Perfil clínico e autonômico de pacientes com doença de Alzheimer e demência mista

Filipi Leles da Costa Dias Rose Mary Ferreira Lisboa da Silva Edgar Nunes de Moraes Paulo Caramelli Sobre os autores

OBJETIVO: Analisar o perfil clínico e a atividade autonômica de pacientes com diagnóstico de doença de Alzheimer ou demência mista (DM). MÉTODOS: Foram avaliados 54 pacientes com indicação de uso de inibidores da colinesterase, por meio de exame clínico, de eletrocardiograma de repouso e da análise espectral da variabilidade da frequência cardíaca (VFC). RESULTADOS: A casuística estudada, constituída por 61,1% de mulheres, apresentava média de 77,1 anos de idade, 3,3 anos de escolaridade, pontuação de 16,4 no miniexame do estado mental e intervalo médio de 26,2 meses entre o início dos sintomas e o diagnóstico. A quase totalidade (90,7%) apresentava comorbidades, com o uso, em média, de 3,7 drogas/paciente. Trinta e um (57,4%) pacientes apresentavam alterações eletrocardiográficas e nove (16,6%), hipotensão ortostática (HO). Esta apresentou associação com o diagnóstico de DM (p = 0,001) e com valores mais baixos dos componentes de baixa (BF) e de alta (AF) frequência da VFC na posição supina (p = 0,000 e p = 0,017), além de valores médios menores de BF em ortostatismo (p = 0,006). O diagnóstico de DM se associou a menores valores de BF nas duas posições (p = 0,003 e p = 0,007). CONCLUSÃO: Na amostra estudada, a presença de comorbidades e o uso de vários fármacos foram frequentes. Foram observados sinais de disfunção autonômica, resultando em HO, principalmente nos pacientes com DM.

Doença de Alzheimer; Sistema nervoso autônomo; Hipotensão ortostática


Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br