Palavras da diretora

Deborah Moraes Zouain

Palavras da diretora

A gestão do desenvolvimento local no Brasil: (des)articulação de atores, instrumentos e território apresenta uma análise comparada de experiências de desenvolvimento local, vistas numa perspectiva socioeconômica: Associação de Apicultores de Simplício Mendes (Piauí); polos moveleiros de Votuporanga (SP e RS); Complexo Couro Calçadista (RS); Cooperativa dos Citricultores Ecológicos do Vale do Caí (RS); minidistritos industriais e de serviços de São José do Rio Preto (SP); Consórcio Intermunicipal do Grande ABC (SP); Consórcio Intermunicipal de Abastecimento (MA); Banco Palmas (CE). Resulta de uma rodada de pesquisas, debates e sistematização das experiências, abordando questões que envolvem a produção, acumulação e distribuição da riqueza e da renda geradas e geridas socialmente.

Tecnologias ambientais: em busca de um significado sistematiza os principais conceitos de tecnologia ambiental divulgados pela literatura pertinente, representativa do estado da arte do tema. Investiga as propostas de tipologia das tecnologias ambientais, a fim de avançar na categorização e operacionalização desse conceito. Levanta as principais considerações sobre o processo, os entraves e as possibilidades do desenvolvimento e da consequente difusão de tecnologias ambientais. Explora a tipologia do termo e identifica seu processo de desenvolvimento e difusão, fornecendo um significado mais completo de tecnologia ambiental.

A gestão de recursos humanos em uma instituição pública brasileira de ciência e tecnologia em saúde: o caso Fiocruz relata a experiência realizada para avaliar a gestão de recursos humanos na Fiocruz pela ótica da incorporação dos trabalhadores e do ambiente complexo que conforma uma instituição de ciência e tecnologia, à luz dos novos conceitos e exigências do mundo do trabalho, como forma de contribuir para o fortalecimento das múltiplas ações levadas a termo pela instituição.

Custo do ensino de graduação em instituições federais de ensino superior: o caso da Universidade Federal de Viçosa apura o custo por aluno no ensino de graduação da UFV. As variáveis que mais influenciaram esse valor foram as quantidades de matrículas, de bens móveis e de docentes e servidores técnico-administrativos. A mensuração de custo por aluno da UFV fornece orientação quanto ao modo pelo qual a Instituição pode se expandir sem onerar o custo, bem como a melhor forma de aproveitar sua estrutura física.

Esquecimento organizacional e suas conseqüências no processo de aprendizagem organizacional apresenta, por meio de uma de revisão de literatura, as áreas que destacam o esquecimento organizacional, sua relevância nos processos de aprendizagem nas organizações e os fatores que interferem para o desencadeamento do processo. São descritos os tipos de esquecimento mencionados na bibliografia pesquisada e apresentados os conceitos de memória, esquecimento, esquecimento organizacional e suas relações com os processos de aprendizagem organizacional.

Inovação no setor público: uma análise do choque de gestão (200310) sob a ótica dos servidores e dos preceitos teóricos relacionados à inovação no setor público procura entender o choque de gestão (política de governo do estado de Minas Gerais iniciada em 2003 e com metas previstas até 2023) pela ótica dos servidores e, a partir disso, analisar o modelo com base nos preceitos teóricos que subsidiam as discussões sobre o tema "inovação no setor público".

Boa leitura!

Deborah Moraes Zouain

Diretora e editora da RAP

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    03 Ago 2010
  • Data do Fascículo
    Jun 2010
Fundação Getulio Vargas Fundaçãoo Getulio Vargas, Rua Jornalista Orlando Dantas, 30, CEP: 22231-010 / Rio de Janeiro-RJ Brasil, Tel.: +55 (21) 3083-2731 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rap@fgv.br