Revista da Associação Médica Brasileira, Volume: 47, Issue: 3, Published: 2001
  • Controle da AIDS no Brasil: um modelo a ser seguido? Editorial

  • Erradicação do Helicobacter pylori não traz benefício para pacientes com dispepsia não-ulcerosa Panorama Internacional

    BORGES, DURVAL ROSA
  • Incidência de trombose pós-operatória após cirurgia gástrica para obesidade durante 16 anos Panorama Internacional

    LEME, PEDRO LUIZ SQUILACCI; RODRIGUES, FRANCISCO CESAR MARTINS; MALHEIROS, CARLOS ALBERTO
  • Gasto, acesso e condições de saúde: tendências nos países da OCDE Panorama Internacional

    UGÁ, MARIA ALÍCIA DOMINGUEZ
  • Tabagismo e climatério Panorama Internacional

    FONSECA, ANGELA MAGGIO DA; JUNQUEIRA, PAULO AUGUSTO DE ALMEIDA; POLAK, JOSEFINA ODETE MASSABKI
  • Traqueostomia cirúrgica ou percutânea em pacientes graves Panorama Internacional

    FIGUEIREDO, LUIZ FRANCISCO POLI DE
  • Estudo prospectivo multicêntrico da evolução da gravidez em mulheres com cardiopatia Panorama Internacional

    BORTOLLOTTO, MARIA RITA
  • Hirsutismo: um desafio terapêutico entre as adolescentes. Sua associação ao diabetes tipo 1 Panorama Internacional

    SETIAN, NUVARTE
  • Tática da indústria do tabaco contra as políticas de saúde pública Panorama Internacional

    LAURENTI, RUY
  • O suicídio assistido e o paciente terminal Panorama Internacional

    FORTES, PAULO ANTONIO
  • Como deve ser tratado um paciente com obesidade mórbida e apnéia do sono? À Beira Do Leito

    LORENZI FILHO, GERALDO
  • Obstrução antro-pilórica-duodenal e distúrbios metabólicos: é importante um pré-operatório adequado? À Beira Do Leito

    LEME, PEDRO LUIZ SQUILACCI; RODRIGUES, FRANCISCO CESAR MARTINS; MALHEIROS, CARLOS ALBERTO
  • Hirsutismo agudo: como avaliar? À Beira Do Leito

    ARIE, WILSON MAÇA YUKI; ARIE, MARIA HERMINIA ALEGRE; BAGNOLI, VICENTE RENATO
  • Como identificar, tratar e prevenir a embolia gasosa relacionada a cateteres venosos centrais? À Beira Do Leito

    FIGUEIREDO, LUÍZ FRANCISCO POLI DE; CAPONE NETO, ANTÔNIO
  • Qual é a melhor conduta na prenhez ectópica? À Beira Do Leito

    PEREIRA, PEDRO PAULO
  • Qual a utilidade da proteína C reativa quantitativa no manejo das infecções em crianças? À Beira Do Leito

    BALDACCI, EVANDRO R.
  • Há autonomia para o paciente na UTI? À Beira Do Leito

    COHEN, CLAUDIO; GOBBETTI, GISELE J.
  • Os médicos e a indústria farmacêutica e de equipamentos Diretrizes

    OSELKA, GABRIEL
  • Vacina antipneumocócica Diretrizes

    STRABELLI, TÂNIA MARA VAREJÃO
  • Tratamento cirúrgico das hérnias da região inguino crural Diretrizes

    RAHAL, FARES
  • O prospectar e as agências de avaliação de tecnologias em saúde Diretrizes

    MONTOYA DIAZ, MARIA DOLORES
  • Gordura alimentar e climatério Diretrizes

    ALDRIGHI, JOSÉ M.; ASAKURA, LEIKO
  • Protocolo assistencial para o parto de gestantes portadoras do HIV Diretrizes

    RUOCCO, ROSA MARIA AVEIRO DE SOUZA
  • Aspectos do tratamento da deficiência de hormônio de crescimento (GH) (parte II) Diretrizes

    DAMIANI, DURVAL
  • Indicações para cinecoronariografia na angina estável Diretrizes

    SOUSA, JOSÉ MARCONI ALMEIDA DE
  • Osteoporose e hipotiroidismo: dois desafios para a medicina do novo milênio Comentários

    WARD, LAURA STERIAN
  • Infecção urinária hospitalar por leveduras do gênero Candida Comentários

    STRABELLI, TÂNIA MARA VAREJÃO
  • Avaliando o desempenho dos sistemas de saúde Atualização

    MUSGROVE, PHILIP
  • Correspondências Correspondências

  • Manobra para palpação abdominal em pacientes com cócegas Imagem Em Medicina

    SILOS, RUTE CONCEIÇÃO DE; SANTOS, MARÍLIA HARUIMI HIGUCHI DOS
  • A comparative study of ultrasonography, computed tomography and magnetic resonance imaging in the staging and invasion of adjacent structures by renal tumors Artigos Originais

    RIBEIRO, S.M.; AJZEN, S.A.; TRINDADE, J.C.S.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Comparamos os exames de ultra-som (US), tomografia computadorizada (TC) e ressonância magnética (RM) no estadiamento dos tumores renais, estudando as diferenças entre estes exames em relação a sua capacidade de detecção de adenomegalias, invasão vascular, metástases intra-abdominais à distância e particularmente invasão dos órgãos adjacentes. MÉTODOS: Foram estudados prospectivamente 31 pacientes portadores de massas renais sólidas ou complexas através dos exames de US, TC e RM. As discordâncias entre os resultados observados foram estudadas através do Teste G de Cochran e Teste de McNemar, além de se calcular a sensibilidade e especificidade de cada método diagnóstico utilizado, considerando-se como "regra de ouro" os achados cirúrgico e anatomopatológico. RESULTADOS: Destes 31 pacientes, 28 eram portadores de massas malignas e três de lesões benignas. Quanto à detecção de adenomegalia, o US mostrou sensibilidade de 63,6%, enquanto a TC e RM tiveram sensibilidade de 90,9%. Em relação à invasão vascular, o US mostrou sensibilidade de 42,8% enquanto que a TC e a RM tiveram a sensibilidade de 85,7%. Em relação à invasão de órgãos adjacentes, a sensibilidade foi respectivamente 28,5% (US), 85,7% (TC) e 71,4% (RM). São critérios que sugerem a invasão das estruturas adjacentes: quando estas se encontram envolvidas/englobadas pelo tumor; a extensão do tumor para o seu interior com superfície de contato irregular; alterações na forma, tamanho e densidade da estrutura adjacente. Somente a perda do plano de gordura e o íntimo contato do tumor com a estrutura adjacente não indicam invasão. CONCLUSÕES: Houve diferenças significantes na capacidade de detecção do US em relação à TC e RM. Estas duas últimas não diferiram entre si. Somente em relação às metástases abdominais à distância todos os métodos se mostraram altamente sensíveis e específicos. Além da acurácia dos métodos, tanto para o diagnóstico como no estadiamento, devem ser considerados aspectos relativos à invasibilidade, riscos e preço na ponderação dos custos e benefícios dos diversos exames de diagnóstico por imagem.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Ultrasonography (US), Computed Tomography (CT), and Magnetic Resonance imaging (MR) were compared for the staging of renal tumors. The differences between these imaging techniques were also studied for their ability to detect adenopathies, vascular invasion, distant intra-abdominal metastases, and particularly adjacent organ invasion. METHODS: Thirty-one patients with solid or complex renal masses were prospectively studied using US, CT, and MR. Differences between the results obtained were studied using the COCHRAN G test and the Mc NEMAR test. The sensitivity and specificity of each diagnostic technique were compared against a "gold standard" of the surgical and histopathological findings. RESULTS: The following sensitivities were obtained: For the detection of adenopathy, US 63.6%, CT and MR 90.9%. For vascular invasion, US 42.8%, CT and MR 85.7%. For the adjacent organ invasion, US 28.5%, CT 85.7%, and MR 71.4%. Some of the criteria that suggest invasion of adjacent structures include: the envelopment of the adjacent structures by the tumor, tumor extension into the adjacent structures with an irregular appearance, and alterations in shape, size, and density of adjacent structures. Loss of fat planes between the tumor and adjacent structures is not a sign of tumor invasion. CONCLUSIONS: Significant differences were found in the detection capacity of US in relation to CT and MR, which were similar. All three techniques were highly sensitive and specific only in the detection of distant abdominal metastases. In addition to the accuracy of these diagnostic modalities for the detection and staging of tumors, invasiveness, risks and cost should be considered in relation to relative costs and benefits.
  • Clinical and epidemiological characteristics of oral squamous cell carcinoma in women Artigos Originais

    CARVALHO, M.B. DE; LENZI, J.; LEHN, C.N.; FAVA, A.S.; AMAR, A.; KANDA, J.L.; WALDER, F.; MENEZES, M.B.; FRANZI, S.A.; MAGALHÃES, M.R. DE; CURIONI, O.A.; MARCEL, R.; SZELIGA, S.; A. SOBRINHO, J. DE; RAPOPORT, A.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Este trabalho tem como objetivo identificar as principais diferenças clínico-epidemiológicas do carcinoma epidermóide de cavidade oral no sexo feminino quando comparado ao sexo masculino. MÉTODOS: Foram estudados retrospectivamente os prontuários de 228 pacientes do sexo feminino portadoras de carcinoma epidermóide de cavidade oral, atendidos no Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Heliópolis, no período entre 1977 e 1996. As características clínico-epidemiológicas destas pacientes foram comparadas com aquelas de 849 pacientes do sexo masculino. RESULTADOS: A idade das pacientes das mulheres variou de 2 a 100 anos, com uma média de 60,7 anos. Nos homens encontramos idade entre 17 e 88 anos com uma média de 55,6 (p<0,00001). Quando o etilismo e o tabagismo estavam ausentes, a incidência do carcinoma epidermóide de boca ocorreu em uma faixa etária mais tardia. A presença do tabaco isoladamente não afetou a distribuição por faixa etária, enquanto que o álcool isoladamente ou em associação com o tabaco leva a uma incidência mais precoce do câncer de boca. Os dois principais sítios de incidência são a língua e o soalho. As mulheres têm uma menor incidência de lesões de língua e soalho (43%) quando comparado aos homens (61%). Aproximadamente 50% das mulheres eram estadio III e IV no momento do diagnóstico. Entre os homens este índice atinge 53%. CONCLUSÕES: O carcinoma epidermóide de cavidade oral nas mulheres tem características clínico-epidemiológicas peculiares que justificam o desenvolvimento de protocolos de diagnóstico e tratamento específico para ele.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Squamous cell carcinoma (SCC) of the oral cavity occurs mainly in the male population. The objective of the study is to identify the main clinical and epidemiological differences of the oral SCC between men and women. METHODS: Retrospective analysis of the charts of 228 cases of SCC of the oral cavity in women treated at the Head & Neck Surgery Service, Heliopolis Hospital, São Paulo, Brazil from 1977 to 1996. The clinical and epidemiological characteristics of these cases were compared with those of 849 male patients. RESULTS: The mean age of women was 60.7 years (ranging 2 to 100 years) and in the male group was 55.6 years (p<0.00001). In cases where the alcohol intake and tobacco use were absent, the tumors ocurred in older patients. The isolated tobacco use didn't affect the distribuction by age but for the alcohol intake (alone or combined with tobacco) the patients were younger. On the alcohol intake, 71% of the women and 8% of the man used no alcohol. The most common sites of tumors were tongue and floor of the mouth but in the women group the incidence of tumors in these sites were 43% compared with 61% in the men. CONCLUSIONS: The highest incidence of SCC the of oral cavity occurs later in women, than in men. This could be explained by a lesser exposure to alcohol and tobacco in women. Other factors seem to be involved in this issue.
  • Clinical and epidemiologycal features of spondyloarthropaties in childhood: analysis of 26 patients Artigos Originais

    FAUSTINO, P.C.; TERRERI, M.T.; ANDRADE, C.T.F.; LEN, C.; HILÁRIO, M.O.E.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar retrospectivamente as características clínicas dos pacientes com diagnóstico de espondiloartropatia. MÉTODOS: Foram analisados os prontuários de todos os pacientes com diagnóstico de espondiloartropatia seguidos no ambulatório de reumatologia pediátrica da UNIFESP-EPM no período de junho de 1982 a abril de 2000. Foram avaliados a idade de início e tempo de evolução da doença, manifestações clínicas, dados laboratoriais, achados radiológicos, tratamento e evolução. RESULTADOS: Dos 26 pacientes estudados, 10 (38,4%) apresentavam SEA, um (3,8%) espondiloartropatia indiferenciada (EAI), 10 (38,4%) EAJ, dois (7,7%) artropatia da DIIC, dois (7,7%) síndrome de Reiter e um (3,8%) artrite psoriásica. O início da doença variou de 1 a 15 anos (média de 9,2 anos). Os pacientes com síndrome de Reiter tiveram menor idade de início (média de 6,5 anos). Houve predomínio do sexo masculino (25 pacientes) e da raça caucasóide (15 pacientes). A maioria dos pacientes apresentou artrite periférica em membros inferiores (96,1%), entesite (61,5%) e HLA B27 positivo (14/23 - 60,9%). Dez pacientes (38,4%) apresentaram comprometimento axial. Quinze pacientes receberam diagnóstico de ARJ ou FR no início do quadro. CONCLUSÃO: Embora menos freqüentes do que a ARJ, as espondiloartropatias devem ser consideradas no diagnóstico diferencial das crianças e adolescentes, principalmente do sexo masculino, com artrite crônica.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate retrospectively the clinical features of children and adolescents with spondiloarthropathies (Sps). METHODS: The charts of all Sps patients followed up in the outpatient Pediatric Rheumatology unit of UNIFESP-EPM, were analyzed from June 1982 to April 2000. The following demographic data were evaluated: age of onset, disease duration, clinical features, laboratory data, radiological findings, treatment and outcome. RESULTS: 10 out of 26 patients (38.4%) presented SEA, 1 patient (3.8%) undifferentiated spondiloarthrophaty, 10 (38.4%) JAS, 2 (7.7%) arthropathy related to inflammatory bowel disease, 2 (7.7%) Reiter's syndrome and 1 (3.8%) psoriatic arthritis. The average age at disease onset was 9.2 years (1 to 15 years). The patients with Reiter's syndrome presented lower age at onset (average age 6.5 years). Twenty-five out of 26 were males and 15 out of 26 were caucasians. Most patients presented peripheral arthritis in lower limbs (96.1%), enthesitis (61.5%) and positive HLA-B27 (14/23 -- 60.9%). Ten patients (38.4%) presented axial involvement. Fifteen patients had JRA or RF as diagnosis in the beginning of the disease. CONCLUSION: Although less frequent than JRA, the spondiloarthropathies must be considered in the differential diagnosis of children and adolescents, mainly among male patients with chronic arthritis.
  • Mortality owing to neoplasms in women during the reproductive age (15 to 49 years) in the State of São Paulo, Brazil, from 1991 to 1995 Artigos Originais

    HADDAD, N.; SILVA, M.B. DA

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Descrever a mortalidade feminina por neoplasmas no período reprodutivo (15 a 49 anos), no Estado de São Paulo, de 1991 a 1995. MÉTODOS: A listagem dos óbitos, com as causas básicas codificadas pela Classificação Internacional de Doenças, 9ª Revisão e as estimativas da população feminina, por grupos etários, foram fornecidas pela Fundação SEADE. Foram calculados coeficientes específicos por 100.000 mulheres, as medianas desses coeficientes relativas ao quinquênio e porcentagens de causas básicas por alguns sub-grupos. RESULTADOS: Nas mulheres mais jovens, de 15 a 29 anos, a mortalidade maior é relativa ao agrupamento "Neoplasma maligno dos tecidos linfático e hematopoiético", seguida de "Neoplasma maligno dos ossos, do tecido conjuntivo, da pele e da mama". Após os 30 anos, passa a ser preponderante este último agrupamento, seguido de "Neoplasma maligno dos órgãos genitourinários", de "Neoplasma maligno dos órgãos digestivos e do peritônio" e de "Neoplasma maligno dos tecidos linfático e hematopoiético". As causas básicas específicas com maior mortalidade foram, nas mulheres de 15 a 29 anos, as leucemias mielóide e linfóide e , nas de 30 a 49 anos, em ordem decrescente, o câncer de mama, o câncer de colo e de porção não especificada do útero, o câncer de estômago, o câncer de traquéia, brônquios e pulmão e o câncer de ovário e de outros anexos do útero. CONCLUSÕES: Medidas preventivas devem ser intensificadas para diminuição dos fatores de risco, bem como para diagnóstico e tratamento precoce dos neoplasmas, em mulheres em idade fértil, visando a preservar a sua saúde e a evitar possíveis gestações complicadas com essas doenças.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To describe the mortality owing to neoplasms in women of reproductive age (15 to 49 years) in the State of São Paulo, Brazil, from 1991 to 1995. METHODS: A list of all deaths and their underlying causes, coded according to the International Classification of Diseases, 9 th revision, and estimates of the female population according to age groups were provided by the SEADE Foundation. Specific coefficients for 100 thousand women for each year as well as the medians of the coefficients related to 5 years, and the percentage of underlying causes of death by subgroups were calculated. RESULTS: In young women (15 to 29 years) highest rates were found for the subgroup "Malignant neoplasm of lymphatic and hematopoiethic tissues", followed by the subgroup "Malignant neoplasm of bones, connective tissue, skin and breast". In women aged 30 to 49 years, the leading underlying causes of death were those included in the last subgroup, followed by the subgroups "Malignant neoplasm of genitourinary organs", "Malignant neoplasm of digestive organs and peritoneum", and "Malignant neoplasm of lymphatic and hematopoietic tissues". The highest specific rates of underlying causes of death for women aged 15-29 were myeloid and lymphoid leukemias, and for women aged 30-49 were in decreasing rank," breast cancer"; "uterine cervix cancer" and "not specified uterine part cancer"; "stomach cancer"; "tracheal, bronchial and lung cancer" and "ovarian and other uterine annexes". CONCLUSION: Preventive measures to eliminate or lower the risk factors exposure and to promote early diagnosis and prompt treatment of these neoplasms should be enhanced in order to avoid possible future pregnancy complications and to prolong survival of women of reproductive age.
  • Nosocomial urinary tract infections by Candida species Artigos Originais

    OLIVEIRA, R.D.R. DE; MAFFEI, C.M.L.; MARTINEZ, R.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: O isolamento de leveduras na urina não indica necessariamente infecção, porém a infecção do trato urinário por Candida constitui um problema hospitalar crescente. Neste estudo, o significado clínico da candidúria foi investigado em hospital universitário brasileiro. MÉTODOS: Em 1998, Candida spp. foi isolada na urina de 166 pacientes internados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-SP. Os prontuários médicos de 100 destes pacientes, com candidúria detectada depois de três ou mais dias de hospitalização, foram revisados sobre aspectos microbiológicos, epidemiológicos e clínicos referentes a esse episódio. RESULTADOS: C. tropicalis foi isolada em 53% e C. albicans em 36% dos casos. Em 76% do doentes, a urocultura mostrou mais de 20.000 colônias de leveduras/mL. Doenças subjacentes crônicas, como neuropatias, cardiopatias e outras neoplasias e trauma foram freqüentes. Dos pacientes, 25% tinham diabetes mellitus. Os principais fatores predisponentes associados com candidúria foram: antibioticoterapia prévia (93%), sonda vesical de demora (83%), cirurgia nos últimos 60 dias (48%), insuficiência renal (32%), infecção bacteriana simultânea (28%) e uso de corticosteróides (20%) ou imunossupressores (10%). Apenas 43/100 pacientes foram tratados, 42 com fluconazol ou anfotericina B. No período de 60 dias após o episódio de candidúria, 40% dos doentes faleceram. CONCLUSÕES: Na presente casuística, as espécies não-albicans de Candida foram os principais agentes de candidúria, sendo considerados patógenos emergentes do trato urinário em pacientes gravemente enfermos. Foram, ainda, observadas doenças subjacentes, fatores de risco e alta mortalidade comumente associados com a candidíase do trato urinário.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Isolation of a yeast in urine does not necessarily indicate infection, but Candida urinary tract infection is an increasing nosocomial problem. In this study the clinical significance of candiduria was investigated in a Brazilian university hospital. METHODS: Between January and December 1998 species of Candida were isolated in the urine of 166 patients admitted to a tertiary-care general hospital at Ribeirão Preto, SP, Brazil. The data of 100 of these patients were retrospectivelly reviewed concerning microbiological, epidemiological, and clinical aspects of candiduria. RESULTS: C. tropicalis was found in 53% of the patients and C. albicans in 36%. Urine cultures yielded more than 20.000 yeast colonies/ml in 76% of cases. Neurological, cardiac and other chronic diseases, cancer, and trauma were frequent underlying illnesses. Diabetes mellitus was present in 25% of patients. The major predisposing factors associated with candiduria were previous antibiotic therapy (93%) indwelling urinary catheter (83%), surgery in the last 60 days (48%), renal failure (32%), concomitant bacterial infections (28%), use of corticosteroids (20%), and use of other immunosuppressive drugs (10%). Therapy for candiduria, fluconazole or amphotericin B with one exception, was given only to 43/100 patients. The overall mortality in the 60 days after the candiduria episode was 40%. CONCLUSIONS: The non-albicans species of Candida were the major agents of candiduria and are emergent pathogens of the urinary tract in critically ill patients. The underlying illnesses, risk factors and high mortality commonly associated with Candida urinary tract infection were also observed in a Brazilian university hospital.
  • Conservative treatment of benign esophageal strictures by dilations. Analysis of 500 cases Artigos Originais

    ANDREOLLO, N.A.; LOPES, L.R.; INOGUTTI, R.; BRANDALISE, N.A.; LEONARDI, L.S.

    Abstract in Portuguese:

    As estenoses benignas do esôfago (EBE) são complicações muito freqüentes, resultado de várias etiologias, a saber: refluxo gastro-esofágico, ingestão de agentes corrosivos, pós-cirurgias do esôfago, pós-radioterapia no tórax, pós-escleroterapia endoscópica de varizes do esôfago, ingestão de medicamentos, uso prolongado de cateter nasogástrico, compressão extrínseca e membranas esofágicas congênitas. As dilatações esofágicas são recomendadas no tratamento dessa complicação, empregando dilatadores de vários tipos e diâmetros, facilitando ao doente a ingestão alimentar. OBJETIVOS: Avaliação dos resultados e vantagens do tratamento conservador das EBE através de dilatações esofágicas realizadas ambulatorialmente com auxílio da endoscopia digestiva flexível. MÉTODOS: No período de 1981 a 1999 foram tratados, conservadoramente e seguidos no Gastrocentro -- UNICAMP, 500 doentes com EBE, através de um Programa de Dilatações Esofágicas instituído para cada caso. A maioria era do sexo masculino (59,2%) e a faixa etária mais acometida encontra-se entre 31 anos e 60 anos, compreendendo 52,8% dos pacientes em estudo. As estenoses mais prevalentes foram as estenoses pépticas (30,4%), cáusticas (23,6%), de anastomoses (23,2%), por megaesôfago (8,0%) e por uso prolongado de cateter nasogástrico (6,4%), perfazendo um total de 91,6% das EBE. Quanto ao número de procedimentos, 94,2% dos casos foram submetidos a no máximo 25 dilatações do esôfago. Em 95,6% deles foram utilizados dilatadores com diâmetro entre 10,5 mm e 16,0 mm. A duração do tratamento foi até 24 meses em 76,2% dos casos. Perfurações esofágicas ocorreram em seis doentes (1,2%), sem mortalidade. RESULTADOS: Foram considerados bons em 76,2%, regulares em 18,2% e maus em 5,6% dos doentes. O sucesso do tratamento variou conforme a etiologia da estenose, ocorrendo bons resultados em 81,0% das estenoses pépticas, em 66,1% das estenoses cáusticas e em 82,7% das estenoses de anastomoses. A falha do tratamento conservador ocorreu em 9,3% das estenoses cáusticas, 4,3% das estenoses de anastomose e 3,9% das estenoses pépticas. A estenose cáustica propiciou a falha maior da terapêutica conservadora em relação aos demais. CONCLUSÃO: O tratamento conservador, através de dilatações orientadas por fio-guia (Savary-Gilliard e Eder Puestow), é a primeira escolha nas EBE; é eficaz a longo prazo, com índice mínimo de complicações e o tratamento cirúrgico é apenas indicado se não for possível realizar as dilatações.

    Abstract in English:

    The benign esophageal stenoses (BES) are common complications owing to many etiologies: gastroesophageal reflux, ingestion of corrosive agents, esophageal surgery, radiotherapy, postendoscopic variceal sclerotherapy, drug ingestion, prolonged nasogastric intubation, extrinsic compression and esophageal webs. Esophageal dilatations are worldwide recommended to treat this complication, employing dilators of many types and diameters and facilitating the food ingestion. PURPOSE: Evaluation of the results and advantages of the conservative treatment of the BES using esophageal dilatations, in outpatient service of upper digestive endoscopy. METHODS: During the period from 1981 to 1999, 500 patients with BES were treated and followed up at the Gastrocenter -- UNICAMP, in an individually Program of Esophageal Dilatation for each case. The highest number of cases was under ages from 31 to 60 years old (52,8%), and males (59,2%). The most predominant etiologies were: peptic stenosis (30,4%), caustic ingestion (23,6%), anastomosis (23,2%), megaesophagus (8,0%) and prolonged nasogastric ingestion entubation (6,4%), totalizing 91,6% of the BES. Most of patients (94,2%) were submitted to the maximum of 25 dilations. Dilators from 10,5 to 16 mm were employed in 95,6% of the cases. The duration of the treatment was 24 months in 76,2% of the BES. Esophageal perforations occurred in 6 patients (1,2%), without mortality. RESULTS: Were considered excellent, good and bad results, respectively in 76,2%, 18,2% and 5,6% of the cases. On the other hand, excellent results were recorded in 81,0% of the peptic stenosis, 66,1% of the caustic stenosis and 82,7% of the anastomotic stenosis. The conservative treatment failed in 9,3% of the caustic stenosis, 4,3% of the anastomotic stenosis and 3,9% of the peptic stenosis. Thus, the caustic stenosis were unsuccessfull in the highest percentage of unsuccessful. CONCLUSION: The conservative treatment using guidewire dilators (Savary-Gilliard and Eder-Puestow) is the first choice in the BES, is effective for long time, with short complications and the surgical treatment is indicated only when the dilatations failed.
  • Ethical implications of do-not-resuscitate orders Artigos Originais

    URBAN, C. DE A.; HOEPERS, R.; SILVA, I. M. DA; A. JÚNIOR, R. A.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar as implicações éticas do emprego das ONR na prática clínica. MÉTODOS: Os autores realizaram uma análise crítica dos problemas éticos mais importantes associados às ONR, enfocando principalmente os seus riscos e benefícios e aplicando os conceitos da bioética personalista. RESULTADOS: As ONR não são universalmente aceitas. Além disso, isoladamente não resolvem os problemas mais complexos associados ao manejo dos doentes terminais e da futilidade terapêutica. Podem, em alguns casos, servir de instrumento de orientação, mas não devem ser coercivas. Além disso, existe uma preocupação relativa aos possíveis abusos que possam advir do seu emprego na prática clínica. CONCLUSÃO: Do ponto de vista personalista, o médico precisa ter sempre em mente que em qualquer circunstância em que se encontre, o ser humano não perde a sua dignidade. Todas as decisões tomadas serão válidas quando não ferirem esse princípio ético fundamental.

    Abstract in English:

    Do-Not-Resuscitate (DNR) orders are those orders that direct non-initiation of cardiopulmonary resuscitation in the event of cardiopulmonary arrest. PURPOSE:To evaluate ethical implications of DNR orders in the clinical pratice. METHODS:The authors reviewed critically the major ethical issues associated with DNR orders, mainly focusing their risks and benefits, and the application of the Personalistic's view in this orders. RESULTS: Reaction to the widespread use of this orders is not universally positive, and concerns about its possible overuse and abuse have been raised. DNR orders alone can not resolve the complex problem of the terminally ill, patients and the therapeutic futility. CONCLUSION: From the Personalistic's point of view, in all instances, the physician must remain aware that her primary duty is to hold the patient's dignity.
  • Survey about hypertension treatment Artigos Originais

    MION JR, D.; PIERIN, A.M. G.; GUIMARÃES, A.

    Abstract in Portuguese:

    O III Consenso Brasileiro de Hipertensão Arterial recomenda o uso de tratamento farmacológico (TF) e não-farmacológico (TNF). Em nosso meio não se tem conhecimento como esta recomendação vem sendo seguida pelos médicos. OBJETIVOS: a) caracterizar o TNF quanto à indicação e aceitação pelos hipertensos; b) caracterizar o TF quanto ao critério de escolha e drogas prescritas; e c) identificar a opinião do médico sobre o grau de adesão do paciente ao TF e TNF. MÉTODOS: Foram enviados 37.904 questionários com carta-resposta por mala direta para médicos brasileiros e recebidas 2.519 respostas (57% região Sudeste, 41% cardiologistas e 26% clínicos). RESULTADOS: 1- 62% dos médicos que responderam recomendam TNF para 25% dos pacientes. 2- Os TNF mais recomendados são: dieta hipossódica (55%), perda de peso (29%) e prática de exercícios (8%), sendo que os médicos acreditam que 50% dos pacientes seguem dieta hipossódica, 20% prática de exercícios e 19% perda de peso. 3- O TF é iniciado com o uso de droga isolada (88%) e quando não há controle da pressão arterial 55% indicam associação de outras drogas e 33% aumentam a dose. 4- As drogas mais utilizadas são diuréticos (53%) e inibidores da ECA (24%). 5- Os principais critérios para escolha das drogas são experiência pessoal (32%) e características do paciente (31%). 6- Os médicos (60%) acreditam que a adesão ao TF é melhor. CONCLUSÃO: As recomendações do III Consenso Brasileiro de Hipertensão Arterial estão sendo seguidas parcialmente para o TNF e dentro do esperado para o TF.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The third Brazilian Consensus of Hypertension recomends the usage of pharmacological (PT) and non-pharmacological treatment (NPT). In Brazil, we don't know how if this recommedation has been followet by doctors. OBJECTIVES: a) to characterize NPT regarding prescription and acceptability by hypertensive patients; b) characterize PT concerning the criterion used for choosing medication and medication prescribed; and c) identify doctors' opinions about patients' degree of acceptability to PT and NPT. METHODS: 37904 questionnaires with reply-paid envelopes were sent to Brazilian doctors and 2519 of those were replied (57% from the Southeast region, 41% were cardiologists, and 26% clinicians). RESULTS: 1- 62% of doctors recommend NPT to 25% of their patients. 2 -- The most recommended NP treatments are: hyposodic diet (55%), weight reduction (29%) and physical exercises (8%), considering that doctors believe that 50% of their patients follow a hyposodic diet, 20% do physical exercises and 19% lose weight. 3 -- Only one medication is prescribed at the beginning of a PT (88%) and when blood pressure isn't under control, 55% of the doctors associate other medications with it whereas 33% of them increase the dose. 4 -- The most prescribed medications are: diuretics (53%) and ECA inhibitors (24%). 5 -- The main criteria for choosing medication are: personal experience (32%) and characteristics of patients (31%). 6 -- Doctors (60%) believe that acceptability to PT is better. CONCLUSION: The recommendations of the Third Brazilian Consensus of Hypertension have been followed partially concerning NPT and as expected regarding PT.
  • Antenatal glucocorticoid therapy and hypertensive pregnancies: effect in maternal blood pressure Artigos Originais

    SASS, N.; CANÇADO, R.R.; OLIVEIRA, M.L.; TORLONI, M.R.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: Avaliar o comportamento da pressão arterial em gestantes portadoras de síndromes hipertensivas na vigência de ciclo de corticóide (esquema de LIGGINS) utilizado para a aceleração da maturidade pulmonar fetal. MÉTODOS: A partir de estudo retrospectivo, foram avaliadas 27 gestantes portadoras de hipertensão arterial, com idade gestacional entre 24 e 34 semanas, submetidas a corticoterapia antenatal. Para tanto, foi realizada análise estatística das médias das pressões arteriais sistólicas e diastólicas separadamente, dos dias anterior, primeiro e segundo dias que compõem o ciclo de corticoterapia e do dia posterior a este ciclo. Obtidas as variâncias, foi aplicado o teste F Statistic, analisado através do valor de p, significante, se menor que 0,05. RESULTADOS: Não foi observada variação significativa dos níveis de pressão arterial, seja sistólica como diastólica, não se identificando dificuldades no controle clínico das pacientes, não tendo sido observada necessidade de elevação das doses de drogas hipotensores utilizadas. CONCLUSÃO: Nossos resultados observaram segurança na utilização de ciclos de corticóides em pacientes portadoras de hipertensão arterial em relação à possíveis agravos dos níveis pressóricos.

    Abstract in English:

    PURPOSE: To evaluate the behaviour of blood pressure among hypertensive pregnants during glucocorticoid therapy (LIGGINS scheme) in order to accelerate the maturity of fetal lung. METHODS: In a retrospective study, 27 pregnant with a story of hypertensive disorder, between 24 and 34 weeks, during glucocorticoid cycle were avaluated. For this matter, statistical analisis were performed using the means of systolic (SBP) and diastolic blood pressure during the therapy days, on the day before and on the day after. The results were statistically analyzed with F statistic test ( significant if p<005) RESULTS: There was no statistical variance in blood pressure levels, neither in SBP nor in DBP. There was no difficulty in clinical controls and no change in antihypertensive drugs related to glucocorticoid therapy. CONCLUSIONS: Our results show observe the safety of glucocorticoid therapy among pregnant women with hypertensive disorders related to the possible raising of the blood pressure levels.
  • Amianto no Brasil: conflitos científicos e econômicos Artigo De Revisão

    WÜNSCH FILHO, V.; NEVES, H.; MONCAU, J.E.
  • A visita ao Brasil de Franz J. Ingelfinger e sua participação na divulgação dos conhecimentos sobre o megaesôfago chagásico Artigo Especial

    REZENDE, J.M. DE; MENEGHELLI, U.G.
Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br