Valor da publicação de artigos científicos

Mauricio G. Pereira

CORRESPONDÊNCIAS

"Valor da publicação de artigos científicos"

Petronianu1, em interessante artigo sobre análise quantitativa da publicação científica, adota a premissa de que a ordem dos autores conforme impressa na publicação reflete a contribuição que deram à pesquisa e ao relato de seus resultados. Assim, no seu esquema de ponderação, menos pontos concede ao último autor. Gostaríamos de discordar dessa premissa e, mais especificamente, da falta de importância atribuída ao último autor na ordem hierárquica apresentada.

A ordem de contribuição não é necessariamente decrescente. Estudos2-4 mostram que os autores intermediários contribuem menos. Geralmente os autores mais importantes são o primeiro – ou os dois ou três primeiros da lista no caso de muitos autores – e o último. Esses contribuem mais do que os autores intermediários, no que diz respeito ao número de tarefas executadas2 e na determinação dos temas a serem estudados4. Não raramente, o último autor concebeu a investigação, participou da execução, do relato dos resultados e principalmente da avaliação crítica do texto. Essa tem sido a tendência adotada mundialmente. Assim sendo, atribuir menor pontuação ao último autor, conforme o esquema proposto, nos parece inadequado.

Mauricio G. Pereira

Brasília - DF

Referências

1. Petroianu A. Critérios quantitativos para analisar o valor da publicação de artigos científicos. Rev Assoc Med Bras 2003;49(2):173-6.

2. Shapiro DW, Wenger NS, Shapiro MF. The contributions of authors to multiauthored biomedical research papers. JAMA 1994;271(6):438-71.

3. Yank V, Rennie D. Disclosure of researcher contributions: a study of original articles in The Lancet. Ann Intern Med 1999;130(6):661-70.

4. Keiser J, Utzinger J, Tanner M, Singer B. Representation of authors and editors from countries with different human development indexes in leading literature on tropical medicine: survey of current evidence. BMJ 2004; 328(7450):1229-32.

Comentário

Recebi com muita alegria a gentil carta do Professor Dr. Maurício G. Pereira, de Brasília, sobre o nosso artigo intitulado "Critérios quantitativos para analisar o valor da publicação de artigos científicos". A amabilidade do professor Pereira concede-me a oportunidade de complementar as ponderações feitas nesse artigo e que, lamentavelmente, não foram muito claras em alguns aspectos.

A discordância do ilustre professor sobre os valores concedidos a cada autor reforça o nosso pensamento de que este assunto é muito controverso. Em um artigo1que precedeu a esse, escrevemos com detalhe os motivos de ordenar cada autor em valores decrescentes a partir do primeiro. Ressaltamos, nessa oportunidade, que nossos pontos de vista devem ser mudados pelo leitor, de acordo com sua experiência e com os critérios adotados por cada grupo de pesquisadores.

Especificamente em relação ao valor concedido ao último autor, o artigo propõe a menor graduação com base em distorções que ocorrem em alguns centros, no mundo inteiro. De fato, o último autor tem sido o orientador ou coordenador do grupo. Entretanto, existe também a influência de alguns líderes que impõem seu nome como último em todos os trabalhos de pesquisadores sob seu poder, mesmo que eles sequer tenham conhecimento da existência das pesquisas. Por esse motivo e para reduzir o excesso de autores, há uma tendência atual de citar apenas os três primeiros autores, na pressuposição de que eles de fato tenham sido os que mais contribuíram para o trabalho realizado.

Apesar de acreditarmos não estar cometendo injustiças, concordamos com o professor Pereira e reforçamos que esse artigo apresenta ponderações pessoais sobre o tema, seguindo uma linha de pensamento1-9. Agradecemos o privilégio desta resposta e colocamo-nos à disposição da RAMB e de seus leitores para mais esclarecimentos.

Andy Petroianu

Belo Horizonte – MG

Referências

1. Petroianu A. Autoria de um trabalho científico. Rev Assoc Med Bras 2002; 48: 60-65.

2. Petroianu A. Ética Moral e Deontologia Médicas. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, SA, 2000; 197-204.

3. Petroianu A. Publicação do trabalho científico. Ciência e Cultura 1983; 37: 410-413.

4. Petroianu A. Elaboração do trabalho científico. Médico Moderno 1985; 4: 63-72.

5. Petroianu A. A pesquisa em Medicina. Medicina 1992; 25: 327-329.

6. Petroianu A. Considerações sobre a pós-graduação stricto sensu em Medicina. Rev Ass Med Brasil 1995; 41: 391-396.

7. Petroianu A. A pesquisa em Medicina, na graduação e pós-graduação. Bol Col Bras Cir 2001; 32: 33-36.

8. Petroianu A. Aspectos éticos da pesquisa em cirurgia. Bol Col Bras Cir 2001; 32: 45-48.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    10 Jul 2006
  • Data do Fascículo
    Jun 2006
Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br