Accessibility / Report Error

Análise de competências organizacionais na internacionalização de empresas da cadeia coureiro-calçadista

Resumos

Este estudo analisa o processo de internacionalização de empresas de médio porte da cadeia coureirocalçadista, localizadas no Vale dos Sinos, região Sul do Brasil. São analisados os casos de duas empresas do elo componentes para calçados, indicadas por empresários da cadeia coureiro-calçadista como as mais destacadas do Vale dos Sinos em práticas de internacionalização no referido elo. O objetivo do estudo é identifi car os recursos que essas empresas mobilizam para desenvolver o processo de internacionalização. O conceito de competências organizacionais provê a base teórica para a interpretação dos dados. Os resultados mostram que a internacionalização dessas empresas apóia-se em uma combinação de recursos associados a três competências: (a) domínio da tecnologia de processo; (b) capacidade de entender os mercados e (c) a habilidade de agregar parceiros. Os casos reforçam o entendimento da internacionalização como um processo de aprendizagem que, aqui, corresponde à exposição dessas empresas a demandas de clientes internacionais desde os anos 1980, por força da dinâmica da cadeia produtiva do setor de calçados.

Internacionalização; competências organizacionais; competitividade; setor de componentes para calçados; pequenas e médias empresas


This study analyzes the internationalization process of medium sized companies of the leather-footwear supply chain, located in the Sinos Valley, in the southern region of Brazil. The two cases of footwear component companies were identified by entrepreneurs from the leather-footwear supply chain as the most outstanding from the Sinos Valley in internationalization practices. Thus, this study aims to identify which resources those companies mobilize to develop their internationalization process. The organizational competence concept provides the theoretical base for the data interpretation. The results show that the internationalization of those companies is related to a combination of resources as sociated to three competences: (a) process technology domain; (b) market understanding ability and (c) the ability of joining partners. The cases reinforce the understanding of the internationalization as a learning process that has integrated these companies to the international footwear supply chain dynamics since the eighties.

Internationalization; organizational competences; competitiveness; footwear components industry; small and medium size companies


ARTIGOS

Análise de competências organizacionais na internacionalização de empresas da cadeia coureiro-calçadista

Fábio Dal-SotoI; Ely Laureano PaivaII; Yeda Swirski de SouzaI

IUNICRUZ

IIUNISINOS

RESUMO

Este estudo analisa o processo de internacionalização de empresas de médio porte da cadeia coureirocalçadista, localizadas no Vale dos Sinos, região Sul do Brasil. São analisados os casos de duas empresas do elo componentes para calçados, indicadas por empresários da cadeia coureiro-calçadista como as mais destacadas do Vale dos Sinos em práticas de internacionalização no referido elo. O objetivo do estudo é identifi car os recursos que essas empresas mobilizam para desenvolver o processo de internacionalização. O conceito de competências organizacionais provê a base teórica para a interpretação dos dados. Os resultados mostram que a internacionalização dessas empresas apóia-se em uma combinação de recursos associados a três competências: (a) domínio da tecnologia de processo; (b) capacidade de entender os mercados e (c) a habilidade de agregar parceiros. Os casos reforçam o entendimento da internacionalização como um processo de aprendizagem que, aqui, corresponde à exposição dessas empresas a demandas de clientes internacionais desde os anos 1980, por força da dinâmica da cadeia produtiva do setor de calçados.

Palavras-chave: Internacionalização, competências organizacionais, competitividade, setor de componentes para calçados, pequenas e médias empresas

ABSTRACT

This study analyzes the internationalization process of medium sized companies of the leather-footwear supply chain, located in the Sinos Valley, in the southern region of Brazil. The two cases of footwear component companies were identified by entrepreneurs from the leather-footwear supply chain as the most outstanding from the Sinos Valley in internationalization practices. Thus, this study aims to identify which resources those companies mobilize to develop their internationalization process. The organizational competence concept provides the theoretical base for the data interpretation. The results show that the internationalization of those companies is related to a combination of resources as sociated to three competences: (a) process technology domain; (b) market understanding ability and (c) the ability of joining partners. The cases reinforce the understanding of the internationalization as a learning process that has integrated these companies to the international footwear supply chain dynamics since the eighties.

Keywords: Internationalization, organizational competences, competitiveness, footwear components industry, small and medium size companies.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Artigo recebido em 07.02.2005.

Aprovado 01.03.2007.

Fábio Dal-Soto

Professor e Coordenador do Curso de Administração de Empresas da UNICRUZ. Interesses de pesquisa nas áreas de internacionalização de empresas e estratégias organizacionais. E-mail: dalsoto.gel@terra.com.br Endereço: Rua Alfredo Brenner, 115, apto. 202, Cruz Alta – RS, 98025-550.

Ely Laureano Paiva

Professor e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Administração da UNISINOS. Interesses de pesquisa nas áreas de estratégia de operações e operações internacionais. E-mail: elpaiva@unisinos.br Endereço: Av. Unisinos, 950, São Leopoldo – RS, 93022-000.

Yeda Swirski de Souza

Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da UNISINOS. Interesses de pesquisa nas áreas de aprendizagem organizacional, relações interorganizacionais e internacionalização de MPMEs. E-mail: yedasou@unisinos.br Endereço: Av. Unisinos, 950, São Leopoldo – RS, 93022-000.

  • AMATO NETO, J. Redes de cooperação produtiva e clusters regionais: oportunidades para as pequenas e médias empresas. São Paulo: Atlas, 2000.
  • ANDERSEN, O. On the internationalization process of firms: a critical analysis. Journal of International Business Studies, v. 24, n. 2, p. 209-231, 1993.
  • BARRETTO, A. A internacionalização da firma sob o enfoque dos custos de transação. In: ROCHA, A. (Org.). A internacionalização das empresas brasi leiras: estudos de gestão internacional. Rio de Janeiro: Mauad, 2002.
  • BJÖRKMAN, I.; FORSGREN, M. Nordic international business research a review of its development. Journal of International Business Studies, n. 9, p. 7-27, 2000.
  • CARVALHO, L. C.; BRASIL, H. V. O aprendizado e as organizações. In: Fundação Dom Cabral. Internacionalização de empresas brasileiras Rio de Janeiro: Qualitymark, 1996.
  • CHILD, J.; HONG NG, S.; WONG, C. Psychic distance and internationalization: evidence from Hong Kong firms. International Studies of Management & Organizations, v. 32, n. 1, p. 36-56, 2002.
  • FENSTERSEIFER, J. E. Introdução. In: CHILD, J.; HONG NG, S.; WONG, C. (Orgs.). O complexo calçadista em perspectiva: tecnologia e competitividade. Porto Alegre: Ortiz, 1995.
  • FENSTERSEIFER, J. E.; GOMES, J. A. Estratégias de produção na indústria calçadista: análise do best-practice. In: FENSTERSEIFER, J. E. (Org.). O complexo calçadista em perspectiva: tecnologia e competitividade. Porto Alegre: Ortiz, 1995.
  • FLEURY, M. T. L.; FLEURY, A. Desenvolver competências e gerir conhecimentos em diferentes arranjos empresariais o caso da indústria brasileira de plástico. In: FLEURY, M. T. L.; OLIVEIRA JR., M. M. (Orgs.). Gestão estratégica do conhecimento: integrando aprendizagem, conhecimento e competências. São Paulo: Atlas, 2001.
  • FONSECA, R. G. Prefácio à 3o ed. In: MINERVINI, N. O exportador 3o ed. São Paulo: Makron Books, 2001.
  • GUIA ECONÔMICO DO VALE 1996. Novo Hamburgo: Grupo Editorial Sinos, ano 27.
  • GUIA ECONÔMICO DO VALE 2003/2004. Novo Hamburgo: Grupo Editorial Sinos, ano 31.
  • HEMAIS, C. A.; HILAL, A. O processo de internacionalização da firma segundo a escola nórdica. In: ROCHA, A. (Org.). A internacionalização das empresas brasileiras: estudos de gestão internacional. Rio de Janeiro: Mauad, 2002.
  • HOLM, D. B.; ERIKSSON, K.; JOHANSON, J. Business networks and cooperation in international business relationships. Journal of International Business Studies, v. 27, p. 1033-1053, 1996.
  • JOHANSON, J.; VAHLNE, J. The internationalization process of the firm a model of knowledge development and increasing foreign market commitments. Journal of International Business Studies, v. 8, n. 1, p. 23-32, 1977.
  • KNIGHT, G. A.; CAVUSGIL, S. T. Innovation, organizational capabilities, and the born-global firm. Journal of International Business Studies, v. 35, n. 2, p. 124-141, 2004.
  • LEI, D.; HITT, M. A.; BETTIS, R. Competências essenciais dinâmicas mediante a metaaprendizagem e o contexto estratégico. In: FLEURY, M. T. L.; OLIVEIRA JR., M. M. (Orgs.). Gestão estratégica do conhecimento: integrando aprendizagem, conhecimento e competências. São Paulo: Atlas, 2001.
  • LEI, L.; LI, D.; DALGIC, T. Internationalization process of small and medium-sized enterprises: toward a hybrid model of experiential learning and planning. Management International Review, v. 44, n. 1, p. 93-117, 2004.
  • LEONARD-BARTON, D. Core capabilities and core rigidities: a paradox in managing new product development. Strategic Management Journal, v. 13, n. 8, p. 111-125, 1992.
  • MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). Fórum de competitividade: diálogo para o desenvolvimento. Cadeia Produtiva de Couro e Calçados. Relatório de Resultados. Brasília, dez. 2002.
  • MELIN, L. Internationalization as a strategy process. Strategic Management Journal, v. 13, n. 1, p. 99-118, 1992.
  • MINERVINI, N. O exportador 3o ed. São Paulo: Makron Books, 2001.
  • O'GRADY, S.; LANE, H. W. The psychic distance paradox. Journal of International Business Studies, v. 27, n. 2, p. 22-29, 1996.
  • OLIVEIRA JR.; M. M. Competências essenciais e conhecimento na empresa. In: FLEURY, M. T. L.; OLIVEIRA JR., M. M. (Orgs.). Gestão estratégica do conhecimento: integrando aprendizagem, conhecimento e competências. São Paulo: Atlas, 2001.
  • PRAHALAD, C. K.; HAMEL, G. The core competence of the corporation. Harvard Business Review, v. 68, n. 3, p. 79-91, maio/jun. 1990.
  • ROCHA, A. Prefácio. In: ROCHA, A. (Org.). A internacionalização das em presas brasileiras: estudos de gestão internacional. Rio de Janeiro: Mauad, 2002.
  • ROCHA, A.; ARKADER, R. Internacionalização e escolhas estratégicas na indústria de autopeças. In: ROCHA, A. (Org.). A internacionalização das empresas brasileiras: estudos de gestão internacional. Rio de Janeiro: Mauad, 2002.
  • RUAS, R. Desenvolvimento de competências gerenciais e contribuição da aprendizagem organizacional. In: FLEURY, M. T. L.; OLIVEIRA JR., M. M. (Orgs.). Gestão estratégica do conhecimento: integrando aprendizagem, conhecimento e competências. São Paulo: Atlas, 2001.
  • SACRAMENTO, I.; ALMEIDA, V. C.; SILVA, M. S. M. Aspectos internos no processo de internacionalização de empresas brasileiras prestadoras de serviços de informação. In: ROCHA, A. (Org.). A internacionalização das empresas brasileiras: estudos de gestão internacional. Rio de Janeiro: Mauad, 2002.
  • TEECE, D. J.; PISANO, G.; SHUEN, A. Dynamic capabilities and strategic management. Strategic Management Journal, v. 18, n. 7, p. 509-533, 1997.
  • WRIGHT, P. L.; KROLL, M. J.; PARNELL, J. Administração estratégica: conceitos. São Paulo: Atlas, 2000.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    26 Nov 2012
  • Data do Fascículo
    Set 2007

Histórico

  • Aceito
    01 Mar 2007
  • Recebido
    07 Fev 2005
Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Av 9 de Julho, 2029, 01313-902 S. Paulo - SP Brasil, Tel.: (55 11) 3799-7999, Fax: (55 11) 3799-7871 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rae@fgv.br