Nefropatia induzida por contraste: como prevenir?

À beira do leito

Clínica Médica

NEFROPATIA INDUZIDA POR CONTRASTE: COMO PREVENIR?

Nefropatia induzida por contraste (NIC) é a condição na qual um comprometimento da função renal ocorre após o uso endovenoso de meio de contraste, na ausência de qualquer outra etiologia alternativa. É a terceira causa mais freqüente de insuficiência renal em pacientes hospitalizados, com uma incidência média de 10,2%.

Insuficiência renal prévia é o mais importante fator de risco para a gênese da NIC. Quanto mais severa a insuficiência renal, maior o risco de NIC e de diálise. O risco de NIC é aproximadamente dez vezes o valor da creatinina sérica basal.Diabéticos com insuficiência renal constituem um grupo com risco muito elevado de desenvolver NIC. Para um mesmo valor de creatinina alterado, o diabético apresenta risco dobrado em relação ao não diabético.

Qualquer condição clínica associada a uma diminuição do fluxo plasmático renal pode aumentar o risco de NIC. Estão incluídos nessa categoria os pacientes desidratados, ou com insuficiência cardíaca, ou aqueles que façam uso de diuréticos.

Em pacientes com função renal normal uma boa hidratação é suficiente.Naqueles com risco maior de NIC devemos:

1. Considerar outra opção diagnóstica ou terapêutica que não utilize contraste iodado.

2. Suspender diurético ou qualquer droga nefrotóxica 72h antes do uso do contraste.

3. Evitar uma segunda dose de contraste no intervalo de 72h ou até que a creatinina sérica retorne ao basal.

4. Utilizar a mínima dose necessária, uma vez que quanto maior a dose de contraste, maior o risco de NIC. Se possível, respeitar o limite de 5ml de contraste x Peso em Kg /creatinina sérica.

5. Em pacientes de alto risco, principalmente diabéticos com insuficiência renal, deve-se utilizar contraste não iônico e de baixa osmolalidade.

6. Certificar-se da adequada hidratação do paciente, sendo conveniente nos pacientes de risco, hidratação EV com SF 0,45%, 1ml/Kg/hora 12h antes até 12h após a utilização do contraste.

7. O uso do Bloqueador de Cálcio Nitrendipina, 20mg/dia por 3 dias, iniciando 24 h antes do exame, ou Teofilina EV, 5mg/kg de peso 1h antes do contraste, são alternativas possíveis.

8. O uso profilático de acetilcisteína 600mg via oral de 12/12h no dia anterior e no dia da administração do contraste, associado à hidratação com solução salina, mostrou ser efetivo em prevenir NIC nos pacientes com insuficiência renal crônica.

MAURICÍO DANIEL GATTAZ

Referências

1. Solomon R, Werner C, Mann D, D' Elia J, Silva J. Effects of saline, mannitol, and furosemide on acute decreases in renal function induced by radiocontrast agents. N Engl J Med 1994; 331:1416-20.

2. Solomon R. Contrast-medium-induced acute renal failure. Kidney Int 1998; 53:230-42.

3. Tepel M, Van Der Giet M, Schwarzfeld C, Schwarzfeld C, Laufer U, Liermann D, Zidek W. Prevention of radiographic-contrast-agent-induced reductions in renal function by acetylcysteine. N Engl J Med 2000; 343:180-4.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    26 Ago 2002
  • Data do Fascículo
    Mar 2002
Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br