• O tabaco e a infância Editorial

    Giuliano, Isabela; Hauff, Senen
  • Does ABPM replace office blood pressure measurement in the clinical evaluation of patients?

    Giorgi, Dante Marcelo Artigas; Parati, Gianfranco
  • A MAPA (monitorização ambulatorial da pressão arterial) modifica o diagnóstico e o tratamento da hipertensão arterial? Editorial

    Mion Jr., Decio
  • A síndrome de Burnout: realidade ou ficção? Editorial

    Millan, Luiz Roberto
  • Procedimentos operacionais padronizados e o gerenciamento de qualidade em centros de pesquisa Panorama Internacional

    Dainesi, Sonia Mansoldo; Nunes, Denise Batista
  • Transmissão dominante da ginecomastia pré-puberal por excesso de estrógeno sérico: análise hormonal, bioquímica e genética em uma grande família Panorama Internacional

    Setian, Nuvarte
  • Câncer gástrico no idoso: quando não operar? À Beira do Leito

    Kassab, Paulo; Ilias, Elias Jirjoss; Castro, Osvaldo Prado; Jacob, Carlos Eduardo
  • Em pacientes de alto risco, submetidos à revascularização do miocárdio, a fisioterapia respiratória pré-operatória previne as complicações pulmonares? À Beira do Leito

    Feltrim, Maria Ignêz Zanetti; Jatene, Fabio Biscegli; Bernardo, Wanderley Marques
  • Diagnóstico da hemorróida Diretrizes em Foco

  • Atualização em lúpus eritematoso sistêmico (acometimento cutâneoarticular), baseada em evidência e centrada no paciente Acreditação

    Bernardo, Wanderley Marques; Nobre, Moacyr Roberto Cuce; Bonfá, Eloísa Dutra
  • Doença pulmonar associada a leucemia mielóide aguda e hiperleucocitose Imagem em Medicina

    Arkader, Ronaldo; Horigoshi, Nelson K.; Lee, Maria Lucia M.; Benites, Eliana C.; Carvalho, Werther B. de
  • O conhecimento das adolescentes sobre questões relacionadas ao sexo Artigos Originais

    Romero, Kelencristina T.; Medeiros, Élide Helena G. R.; Vitalle, Maria Sylvia S.; Wehba, Jamal

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar o conhecimento sobre sexualidade, métodos contraceptivos e doenças sexualmente transmissíveis (DST) entre adolescentes do sexo feminino, das zonas rural e urbana, de uma escola pública. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com 506 meninas, com idades entre 10 e 16 anos, da Escola Dr. Roberto Feijó, em Guararema, SP. Utilizou-se questionário semi-estruturado, contendo perguntas gerais sobre sexualidade e métodos de prevenção de gravidez e DST. O teste do Qui-quadrado foi usado para verificar a associação entre as variáveis. RESULTADOS: A média de idade da população adolescente da escola proveniente da área rural foi 13 anos e 11 meses e da área urbana foi 13 anos e 7 meses, não havendo diferença estatística entre as médias. Trinta e um por cento eram provenientes da zona rural e 69% da urbana. As jovens da zona rural buscaram mais informações sobre a sexualidade (81,2%), comparadas com as da zona urbana (72,2 %) (p<0,0568), e a principal fonte de informação foram os pais nas duas regiões. A camisinha foi o método contraceptivo mais conhecido pelas adolescentes em ambas as áreas, 44% a conheciam na zona rural e 45% na urbana (p=0,0022). A Aids é a DST mais conhecida nos dois grupos; 43% das jovens da zona rural e 39% da zona urbana referiram conhecer a doença (p=0,7843). CONCLUSÃO: A maioria das adolescentes buscou informações sobre sexualidade, mas os conhecimentos sobre doenças sexualmente transmissíveis e contracepção são inadequados.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate knowledge about sexuality, contraceptive methods and sexually transmitted diseases (STD) by female adolescents from both rural and urban zone attending public school. METHODS: A cross sectional study was made with 506 teenagers, 10 to 16 years old, attending Dr. Roberto Feijó Public School in Guararema, São Paulo. A semi-structured questionnaire with general questions about sexuality, contraceptive methods and STD was administered. The Chi-square test was used to verify the association between variables. RESULTS: Mean age of the girls from the rural zone was13 years and 11 months and from the urban zone age was 13 years and 7 months, with no statistical difference. Of all the girls, 31% came from the rural and 69% from the urban zone. Adolescents from the rural zone looked for more information about sexuality (81.2%) when compared to those from the urban zone (72.2 %) (p<0.0568). Parents were the main source of information for both zones. The condom was the most familiar method in the rural (44%) and the urban (45%) zones (p=0.0022). AIDS was the best known STD by girls from the rural (43%) and urban (39%) zones (p=0.7843). CONCLUSION: Most of the surveyed female adolescents sought information about sexuality, however their knowledge about STD and contraceptive methods was inadequate.
  • Associação entre idade da menarca e estatura definitiva no Estudo Pró-Saúde Artigos Originais

    Lago, Marcos Junqueira do; Faerstein, Eduardo; Sichieri, Rosely; Lopes, Claudia S.; Werneck, Guilherme L.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar a associação entre idade da menarca e estatura. MÉTODOS: Por meio de questionário autopreenchível, foram obtidos dados acerca da data de nascimento, idade à primeira menstruação e grau de escolaridade do pai e da mãe para 1940 funcionárias técnico-administrativas de uma universidade localizada no Rio de Janeiro (Estudo Pró-Saúde). A estatura foi aferida duas vezes, em centímetros, por antropometristas treinados. A associação entre a idade da menarca e a estatura foi analisada por meio de regressão linear, tendo a estatura como variável dependente. RESULTADOS: Após o ajuste para nível educacional do pai e da mãe, observou-se que cada ano adicional na idade da menarca esteve associado com incremento de 0,91 cm, 0,44 cm e 0,40 cm na estatura de mulheres nas faixas etárias de 22 a 30 anos, 31 a 40 anos e 41 a 50 anos, respectivamente. Para as mulheres entre 51 e 60 anos de idade, contudo, para cada ano a mais na idade da menarca houve uma diminuição na estatura de 0,64 cm. Analisando-se apenas mulheres de até 50 anos de idade, não foi possível evidenciar interação entre faixa etária e idade da menarca, mas um efeito negativo de confusão exercido pela idade das participantes e pelo nível educacional de seus pais. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo sugerem que, para mulheres de gerações mais recentes, a idade da menarca está diretamente associada à estatura definitiva. As condições socioeconômicas durante a infância e o efeito de geração podem ser importantes fatores de confusão e merecem ser considerados em análises futuras.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate the relation between age at menarche and final height. METHODS: Complete data were obtained for 1,940 participants of a cohort study (Pró-Saúde Study) of civil servants at a university in Rio de Janeiro. A self-administered questionnaire was used to obtain the date of birth, age of the first menstruation and parents' educational level. Height in centimeters was measured twice by trained anthropometrists. Data were analyzed using linear regression models with final height as the dependent variable. RESULTS: After adjusting for parents' educational level, it was observed that for each additional year in the age at menarche there was an increase in the final height of 0.91 cm for women aged 22 to 30 years, 0.44 cm for women aged 31 to 40 years and 0.40 cm for those between 41 and 50 years of age. In contrast, for women of 51 to 60 years of age, each additional year in the age at menarche was associated with a decrease of 0.64 cm in the final height. Focusing only on women between 22 and 50 years of age, no significant interaction was identified between age and age at menarche, however a strong negative confounding effect exerted by participants' age and by their parents' educational level was identified. CONCLUSION: Results of this study suggest that, for younger generations, a later age at menarche is directly associated with final height. Childhood socioeconomic conditions and generation effects can be important confounding factors and should be considered in analyses of this relationship.
  • Perfil de sensibilização a alérgenos domiciliares em pacientes ambulatoriais Artigos Originais

    Soares, Fernanda Aparecida Almeida; Segundo, Gesmar Rodrigues Silva; Alves, Ronaldo; Ynoue, Leandro Hideki; Resende, Rafael Oliveira; Sopelete, Mônica Camargo; Silva, Deise Aparecida Oliveira; Sung, Sun-sang Joseph; Taketomi, Ernesto A.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Conhecer o perfil de sensibilização dos pacientes com diagnóstico de doenças alérgicas atendidos no Ambulatório de Alergia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia. MÉTODOS: Foi realizado um estudo retrospectivo por meio da análise de prontuários de pacientes atendidos no serviço, que foram submetidos ao teste cutâneo de puntura (TCP) para os alérgenos de Dermatophagoides pteronyssinus (Der p), Dermatophagoides farinae (Der f), Blomia tropicalis (Blo t), Canis familiaris (Can f), Felis domesticus (Fel d), Blattella germanica (Bla g) e Alternaria alternata, e respondido corretamente ao questionário ISAAC. RESULTADOS: Foram analisados 212 prontuários de pacientes que preenchiam os critérios de inclusão. A rinite alérgica isoladamente foi a maior causa de atendimento (32%), seguida das associações asma e rinite (29,7%) e asma, rinite e eczema (9,4%). Pacientes com asma isoladamente perfizeram apenas 1,9% dos atendimentos. A sensibilização dos pacientes observada foi de 73,5%, sendo de 61,7% para Der p, 59,9% para Der f, 54,7% para Blo t, 45,7% para Bla g, 38,2% para Can f, 33,3% para Fel d e 9,9% para Alternaria. Não houve diferenças significantes entre as patologias encontradas e os perfis de sensibilização. CONCLUSÃO: Os principais alérgenos sensibilizantes determinados pelo TCP foram os ácaros, com predomínio de Der p e Der f, chamando a atenção a elevada prevalência de sensibilização ao último. Ainda foi observada elevada sensibilização aos alérgenos de B. germanica, superior aos estudos anteriores realizados no País.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate allergens among patients with allergic respiratory disease attended at the Allergy Clinic of the University Hospital - Federal University of Uberlândia. METHODS: A retrospective study was performed using medical records. Patients were included if their ISAAC questionnaires were correctly filled out and their skin prick tests were positive to at least one of the allergens from Dermatophagoides pteronyssinus (Der p), Dermatophagoides farinae (Der f), Blomia tropicalis (Blo t), Canis familiaris (Can f), Felis domesticus (Fel d), Blattella germanica (Bla g) and Alternaria alternata. RESULTS: Two-hundred and twelve medical records fulfilled the inclusion criteria. Allergic rhinitis was the main clinical diagnosis (32%), followed by concomitant manifestation of asthma and rhinitis (29.7%), and asthma, rhinitis and atopic dermatitis (9.4%). Asthma alone was found only in 1.9% of patients. The total sensitization observed was 73.5%, of which 61.7%, 59.9%, 54.7%, 45.7%, 38.2%, 33.3%, 9.9% were sensitized to Der p, Der f, Blo t, Bla g, Can f, Fel d and Alternaria, respectively. No significant difference was found between allergic disease types and source of allergen sensitization. CONCLUSION: The highest sensitization in allergic patients under study was to dust mites, especially Der p and Der f. It is noteworthy that the number of patients sensitized to cockroach extract was uncommonly high when compared to previous studies.
  • Estreptoquinase e oxigênio hiperbárico em congestão após reimplante de membro Artigos Originais

    Cunha, Marcelo Sacramento; Silva, José Carlos Faes da; Nakamoto, Hugo Alberto; Fels, Klaus Werner; Ferreira, Marcus Castro

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Foram testados os efeitos do fármaco estreptoquinase e da terapia com oxigênio hiperbárico em modelo experimental de oclusão venosa após reimplante de membro. MÉTODOS: Foram realizadas amputações com preservação de vasos e nervos dos membros posteriores direitos de 140 ratos. Os grupos GM0, GM1, GM2, GM3 e GM4 foram submetidos a tempos de oclusão venosa de zero, uma, duas, três e quatro horas. Os grupos GE1 e GE2 foram tratados com estreptoquinase e terapia com oxigênio hiperbárico, respectivamente, após oclusão venosa de três horas. Os resultados foram analisados estatisticamente pelo teste do Qui-quadrado (p<0,05). RESULTADOS: As taxas de mortalidade transoperatórias dos grupos GM0, GM1, GM2, GM3 e GM4 foram 0%, 10%, 15%, 30% e 60% e as pós-operatórias foram 5%; 11,1%; 11,7%; 14,2% e 100%, respectivamente. As taxas de viabilidade dos membros isquêmicos após sete dias de avaliação foram 100%, 87,5%, 80% e 66,67%. As taxas de viabilidade dos grupos GE1 e GE2 foram 76,9% e 100%, respectivamente. As taxas de mortalidade transoperatórias foram diferentes estatisticamente com exceção de GM1 e GM2. As taxas de mortalidade pós-operatórias não foram diferentes com exceção de GM3 e GM4. As taxas de viabilidade dos grupos modelo foram diferentes entre si, exceto os grupos GM1 e GM2. GE1 resultou em uma viabilidade de membros sem diferença estatística e GE2 em uma viabilidade de membros maior que GM3. CONCLUSÃO: A estreptoquinase não alterou os efeitos da oclusão venosa e a terapia com oxigênio hiperbárico aumentou a viabilidade dos membros.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The effectiveness of streptokinase and hyperbaric oxygen therapy on venous occlusion after limb reimplantation was tested in rats. METHODS: Amputation with preservation of vessels and nerves of the right hind limb was carried out in 140 rats. Groups MG0, MG1, MG2, MG3 and MG4 were submitted to 0, 1, 2, 3 and 4 hours of venous occlusion. MG3 was elected as control for the experimental groups. Groups EG1 and EG2 were submitted to 3 hours of venous occlusion and were treated with streptokinase and hyperbaric oxygen therapy. Limbs were observed for 7 days and their mortality and survival rates were studied. RESULTS: Trans-operatory mortality rates in groups MG0, MG1, MG2, MG3 and MG4 were 0, 10, 15, 30 and 60% respectively and the postoperatory mortality rates were 5; 11.1; 11.7; 14.2 and 100% respectively. The limb survival rates were 100%, 87.5%, 80% and 66.67% respectively and 76.9% and 100% in EG1 and EG2. Model groups were statistically different, except for MG1 and MG2 in trans-operatory mortality rates. There were no statistical differences in postoperatory mortality rates between model groups except for MG3 and MG4. Model groups were statistically different, with the exception of MG1 and MG2, in limb survival rates. EG1 and MG3 showed no statistical difference in limb survival and EG2 had a better limb survival than MG3. CONCLUSION: Results suggest that the administration of streptokinase does not change effects of venous occlusion and that hyperbaric oxygen therapy may decrease the effects of venous occlusion in limbs.
  • Bacteremias em pacientes internados em hospital universitário Artigos Originais

    Guilarde, Adriana Oliveira; Turchi, Marília Dalva; Martelli, Celina Maria Turchi

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar a incidência de bacteremias, seu perfil de suscetibilidade antimicrobiana, e fatores associados ao óbito, em hospital universitário, no período de 1º de janeiro de 2000 a 31 de dezembro de 2001. MÉTODOS: Coorte retrospectiva. Pacientes maiores de 1 ano de idade, com bacteremia laboratorialmente confirmada e clinicamente significativa foram incluídos no estudo. Realizada análise de sobrevida multivariada, seguindo o modelo de riscos proporcionais de Cox. RESULTADOS: Foram detectados 295 episódios de bacteremia. O patógeno mais freqüente foi o Staphylococcus aureus: 118 (40%), com 55,9% de MRSA. A letalidade pela bacteremia foi de 34,5%. Os fatores de risco independentes para o óbito foram terapia inicial inadequada (HR ajustado 2,05 IC 95%: 1,25-3,36) e gravidade da apresentação clínica (HR ajustado 5,52 IC 95%: 3,15-9,69). CONCLUSÃO: Nosso estudo mostrou elevada letalidade associada a bacteremia, com alta freqüência de MRSA. A terapia inicial inadequada e a gravidade da apresentação clínica foram fatores de risco independentes para o óbito pela bacteremia.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate the frequency and profile of bacteremia, its antimicrobial susceptibility and to analyze predictors of mortality in bloodstream infections (BSI) at this Teaching Hospital from January 1, 2000 to December 31, 2001. METHODS: Design: retrospective cohort. Patients over one year old with clinically significant episodes of BSI which were microbiologically documented were included in the study. The Cox proportional hazards risk model was applied to identify prognostic factors related to death by bacteremia. RESULTS: A total of 295 episodes of BSI were detected. The most common pathogen was S. aureus: 118 (40.0%), with 55.9% of MRSA. Mortality associated with bacteremia was 34.5%. Independent predictors of mortality were: inadequate initial therapy (HR adjusted 2.05 IC95%: 1.25-3.36) and severity of the clinical manifestations (HR adjusted 5.52 IC95%: 3.15-9.69). CONCLUSION: This study disclosed high mortality rates due to BSI and a high frequency of MRSA. Inadequate initial therapy and severity of clinical manifestations were significantly and independently associated with mortality.
  • Avaliação oftalmológica tardia em portadores de retinopatia diabética Artigos Originais

    Maia Júnior, Otacílio de Oliveira; Marback, Roberta Ferrari; Bonanomi, Maria Teresa Brizzi; Takahashi, Walter Yukihiko; Kara-José, Newton

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Analisar o retardo na avaliação oftalmológica em portadores de retinopatia diabética avançada e sem queixas visuais. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal analítico com 44 portadores assintomáticos de retinopatia diabética. Todos os pacientes tiveram indicação de tratamento com laser em pelo menos um dos olhos. A duração e tipo da doença, bem como o tempo para a primeira avaliação oftalmológica foram determinados. RESULTADOS: Dos 44 pacientes, 6 (13,7%) eram portadores de diabetes mellitus tipo 1 e 38 (86,3%) do tipo 2. Retinopatia diabética proliferativa estava presente em 24 (54,5%) e retinopatia diabética não proliferativa grave ou muito grave em 20 (45,5%). A acuidade visual, com melhor correção, pré-tratamento, variou de 0,5 a 1,0 (média de 0,83 ± 0,17) na tabela de Snellen. O tempo de intervalo entre o diagnóstico de diabetes e a primeira avaliação oftalmológica variou de 7 a 19,5 anos (13,3 ± 5,1 anos) para os diabéticos tipo 1 e de 3 meses a 18 anos (5,2 ± 4,81 anos) para os tipo 2. CONCLUSÃO: Retinopatia diabética avançada pode estar presente em diferentes momentos na avaliação oftalmológica para ambos os tipos de diabetes. No presente estudo, embora a média de intervalo entre o diagnóstico de diabetes e a primeira avaliação seja de 13 anos para os diabéticos tipo 1 e de 5 anos para os tipo 2, a retinopatia avançada foi observada em até 3 meses após diagnóstico de diabetes. Este fato demonstra a necessidade de avaliação oftálmica mais precoce nesta doença. Dessa forma, conclui-se que a RD deve ter uma abordagem multidisciplinar, no intuito de que o diagnóstico da RD seja feito, em suas fases iniciais, antes que lesões comprometedoras da visão já tenham ocorrido.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To assess the delay in the ophthalmic examination of patients affected with severe diabetic retinopathy but no visual complaint. METHODS: A transversal analytical study was conducted of 44 visually asymptomatic diabetic patients. All were eligible to retinal panphotocoagulation in at least one eye. Duration and type of the disease as well as time of the first ophthalmic examination were established. RESULTS: Of the 44 patients, 6 (13.7%) had diabetes type 1 and 38 (86.3%) had diabetes type 2. Proliferative diabetic retinopathy was present in 24 (54.5%) and severe or very severe non proliferative retinopathy was present in 20 (45.5%). Best visual acuity ranged from 0.5 to 1.0 (mean 0.83 ± 0.17) according to the Snellen chart. The time interval between diagnosis of diabetes and the first ophthalmic examination ranged from 7 to 19.5 years (13.2 ± 5.12) for diabetes type 1 and from 3 months to 18 years (5.2± 4.81) for diabetes type 2. CONCLUSION: Advanced diabetic retinopathy may be detected at different times of the ophthalmic examination in both types of diabetes. Although the mean interval between the diagnosis and the first examination is 13 years for diabetes type 1 and 5 years for diabetes type 2, this severe kind of retinopathy occurred as early as three months after diagnosis of diabetes. This points to the need for an earlier ophthalmic examination in the case of this disease.
  • Freqüências dos grupos sangüíneos e incompatibilidades ABO e RhD em puérperas e seus recém-nascidos Artigos Originais

    Baiochi, Eduardo; Camano, Luiz; Sass, Nelson; Colas, Osmar Ribeiro

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Determinar as freqüências fenotípicas e predizer o risco de incompatibilidade e aloimunização materna RhD na população da Zona Oeste de São Paulo, Brasil. MÉTODOS: Estudo descritivo no qual avaliamos 2372 puérperas e seus recém-nascidos vivos, no período de um ano, tipificadas para os sistemas ABO e RhD por meio de teste de aglutinação em tubo. RESULTADOS: O estudo mostrou os seguintes percentuais: grupo sangüíneo O, 50,67%; A, 32,17%; B, 13,45%; AB, 3,71%; RhD(+), 90,34% e RhD(-), 9,66%. A ocorrência de incompatibilidade materno-fetal foi de 18,4% para o sistema ABO e de 7% para o RhD. CONCLUSÃO: O contingente da população Rh negativa com alto risco para aloimunização RhD foi estimado em 82%, denotando a importância da profilaxia da aloimunização RhD.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: This study aimed to assess the frequency of different blood phenotypes and to predict the risk of Rh D alloimmunization and maternal-fetal incompatibility in a Brazilian population living in the West zone of the city of São Paulo - Brazil. METHODS: This descriptive study evaluated 2,372 post-delivery women and their liveborn during one year. Blood types were analyzed by means of tube agglutination tests. RESULTS: The blood type frequencies were: 50.67 O, 32.17 A, 13.45 B, 3.75 AB, 90.34 Rh D(+) and 9.66 Rh D(-). ABO maternal-fetal incompatibility was detected in 18.4% and Rh D incompatibility in 7%. CONCLUSION: The fraction of Rh D(-) population at high risk for Rh D alloimmunization was 82%, emphasizing the importance of Rh D alloimmunization profilaxis.
  • Expectativa de mulheres à espera de reprodução assistida em hospital público do DF - estudo bioético Artigos Originais

    Samrsla, Mônica; Nunes, Juliana Cezar; Kalume, Carolina; Cunha, Antônio Carlos Rodrigues da; Garrafa, Volnei

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Investigar a expectativa de mulheres que aguardam tratamento de reprodução assistida (RA) no hospital de referência da rede pública de saúde do Distrito Federal, Brasil, o Hospital Regional da Asa Sul (HRAS). MÉTODOS: Durante um mês, foram entrevistadas, por meio de questionário composto por dez perguntas objetivas, 51 das 56 mulheres que procuraram o HRAS em busca de tratamento para infertilidade. RESULTADOS: A amostra foi dividida em dois grupos. O primeiro, considerado grupo controle, constou de 27 pacientes recém-encaminhadas de postos de saúde ou de um hospital regional para o HRAS. O segundo, identificado como grupo de estudo, teve 24 mulheres já inscritas na fila de espera para fertilização in vitro, com diagnóstico anterior concluído pela equipe médica especializada do hospital. O longo tempo médio de espera pelo tratamento faz com que as mulheres avancem na idade e acabem ingressando no período de gravidez de risco sem terem conseguido tratamento. CONCLUSÃO: As mulheres sem condições de arcar com despesas de tratamento em clínicas privadas de infertilidade estão longe de se beneficiar da RA; o problema de saúde dessa população específica não passa por um processo de correção e muito menos de distribuição de recursos. A espera imposta pelo Estado potencializa a expectativa das pacientes à espera de tratamento. Não há um padrão de informação sobre o tempo da espera. A imprevisibilidade no repasse de medicamentos indispensáveis para a fertilização in vitro coloca o oferecimento futuro do serviço em dúvida.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To analyze the expectations of women who wait for Assisted Reproduction Treatment - RA in the public hospital chosen as the reference in the Public Health Network in the Federal District - HRAS, Brazil. METHODS: For thirty days, 51 women of the 56 who went to the Hras for infertility treatment were interviewed by a questionnaire including 10 objective questions related to the topic. RESULTS: This trial was divided into two groups. The first, the "control group", comprised 27 patients recently sent to the reference public hospital from local health care centers or a regional hospital. The second, the "study group", comprising 24 women already diagnosed by the medical staff of HRAS and in the waiting line for "in vitro" fertilization. According to the input provided by the two groups, results show that the average waiting time for treatment is so long that women actually age during this time and face the risk of having a dangerous pregnancy before they receive treatment. CONCLUSION: These results show that women unable to pay for treatment in a private fertilization clinic have a poorer chance of achieving RA: the health problem concerning this specific population ignores redressing or income distribution processes. Data show that, notwithstanding, this waiting period imposed by the State, expectations of the patients waiting for RA are reinforced. There is n basis to provide information about the waiting time. The unpredictable availability of the medication needed for in vitro fertilization, jeopardizes the future of this service offering the treatment.
  • Características relacionadas ao primeiro e último parto por cesárea Artigos Originais

    Fernandes, Arlete Maria dos Santos; Bedone, Aloísio José; Leme, Larissa Capochin Paes; Fonsechi-Carvasan, Gislaine Aparecida

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Estudar a associação entre a primeira e a última cesáreas e laqueadura tubária; determinar tempo de vida reprodutivo após o primeiro parto. MÉTODOS: Foram entrevistadas 653 mulheres com pelo menos duas gestações, de fevereiro a outubro de 2001 em hospital universitário, 172 com primeira e 294 com última cesárea. As variáveis foram sociodemográficas, obstétricas e características do primeiro e último partos e da laqueadura. Utilizou-se análise bivariada, posteriormente regressão múltipla com cálculo do odds ratio ajustado. Mulheres laqueadas foram separadas em grupos de 25 a 44 e > 45 anos, distribuídas em percentis e aplicou-se o teste de Wilcoxon para análise da idade na laqueadura e tempo de vida reprodutivo após o último parto. O estudo teve aprovação do Comitê de Ética. RESULTADOS: Do total de mulheres, 89% tinham escolaridade < 8 anos e 78% eram brancas. Após regressão múltipla, associaram-se à primeira cesárea o último parto cesárea (OR=15,28, IC 95% 8,54 a 27,36), ter companheiro (OR=3,87, IC 95% 1,63 a 9,17) e ter dado à luz nas décadas de 70, 80 e 90 (OR=4,43 IC 95% 1,37 a 14,27; OR=6,11, IC 95% 1,47 a 25,47; e OR=6,67, IC 95% 1,21 a 40,26), respectivamente. Estiveram associadas à última cesárea a laqueadura intraparto (OR=14,09, IC 95% 7,37 a 26,97), ter dado à luz nas décadas de 70, 80 e 90 (OR=1,81, IC 95% 1,06 a 3,09; OR=5,53, IC 95% 3,18 a 9,61; e OR=5,90, IC 95% 3,03 a 11,48), respectivamente, renda familiar > 5 salários (OR=2,41, IC 95% 1,42 a 4,08) e idade no primeiro parto > 25 anos (OR=1,80, IC 95% 1,01 a 3,22). A idade média na laqueadura foi de 29 e 33,2 anos nas mulheres com 25 a 44 anos e > 45 anos, respectivamente (p<0,001), o período reprodutivo após o primeiro parto foi de 9 e 11,4 anos para os mesmos grupos (p<0,001). CONCLUSÃO: A primeira cesárea associou-se à última cesárea e esta se associou à laqueadura intraparto. A idade na laqueadura e a duração do período de vida reprodutivo foram menores entre mulheres mais jovens.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To study the association between first and last caesarian sections with tubal sterilization; to determine length of reproductive life after the first delivery. METHODS: From February to October 2001 in a university hospital, interviews were carried out with 653 women having had at least two pregnancies. Of these women, 172 had a first caesarian section; 294 had a last caesarian section. Variables were social demographic characteristics, obstetric history and characteristics of the first and last deliveries and tubal sterilization. Bivariate analysis was performed, followed by multiple regression analysis calculating the adjusted odds ratio. Women who had undergone tubal sterilization were divided into age groups of 25 to 44 and >45 years in a percentile distribution. The Wilcoxon test was used to analyze age at tubal sterilization and length of reproductive life after the last delivery. The study was approved by the Ethics Committee. RESULTS: Of these women, 89% completed <8 years of school education and 78% were Caucasian. On multiple regression analysis, there was an association between the first and last caesarian section (OR=15.28, 95%CI 8.54 to 27.36), having a partner (OR=3.87, CI95% 1.63 to 9.17) and giving birth in the '70s, '80s or '90s (OR=4.43, 95%CI 1.37 to 14.27), (OR=6.11, 95%CI 1.47 to 25.47) and (OR=6.67, 95%CI 1.21 to 40.26), respectively. The last caesarian section was associated with intrapartum tubal sterilization (OR=14.09, 95%CI 7.37 to 26.97), giving birth in the '70s, '80s or '90s (OR=1.81, 95%CI 1.06 to 3.09), (OR=5.53, 95%CI 3.18 to 9.61) and (OR=5.90, 95%CI 3.03 to 11.48), respectively, family income of >5 minimum wages (OR=2.41, 95%CI 1.42 to 4.08) and age at first delivery >25 years (OR=1.80, 95%CI 1.01 to 3.22). Mean age at sterilization was 29.0 and 33.2 years in women aged 25 to 44 years and >45 years, respectively (p<0.001). The duration of the reproductive period after the first delivery was 9.0 and 11.4 years for the same groups (p<0.001). CONCLUSION: The first caesarian section was associated with the last caesarian section. The last caesarian section was associated with intrapartum tubal sterilization. Age at sterilization was lower and the reproductive period was shorter among younger women.
  • Uso de tabaco e perfil lipídico-lipoprotéico plasmático em adolescentes Artigos Originais

    Guedes, Dartagnan Pinto; Guedes, Joana Elisabete Ribeiro Pinto; Barbosa, Décio Sabbatini; Oliveira, Jair Aparecido de

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Analisar o impacto quanto ao uso de tabaco no perfil lipídico-lipoprotéico plasmático em amostra representativa de adolescentes. MÉTODOS: A amostra foi constituída por 452 sujeitos (246 moças e 206 rapazes) com idades entre 15 e 18 anos. Os participantes completaram questionário estruturado auto-administrado com relação ao uso de tabaco. As concentrações de lipídeos-lipoproteínas plasmáticas foram estabelecidas mediante procedimentos laboratoriais. Os procedimentos da análise de covariância, controlando a participação da ingestão de gordura saturada e de colesterol dietético, foram empregados para identificar as diferenças entre os valores médios. As estimativas de odds ratio foram utilizadas para estabelecer o risco relativo dos adolescentes fumantes apresentarem perfil lipídico-lipoprotéico de risco aterogênico. RESULTADOS: A proporção de fumantes foi de 20,9% entre os rapazes e 15,4% entre as moças. O consumo médio de cigarros por dia foi de 9,2 ± 4,7 nos rapazes e 5,6 ± 3,1 nas moças. Quando comparados com não fumantes, rapazes e moças fumantes apresentaram níveis séricos de colesterol total, LDL-colesterol, triglicerídeos e apolipoproteína B100 significativamente mais elevados, e níveis séricos de HDL-colesterol significativamente menores. Adolescentes fumantes tenderam a demonstrar risco de níveis de lipídeos-lipoproteinas plasmáticas alterados duas vezes maior que não fumantes. CONCLUSÃO: Intervenções direcionadas à adoção de um estilo de vida saudável, incluindo abstenção do uso de tabaco, deverão iniciar-se em idades precoces na tentativa de prevenir ou retardar o desenvolvimento de lesões ateroscleróticas e minimizar o aparecimento de coronariopatias prematuras na idade adulta.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To analyze the impact of tobacco use on plasma lipid lipoprotein profile in representative sample of adolescents. METHODS: A sample of 452 subjects (246 girls and 206 boys) 15 to 18 years old were included in the study. Each participant completed a structured and self-administered questionnaire concerning tobacco use. Plasma lipid-lipoprotein concentrations were measured by standard procedures. Differences between mean values were evaluated by analysis of covariance, controlling for saturated fat and cholesterol intake. Odds ratio was used to estimate the relative risk of the smokers being classified with an undesirable level of a plasma lipidlipoprotein parameter. RESULTS: The proportion of smokers was 20.9% for boys and 15.4% for girls. The average consumption of cigarettes per day was 9.2 ± 4.7 for boys and 5.6 ± 3.1 for girls. When compared with non-smokers, boy and girl smokers showed a significantly higher serum levels of total cholesterol, LDL-cholesterol, triglycerides and apolipoprotein B100, and significantly lower serum levels of HDL-cholesterol. Adolescent smokers tended to show a two-fold higher risk of altered lipid-lipoprotein levels than non-smokers. CONCLUSION: The present data could imply that intervention promoting a healthy lifestyle, including non smoking, should start at an early age to prevent or delay development of atherosclerotic lesions and ultimately to minimize the appearance of premature coronary heart disease in adults.
  • Tempo de ventilação mecânica e desenvolvimento de displasia broncopulmonar Artigos Originais

    Gonzaga, Ana Damaris; Figueira, Bettina B. Duque; Sousa, José Marconi A.; Carvalho, Werther Brunow de

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Verificar a associação entre o tempo de uso da ventilação mecânica e o desenvolvimento de displasia broncopulmonar em recém-nascidos com peso de nascimento < 1500 g. MÉTODOS: Pesquisa retrospectiva em recém-nascidos com peso de nascimento < 1500 g que utilizaram ventilação mecânica. Foram excluídos as malformações congênitas maiores, transferências e óbitos antes do 28º dia de vida. Foram analisados três grupos de acordo com o tempo de uso da ventilação mecânica: 1 a 7 dias, 8 a 14 dias e > 15 dias. Foi calculada a razão de chance para o desenvolvimento de displasia broncopulmonar em cada período de utilização da ventilação mecânica. RESULTADOS: Dos 216 prontuários avaliados, 121 preencheram os critérios de inclusão. As médias do peso de nascimento e idade gestacional foram de 1199,8 g e 31,8 semanas. No período de 1 a 7 dias de uso da ventilação mecânica, 15,5% dos recém-nascidos evoluíram com displasia broncopulmonar; no período de 8 a 14 dias, 60%; e no período > 15 dias, 88,2%; com razão de chance de 0,16, 11,25 e 16,36, respectivamente. CONCLUSÃO: A possibilidade de um recém-nascido com peso de nascimento < 1500 g desenvolver displasia broncopulmonar foi 11 vezes maior naqueles que permaneceram em ventilação mecânica por até 14 dias e esta chance aumentou ainda mais nos que foram ventilados por mais de 15 dias, devendo a equipe que presta atendimento ao paciente de alto risco estar empenhada na extubação dos recém-nascidos ainda na primeira semana de vida.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Verify the association between duration of mechanical ventilation and development of bronchopulmonary dysplasia in neonates weighting at birth less than 1500g. METHODS: Retrospective study conducted with neonates weighting less than 1500g at birth submitted to mechanical ventilation. Neonates presenting major birth defects, transferred to other services or died before the 28th day of life were excluded from the study. Three groups were analyzed according to duration of mechanical ventilation: 1 to 7 days, 8 to 14 days and more than 15 days. The chance ratio of developing bronchopulmonary dysplasia was calculated for each group. RESULTS: From the 216 clinical histories assessed, 121 met the criteria for inclusion in the study. Mean birth weight and gestational age were 1199.8 g and 31.8 weeks. Of all neonates submitted to mechanical ventilation from 1 to 7 days, 15.5% developed bronchopulmonary dysplasia; from 8 to 14 days 60% and from more than 15 days, 88.2%; chance ratios were equal to 0.16; 11.25 and 16.36, respectively. CONCLUSION: The chance of a neonate weighting less than 1500 g developing bronchopulmonary dysplasia was 11 times higher in those submitted to mechanical ventilation for up to 14 days. This chance was even higher in those ventilated for more than 15 days. That is why the nursing staff assisting high risk patients should consider the possibility of extubating neonates during their first week of life.
  • O médico frente ao diagnóstico e prognóstico do câncer avançado Artigos Originais

    Trindade, Etelvino de Souza; Azambuja, Letícia Erig Osório de; Andrade, Jeison Pábulo; Garrafa, Volnei

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar a postura de médicos frente à informação do diagnóstico e prognóstico de câncer aos pacientes, familiares ou ambos, incluindo uma análise bioética do conflito verificado entre beneficência, respeito à autonomia do paciente e paternalismo. MÉTODOS: Foram entrevistados 38 médicos responsáveis por pacientes com neoplasias malignas em um hospital terciário. O questionário foi dividido em duas partes. Uma com dados gerais do entrevistado e outra com perguntas específicas sobre a transmissão das informações ao paciente e também avaliação da compreensão do médico sobre beneficência. RESULTADOS: Embora 97,4% dos médicos em geral informem o diagnóstico aos seus pacientes, nos casos de doença terminal, 50% se valem da família como apoio. Com relação à informação sobre prognóstico fatal, os que comunicam somente à família foram 63,1%, enquanto 31,6% preferem passar a informação diretamente ao paciente. O estudo mostrou que os profissionais confundem beneficência com paternalismo. CONCLUSÃO: Os médicos têm o hábito de informar o diagnóstico aos seus pacientes. Na impossibilidade de recursos curativos, as atitudes tornam-se conflitantes no que concerne aos princípios da beneficência e autonomia. O número de médicos que acreditam no paternalismo como forma de beneficência é ainda significativo. A atitude paternalista emerge principalmente quando os recursos terapêuticos tornam-se não resolutivos.

    Abstract in English:

    Biotechnological scientific progress has brought about some misunderstanding between advances and ethical decisions. The relationship physician-patient when facing seriously ill patients has been altered. OBJECTIVE: To evaluate the physician's attitude when facing disclosure to patient, family or both of cancer diagnosis and prognosis including also a bioethical analysis about the conflicts between beneficence, respect for patient autonomy and paternalism. METHODS: Thirty-eight physicians responsible for neoplasic patients in a tertiary hospital were interviewed. The questionnaire was structured in two different parts. The first, with general information about the physicians and the second, with specific questions about diagnosis and prognosis disclosure to the patient, evaluating also the physician's comprehension of beneficence. RESULTS: Although most physicians (97.4%) inform the diagnosis to their patients in cases of fatal diseases, 50.0% rely on the family for support. In cases of fatal prognosis,63.1% tell only the families while 31.6% prefer to tell only the patients. The study showed that physicians misunderstand beneficence and paternalism. CONCLUSION: Physicians normally disclose diagnosis to their patients. When they run out of therapeutic resources, their attitudes become conflicting in relation to the principles of beneficence and autonomy. The number of physicians who believe in paternalism as a form of beneficence is still significant. The paternalistic attitude arises especially when therapeutic resources no longer seem to really solve the problem.
  • Estado nutricional e desempenho motor de idosos de São Paulo Artigos Originais

    Barbosa, Aline Rodrigues; Souza, José Maria Pacheco; Lebrão, Maria Lúcia; Marucci, Maria de Fátima Nunes

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Verificar a associação do estado nutricional (EN) com testes de desempenho motor em idosos do município de São Paulo, Brasil. MÉTODOS: Delineamento: Estudo epidemiológico transversal, de base populacional e domiciliar, parte de estudo multicêntrico (Pesquisa SABE), coordenado pela Organização Pan-Americana de Saúde. Casuística: A Pesquisa SABE abrangeu 2143 idosos (=60 anos), de ambos os sexos, no período de janeiro de 2000 a março de 2001, selecionados por amostragem probabilística; sendo que 1894 (88,4%) participaram deste estudo. Os idosos foram estratificados segundo sexo e grupo etário (60-69, 70-79 e =80 anos) e o EN foi avaliado de acordo com o Índice de Massa Corporal (IMC): baixo peso (IMC = 23kg/m²) e obesidade (IMC = 28 kg/m²). Foram utilizados três testes: "sentar e levantar" (SL), "agachar e pegar o lápis" (APL), avaliados por tempo, e teste de equilíbrio (EQ), composto por quatro medidas estáticas. As associações foram verificadas por análise de sobrevida, segundo Cox (SL e APL) e por Qui-quadrado (EQ). RESULTADOS: Observou-se associações estatisticamente significativas entre APL e EQ e mulheres obesas. Quando analisadas por grupo etário, houve associações estatisticamente significativas para: 60-69 anos (IMC e teste "agachar e pegar o lápis"); 60-69 e 70-79 anos (IMC e equilíbrio). CONCLUSÃO: Os resultados mostraram associação entre EN e capacidade funcional para as mulheres, sendo a obesidade a condição nutricional limitante ao bom desempenho nos testes. Sexo e grupo etário devem ser considerados na associação entre estado nutricional e o desempenho motor.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate the nutritional status (NS) and its association with physical performance tests (PPT) of elderly in the city of São Paulo, Brazil. METHODS: Design - Cross-sectional epidemiological study, in a population on a household basis as part of a multicenter study (the SABE Survey), coordinated by the Pan-American Health Organization. Setting - From January/2000 to March/2001, the SABE survey comprised 2143 elderly ( > or = 60 yrs old), of both genders, selected by probabilistic sampling. Of these, 1894 (88.4%) took part in this study. The elderly were separated by gender and age group (60-69, 70-79 and > or = 80 yrs old) for the tests and the NS was evaluated according to the Body Mass Index (BMI): underweight (BMI <= 23kg/m²) and obese (BMI > or = 28kg/m²). The PPTs included timed, repeated "chair stand" (CS), timed "pick up a pen" (PP) and standing balance (SB). The associations (CS and PP) were verified by the Cox Regression analysis and (SB) by the chi square test. RESULTS: There were statistically significant associations between PP and SB and obese women. CONCLUSION: Results showed association between nutritional status and functional capacity for women and obesity was the nutritional condition associated with the worst performance in the tests. Gender and age group should be considered in the association between nutritional status and physical performance.
  • Cicatrização conduzida e enxerto de pele parcial no tratamento de feridas Artigos Originais

    Salgado, Mauro Ivan; Petroianu, Andy; Burgarelli, Giselle Lelis; Barbosa, Alfredo José Afonso; Alberti, Luiz Ronaldo

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar comparativamente os tratamentos para área cruenta da pele por meio de cicatrização conduzida (método original de cicatrização cutânea por segunda intenção) e enxerto de pele autógena. MÉTODOS: Foram utilizados 17 coelhos, dos quais foram retirados dois segmentos de pele, um de cada lado do dorso. De um lado, a área doadora do enxerto permaneceu cruenta, para cicatrização conduzida (A). Do outro lado do dorso, a pele foi implantada como enxerto (B), para recobrir a área cruenta. Assim, cada animal tinha em seu dorso os dois tipos de tratamentos (A e B). Os coelhos foram distribuídos em dois grupos, de acordo com o tamanho das feridas provocadas em seu dorso: grupo 1 - A e B (4 cm²) e grupo 2 - A e B (25 cm²). Avaliou-se o tempo de cicatrização de ambos os tratamentos: grupo 1, após 19 dias, e grupo 2, após 35 dias. Os aspectos macro e microscópico finais da cicatrização foram analisados comparativamente nos quatro subgrupos. À histologia, avaliaram-se o número e a espessura de estratos da epiderme, a presença de células inflamatórias, bem como de cistos epidérmicos e de células gigantes. O estudo estatístico usou os testes não paramétricos de Fischer, Kruskall-Wallis e Wilcoxon. RESULTADOS: Não se observou diferença macro ou microscópica entre a cicatrização conduzida e o enxerto de pele. CONCLUSÃO: A cicatrização conduzida parece ser uma boa opção terapêutica para áreas cruentas cutâneas em coelhos.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The present study compared the treatment of skin wounds by means of conducted healing (an innovative method for treatment of secondary healing) and autogenous skin graft. METHODS: Seventeen rabbits were submitted to removal of two skin segments, one on each side of the dorsum. The graft donor area was left as a wound for conducted healing (A) and was submitted only to debridement, local care and dressings. The skin removed from the above mentioned side was implanted as a graft (B) to cover the wound on the other side. Thus, each animal received the two types of treatment on its dorsum (A and B). Rabbits were divided into two groups according to size of the wounds: Group 1 - A and B (4 cm²) and Group 2 - A and B (25 cm²). Healing time was of 19 days for Group 1 and of 35 days for Group 2. The final macro- and microscopic aspects of healing were comparatively analyzed in the four subgroups. Presence of inflammatory cells, of epidermal cysts and of giant cells was assessed by histology. Data were statistically analyzed by the nonparametric Fisher, Kruskal-Wallis and Wilcoxon tests. RESULTS: No macro- or microscopic difference was observed between conducted healing and skin graft, although conducted healing led to a more rapid wound healing. CONCLUSION: Conducted healing seems to be a good therapeutic option for skin wounds in rabbits.
  • Prevalence of the burnout syndrome among Brazilian medical oncologists

    Glasberg, João; Horiuti, Louise; Novais, Marcela Araújo Borges; Canavezzi, Andressa Zaccaro; Miranda, Vanessa da Costa; Chicoli, Felipe Abrosio; Gonçalves, Marina Sahade; Bensi, Carolina Games; del Giglio, Auro

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A Síndrome da Estafa Profissional (SEP) é considerada uma doença caracterizada por três componentes básicos: exaustão emocional (EE), despersonalização (DP) e reduzida realização pessoal (RP), sendo identificada em oncologistas. OBJETIVO: Analisar a prevalência da SEP entre oncologistas clínicos e possíveis fatores relacionados. MÉTODOS: Foram enviados três questionários (Questionário Geral, Questionário Maslach de Burnout e Questionário de Opinião) para 458 cancerologistas cadastrados na Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). RESULTADOS: A taxa de resposta foi de 20%. 43,3% dos entrevistados demonstraram nível baixo de EE, 57,8% apresentaram nível alto de DP e 55,5% alta RP. Para avaliarmos a presença da SEP, utilizamos o critério de Ramirez, que considera as três dimensões em nível grave (8,9%) e o de Grunfeld que considera pelo menos um dos três domínios em nível grave (68,9%). Pelos critérios de Ramirez, houve correlação negativa com praticar exercícios/hobby (p=0,0007) e crer em uma religião (p=0,0445) com SEP. Já por Grunfeld, se correlacionou positivamente com morar com o companheiro (p=0,0054) e considerar o tempo de férias insuficiente (p=0,0037). Por ambos os critérios, foi constatada uma correlação positiva entre ter a síndrome e não optar por oncologia novamente se tivesse essa oportunidade. CONCLUSÃO: A SEP é muito prevalente entre os oncologistas clínicos. Porém, a maioria destes profissionais optaria novamente por essa especialidade. Prática de exercícios/hobby, tempo de férias suficiente e crer em uma religião surgiram como possíveis fatores para prevenir esta síndrome.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Burnout syndrome which is prevalent among oncologists is characterized by three aspects: emotional exhaustion, depersonalization and low personal accomplishment. The purpose was to evaluate prevalence of the burnout syndrome among Brazilian medical oncologists and the variables that correlate with its presence. METHODS: A survey was conducted with members of the Brazilian Society of Medical Oncology (SBOC) who received three questionnaires (general, Maslach burnout questionnaire and an opinion survey) mailed to all 458 members. RESULTS: Response rate was of 22.3%. According to the criteria proposed by Grunfeld, which consider burnout present when at least one of the aspects is severely abnormal, prevalence of this syndrome was 68.6% (95% confidence interval, CI: 58.68% to 77.45%). By multivariate analysis having a hobby/physical activity, a religious affiliation, older age, living with a companion and rating vacation time as sufficient were correlated significantly and independently with burnout syndrome. CONCLUSIONS: The burnout syndrome is prevalent among Brazilian oncologists. Oncologists having sufficient personal and social resources to engage in a hobby, physical activity, have enough vacation time and religious activities are at lower risk of developing burnout.
  • Efeitos da eritropoetina recombinante humana em recém-nascidos pré-termo com doenças infecciosas Prática Clínica

    Aguiar, Iara Flávia de Vasconcelos P.; Krebs, Vera Lúcia Jornada; Gualandro, Sandra F. M.; Silveira, Paulo A. A.; Vaz, Flávio Adolfo Costa

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Analisar os efeitos da eritropoetina recombinante humana (rHuEpo) em recém-nascidos pré-termo com doenças infecciosas graves. MÉTODOS: Foi realizado um estudo controlado, não randomizado, em 34 recém-nascidos com diagnóstico de patologias infecciosas graves, peso de nascimento igual ou inferior a 1500 g, idade gestacional inferior a 35 semanas e estabilidade clínica. Os recém-nascidos designados para o tratamento com rHuEpo receberam a eritropoetina ß na dose de 400 UI/kg, duas vezes por semana, por via subcutânea. A suplementação oral com ferro foi iniciada quando os níveis de ferritina sérica foram inferiores a 60 mcg/L. O estudo foi realizado durante seis semanas ou até a alta hospitalar do paciente. Foram avaliados a eritropoese, o número de transfusões, o número de neutrófilos, a contagem de plaquetas e os episódios de novas infecções durante o tratamento com o hormônio. RESULTADOS: Houve aumento significativo do número de reticulócitos no grupo tratado; entretanto, não houve impacto sobre o número ou volume de transfusões. Não foram observadas alterações no número de neutrófilos ou plaquetas. CONCLUSÃO: O uso de rHuEpo em RNPT com doenças infecciosas, na dose de 800 UI/Kg/semana, foi efetivo para induzir eritropoese, sem ocorrerem alterações significativas sobre o número de neutrófilos ou plaquetas. Essa estratégia, associada ao controle rigoroso do volume de sangue retirado para exames, poderá ser benéfica na prevenção da anemia em RNPT com infecção grave.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To study the effects of recombinant human erythropoietin (rHuEpo) in preterm newborns (PTNs) with serious infectious diseases. METHODS: A not randomized case-control study was carried out in 34 preterm newborns with diagnosis of serious infectious pathologies, gestational age up to 35 weeks, birth weight less than 1500 g and clinical stability. Newborns selected for treatment with rHuEpo received 400 U/kg erythropoietin ß, subcutaneously twice a week. Oral iron supplementation was initiated when the levels of serum ferritin were lower than 60 mcg/l. The study was continued for six weeks or until the patient was discharged from the hospital. Erythropoiesis, granulopoiesis, thrombocytopoiesis, the need for transfusions and the occurrence of new episodes of infectious disease were analyzed. RESULTS: In the treated group there was a significant increase in the number of reticulocytes, although there was no statistically significant difference between the groups with regard to the number or volume of transfusions. There was no significant difference in neutrophils and platelet values. CONCLUSION: The use of rHuEpo, 800 U/kg/week, in PTNs with infectious diseases was effective in inducing erythropoiesis, without significant changes in the number of neutrophils or platelets. This strategy, and the accurate control of the blood collected for laboratory exams, may be beneficial for prevention of the anemia in PTNs with serious infectious diseases.
Associação Médica Brasileira R. São Carlos do Pinhal, 324, 01333-903 São Paulo SP - Brazil, Tel: +55 11 3178-6800, Fax: +55 11 3178-6816 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: ramb@amb.org.br