Excesso de peso e adiposidade central em adultos de Teresina-PI

OBJETIVO: Determinar a prevalência de excesso de peso e adiposidade abdominal em adultos residentes na zona urbana da cidade de Teresina-PI. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra probabilística por conglomerados. Foram avaliados 464 adultos, entre 20 e 59 anos, residentes na zona urbana do município de Teresina-PI. O estado nutricional foi classificado com base no Índice de Massa Corporal (IMC), e o acúmulo de gordura abdominal foi estimado pela medida da circunferência da cintura. O nível de significância foi estabelecido em 5% (p<0,05). RESULTADOS: As prevalências de sobrepeso e obesidade segundo IMC foram, respectivamente, de 30% e 7,7%. Houve aumento na proporção de sobrepeso e obesidade entre os homens com o aumento da renda familiar. Maiores proporções de obesidade abdominal foram encontradas entre os indivíduos na faixa etária de 50 a 59 anos, com relação conjugal estável e não fumantes. Não houve associação entre a renda individual ou familiar com a presença de obesidade abdominal na população. CONCLUSÃO: A prevalência de excesso de peso na população do estudo segue tendência nacional. As proporções de sobrepeso e de obesidade foram maiores entre os homens e aumentaram com a idade. Mulheres e indivíduos com união conjugal estável mostraram maior tendência à obesidade abdominal.

Sobrepeso; obesidade; índice de massa corporal; circunferência da cintura


Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br