo do diestro, correlacionando-o ao perfil hormonal de 17β-estradiol e progesterona, assim como à expressão de um dos genes alvo do sistema, o PPAR-γ. Para realização do estudo foram coletados corpos lúteos de 28 cadelas durante ovariosalpingohisterectomia de eleição nos dias 10, 20, 30, 40, 50, 60 e 70 pós ovulação (o dia zero da ovulação foi considerado aquele no qual a concentração plasmática de progesterona atingiu 5ng/mL). Os corpos lúteos foram avaliados por imunohistoquímica para adiponectina e seus receptores e a expressão do RNAm do PPAR-γ por PCR em tempo real. A análise estatística da avaliação gênica foi realizada com o teste ANOVA, seguido por comparação múltipla Newman-Keuls. O sinal da adiponectina apresentou-se mais intenso até os primeiros 20 dias p.o, momento de regência da progesterona; houve queda gradativa após este período, coincidindo com a ascensão do 17β-estradiol, cujo pico foi notado próximo do dia 40 p.o. A queda marcante da adiponectina ocorreu após 50 dias p.o. O sinal do adipoR1 mostrou-se bem evidente até os 40 dias p.o e o do adipoR2 até os 50 dias p. o, decaindo posteriormente. Foi observada maior expressão do gene PPAR-γ aos 10, 30 e 70 dias p.o. Estes resultados mostram que a expressão protéica da adiponectina e de seus receptores se altera ao longo do diestro e que estas alterações podem estar relacionados às alterações hormonais e expressão do PPAR- γ, participando do mecanismo fisiológico de desenvolvimento, manutenção, atividade e regressão luteínica em cadelas.

    Abstract in English:

    In the estrous cycle of bitches, the luteal phase or diestrus includes a period ranging from 60 to 100 days in non-pregnant animals, characterized by elevated serum progesterone during the first 20 days post-ovulation (p.o). Adiponectin is the most abundant protein secreted by adipose tissue, but plasma concentration decreases significantly in metabolic disorders like insulin resistance and diabetes mellitus type 2, described as related changes in some bitches in diestrus. The aim of this study was to determine the expression and immunolocalization of the adiponectin system (adiponectin, and adipoR1 adipoR2) in the corpus luteum during diestrus, and correlate it to hormonal profile of 17β-estradiol and progesterone, as well as the expression of a gene target of the system, the PPAR-γ. For the study, corpora lutea were collected from 28 dogs during ovariosalpingohysterectomy on days 10, 20, 30, 40, 50, 60 and 70 post ovulation (day zero of ovulation was considered the day when the plasma progesterone concentration reached 5ng/mL). The corpora lutea were evaluated by immunohistochemistry for adiponectin, adipoR1 and adipoR2 and mRNA expression of PPAR-γ by real-time PCR. Statistical analysis of gene expression was performed with ANOVA followed by Newman-Keuls multiple comparisons. Adiponectin positive signal was stronger during the first 20 days p.o, time of the regency of progesterone; there was a gradual adiponectin and progesterone decline after this period, coinciding with the rise of 17β-estradiol, whose peak was near the 40 days p.o. The markedly adiponectin decrease occurred after 50 days p.o. The signal of adipoR1 was markedly evident at 40 days p.o and that of adipoR2 up to 50 days p.o, declining afterwards. We observed higher expression of PPAR-γ gene at 10, 30 and 70 days p.o. These results show that adiponectin and its receptors protein expression is altered during the diestrus and that these changes may be related to hormonal changes and expression of PPAR-γ, participating in the physiological mechanism of development, maintenance, activity and luteal regression in bitches.
  • Histological and comparative analysis of lingual papillae of the deer Mazama americana and Mazama gouzoubira by light and scanning electron microscopy Morfofisiologia

    Kokubun, Hanna Sibuya; Esper, Greyson V. Zanatta; Franciolli, André L. Rezende; Silva, Fernanda Menezes de Oliveira e; Rici, Rose Eli G.; Miglino, Maria Angélica

    Abstract in Portuguese:

    O tipo de alimentação depende do ambiente em que o animal se encontra, sendo este um fator responsável pela alteração da morfologia, como a estratificação e o nível de queratinização da língua, e a funcionalidade da mesma. Dentre as estruturas morfológicas funcionais da língua, as papilas vêm merecendo destaque devido a sua estreita relação com a dieta. Foram utilizadas duas espécies de cervídeos: cinco Mazama gouazoubira e duas Mazama americana, dividindo-se a língua em três partes: ápice, corpo e raiz. Analisou comparativamente a língua de duas espécies por meio de microscopia de luz e eletrônica de varredura. As papilas filiforme, fungiforme e valada apresentaram na língua das duas espécies estudadas, e com a mesma distribuição, mudando apenas a quantidade e formato de papilas filiformes no ápice lingual e a quantidade e disposição das papilas valadas na raiz da língua, fator este que pode ser ligado à dieta dos animais. . Além disto, sua distribuição é semelhante à de outras espécies de herbívoros.

    Abstract in English:

    The type of feeding is dependent on the environment in which the animal lives, fact that's responsible for changes in morphology such as stratification, level of keratinization and functionality. Among the functional morphological structures of the tongue the papillae are worth mentioning due to their close relation to the diet. Two Cervidae species were used, five Mazama gouazoubira and two Mazama americana. Their tongues were divided into three parts, apex, body and root, and comparatively analyzed by light and scanning electron microscopy. The filiform, fungiform and vallate papillae were present in the two species' tongue and presented the same distribution, differing only in the quantity of vallate papillae on the root of the tongue, fact that might be related to the diet. Moreover, their distribution resembles that of other herbivore species.
  • Morphofunctional study in kidneys of Golden Retriever dogs affected by muscular dystrophy (GRMD) Morfofisiologia

    Abreu, Dilayla K.; Costola-de-Souza, Carolina; Alcântara, Dayane; Rodrigues, Elaine A.F.; Araújo, Karla P.C.; Maiorka, Paulo C.; Miglino, Maria A.; Ambrósio, Carlos E.

    Abstract in Portuguese:

    A Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é uma miopatia severa de caráter recessivo ligada ao cromossomo X e o modelo animal de estudo mais relevante é o Golden Retriever Muscular Dystrophy (GRMD). Além das severas alterações que ocorrem na musculatura estriada, muitos estudos mostram que outras estruturas, inclusive viscerais, podem se mostrar alteradas nesta patologia. Desta forma, este trabalho objetivou análisar e comparar possíveis alterações estruturais e funcionais do rim em cães GRMD. Neste modelo de estudo, foi possível observar a presença das faces convexa e côncava, do hilo renal e dos pólos craniais e caudais dos rins. O órgão mostrou-se envolto por uma cápsula fibrosa. Em um corte sagital do órgão, notou-se a presença das regiões cortical e medular e da pelve renal. Na análise microscópica foi possível identificar a zona medular e cortical com suas estruturas: os corpúsculos renais formados pelo glomérulo e pela cápsula de Bowman, os túbulos contorcidos proximais e distais, os ductos coletores, vasos sanguíneos e os segmentos das Alças de Henle. As dosagens séricas de creatinina e uréia encontram-se dentro dos limites de normalidade. Desta forma, de acordo com os nossos resultados, podemos concluir que os animais afetados estudados, não apresentaram alterações estruturais ou funcionais dos rins, o que nos permitir sugerir que apesar da ingestão hídrica comprometida, a estrutura renal, mantem- se preservada nos animais GRMD.

    Abstract in English:

    Duchenne muscular dystrophy (DMD) is a severe myopathy of recessive X-linked character and the most relevant animal study model is the Golden Retriever muscular dystrophy (GRMD). In addition to the severe changes occurring in the striated musculature, several studies show that other structures, including viscera, may prove to be altered in this pathology. Thus, this study aimed to analyze and compare possible structural and functional alterations of the kidney in GRMD dogs. In this study model, it was possible to observe the presence of convex and concave faces, the renal hilum, and the cranial and caudal poles of the kidneys. The organ was surrounded by a fibrous capsule. In a sagittal section of the organ, the presence of the cortical and medullary regions and the renal pelvis were noticed. On microscopic examination, it was possible to identify the medullary and cortical zones and their structures: the renal corpuscles formed by the glomerulus and Bowman's capsule, the proximal and distal convoluted tubules, the collecting ducts, the blood vessels, and the segments of the loops of Henle. The serum creatinine and urea were within normal limits. Thus, according to our results, we may conclude that the affected animals under study showed no structural or functional changes in the kidneys, something which allows us to suggest that, despite the impaired water intake, renal structure remains preserved in GRMD animals.
Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br