Sintomas articulares crônicos em adultos: um estudo de base populacional

Silvia Helena de Oliveira Morais Wellington Segheto Danielle Cristina Guimarães da Silva France Araújo Coelho Vanessa Guimarães Reis Fabrícia Geralda Ferreira Karina Oliveira Martinho Anna Lígia Cabral da Rocha Milene Cristine Pessoa Giana Zarbato Longo Sobre os autores

Resumo

Objetivo:

Analisar os fatores associados aos sintomas articulares crônicos (SAC) em adultos.

Método:

Trata-se de um estudo transversal, de base populacional, com 1.217 adultos, na faixa etária de 20 a 59 anos, na cidade de Viçosa, MG, 2014. A amostragem foi realizada por conglomerados em duplo estágio, sendo as unidades de primeiro estágio os setores censitários, e, em seguida, os domicílios. Foram sorteados 30 setores dentre os 99 de Viçosa, por meio de amostragem casual simples, sem reposição. A coleta de dados foi composta por aplicação de questionário contendo questões relativas a variáveis de SAC, sociodemográficas, comportamentais e de saúde. Para verificar as associações, apresentaram-se proporções, razões de prevalência e seus respectivos intervalos de confiança de 95%. A análise múltipla foi realizada por meio da regressão de Poisson, utilizando o conjunto de comandos svy do software Stata, o qual considera o efeito da expansão da amostra na análise dos dados.

Resultados:

A prevalência estimada de SAC foi de 31,27%, maior nas mulheres (18,45%). Estiveram associadas ao SAC as mulheres (RP 1,49; IC95% 1,23-1,81); as idades de 40 e 49 (RP 1,50; IC95% 1,16-1,92) e 50 e 59 anos (RP 1,55; IC95% 1,07-2,25); o sobrepeso (RP 1,60; IC95% 1,28-2,00); a obesidade (RP 1,60; IC95% 1,11-2,29); e aqueles que autorreferiram realização de trabalho pesado (RP 1,27; IC95% 1,09-1,48).

Conclusão:

O sexo feminino, a faixa etária de 40 a 59 anos, o sobrepeso, a obesidade e a realização de trabalho pesado foram fatores de risco para SAC em adultos de Viçosa, MG.

Palavras-chave:
inquéritos epidemiológicos; doenças reumáticas; articulações; adultos

Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br