Síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada e o seu acometimento multissistêmico

A síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada é uma enfermidade rara que atinge os tecidos que contêm melanócitos, como os olhos, sistema nervoso central, orelha interna e pele. Alguns grupos étnicos têm maior propensão para desenvolver a doença, como os asiáticos, indianos e latino-americanos >e o gênero mais acometido é o feminino. O método realizado foi a revisão bibliográfica em livros, artigos publicados na internet e trabalhos disponíveis nos bancos de dados online MEDLINE, LILACS e SciELO. Foram selecionados os textos que abordassem a doença de forma abrangente, ressaltando suas manifestações otorrinolaringológicas. Revisão da literatura: A doença apresenta provável etiologia autoimune em que ocorre agressão à superfície dos melanócitos promovendo reação inflamatória com predomínio de linfócitos T. O alelo HLA DRB1*0405 é o mais associado à doença. As manifestações clínicas dividem-se em quatro estágios: prodrômico, uveítico, crônico e de recorrência. As manifestações otorrinolaringológicas ocorrem na fase uveítica e são caracterizadas por perda auditiva sensorioneural bilateral, zumbido e sintomas vestibulares. O diagnóstico é realizado através dos critérios diagnósticos da doença. O tratamento é realizado principalmente com corticoides. Considerações finais: É necessário que a síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada seja uma doença reconhecida pelas diversas especialidades médicas, pois o atraso em seu diagnóstico pode resultar em sequelas oculares e cutâneas.

Síndrome uveomeningoencefálica; Uveíte; Vertigem; Zumbido


Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br