Atualização em hérnia de disco cervical

ACREDITAÇÃO

Atualização em hérnia de disco cervical

Wanderley M. Bernardo; Carlos Fernando Pereira da Silva Herrero; Fabiano Ricardo de Tavares Canto; Fernando Antonio Façanha Filho; Helton Delfino; Marcelo Luis Mudo; Mario Augusto Taricco; Osmar J.S. Moraes; Ricardo dos Santos Simões; Ricardo Vieira Botelho; Robert Neves; Sérgio Zylbersztein

Nesta seção são encontradas perguntas elaboradas a partir da leitura da seção Diretrizes em Foco publicada na RAMB 58(6).

Perguntas

Marque nas questões de múltipla escolha a seguir a alternativa com a resposta que considerar correta.

1. Quando se indica a abordagem anterior ou posterior? a. A abordagem posterior é superior à anterior nas hérnias laterais. b. Hérnias laterais podem ser tratadas via anterior ou posterior. c. Nas hérnias de componente central a abordagem posterior é recomendada. d. A abordagem anterior é superior à posterior nas hérnias laterais. 2. A técnica percutânea (nucleoplastia cervical percutânea) é indicada nos casos de hérnia de disco cervical do adulto? a. O estudo da nucleoplastia cervical percutânea só conta com séries de casos. b.

A nucleoplastia não reduz o escore de dor (EVA).

c. É recomendada na rotina terapêutica da hérnia de disco cervical. d. Os casos de instabilidade são frequentes no pós-operatório. 3. Ao se analisarem as taxas de sucesso cirúrgico, existem diferenças na comparação entre a discectomia simples (DS), discectomia seguida de fusão intervertebral (DF) e discectomia com fusão intervertebral e instrumentação (DFI)? a. A discectomia simples é superior à DFI. b. A DF é melhor do que a DS. c.

Não há diferenças entre DS, DF ou DFI.

d. A DFI é mais eficaz do que a DF. 4. Analisando-se as taxas de fusão e cifose no pósoperatório, existem diferenças na comparação entre a DS, DF e DFI? a. As taxas mais altas de não fusão estão presentes na DS. b. A deformidade é menos frequente na DS. c. A DS tem taxa de fusão óssea inferior. d.

A opção do espaçador não oferece melhor resultado.

5. Quando se indica a artroplastia? a. Em todos os casos de hérnia de disco cervical. b. Somente em hérnias laterais. c. Nas hérnias de componente central. d. Não está indicada. 6. Com relação ao uso de espaçador interssomático: a. Não há diferença clínica entre DS, DF, DFI e o uso de espaçador interssomático após a discectomia. b. Não há diferença entre a percentagem de cifose após o uso de qualquer das técnicas de discectomia. c. A instrumentação com placa produziu melhores resultados clínicos que o uso do espaçador interssomático após discectomia. d. O uso do espaçador interssomático diminuiu a cifose pós-operatória e melhorou os resultados clínicos.

Respostas:

1) C

2) A

3) D

4) C

5) A

  • Bernardo WM, Santos AF, Felix F, Martins GS, Pinna MH, Monteiro TA et al. Atualização em perda auditiva: diagnóstico. Rev Assoc Med Bras. 2012;58(6):644.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    21 Fev 2013
  • Data do Fascículo
    Fev 2013
Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br